Sobre as fotografias de um feto sendo confeccionado e comido por um chinês

Quando vi estas chocantes imagens no Ideias Fixas 2 fiquei simultaneamente paralisado pelo horror e descrente sobre a veracidade das mesmas. Intrigado com aquilo comecei a pesquisar sobre o tema e sobre as origens das fotografias…

Descobri que elas começaram por circular numa corrente de e-mail onde se dizia que “bébes mortos podiam ser comprados em hospitais de Taiwan por 70 dólares cada para serem usados na culinária chinesa“. Este mail, tanto quanto sei não teve ainda uma versão portuguesa, mas há-de cá chegar… Estou certo…

Em primeiro lugar, Taiwan (Formosa) não é a China (a PRC do Outsider)… Depois procurei saber se na estranha e tantas vezes desconfortável culinária chinesa existem ou existiram pratos confeccionados a partir de fetos humanos. E não… Nunca tal existiu ou existe, tirando eventuais casos de doença mental, mas destes… Temos em todas as culturas, em idêntica proporção.

Ao longo da História, várias culturas acusaram os seus inimigos de comerem bébes… Eu próprio recordo-me de nos finais da década de 70 alguns párocos do Norte do país dizerem que “os comunistas comiam criancinhas” e de ver senhoras idosas a acreditarem piamente nessas mentiras absurdas… No passado, os romanos acusam os judeus de comerem fetos, os cristãos as bruxas, os ingleses os aborígenes, etc, etc.

Estas fotografias começaram a circular na Internet em Dezembro de 2000, por correio electrónico e apareceram pouco depois no site Chinese-art.com como tendo sido o produto da criação artística de um artista conceptual chinês de nome Zhu Yu:
(que é este tipo aqui)

Aparentemente, este artista conceptual chinês (se é que merece o nome de “artista”) trabalhou numa série de obras designadas como “Eating People” cujas fotografias foram expostas na Bienal de Shangai de 2000, até ser expulso da mesma pelos organizadores da Bienal. Nestas fotografias, o artista aparecia comendo o que parecia ser uma criança, aparentemente depois de a ter cozinhado, conforme documentariam as imagens que apareceram no blog do Sá Morais e da Pandora.

Estas fotografias já foram inclusivamente investigadas pelo FBI e pela Scotland Yard, desde que foram emitidas pelo Channel 4 britânico num documentário sobre a arte moderna chinesa emitido em 2003.

Embora Yu alegue ter usado um feto abortado que roubou de uma escola médica para fazer as fotografias do Sá Morais e da Pandora nas fotografias em que aparece a comer o feto utilizou uma cabeça de boneca no topo do corpo de um pato (ver AQUI).

Ou seja… Trata-se do trabalho de um artista conceptual extremamente polémico, até na China, e de aparente péssimo gosto e derespeito pela Humanidade e Decência.

Mas não provam que na China se comem crianças.

 

Fontes:

http://urbanlegends.about.com/library/weekly/aa080601a.htm

http://en.wikipedia.org/wiki/Zhu_Yu

http://news.sky.com/skynews/article/0,,30100-12214193,00.html

http://www.snopes.com/horrors/cannibal/fetus.htm

About these ads
Categories: Hoaxes e Mitos Urbanos | 76 Comentários

Post navigation

76 thoughts on “Sobre as fotografias de um feto sendo confeccionado e comido por um chinês

  1. Bem, agora deste em Myth buster… ;)

    1 – Taiwan não é China, certo! ( Para a China é China! ) Mas é nanicada!

    2 – O que eu tinha visto não era deste Zhu Yu, que admito ser o tal “artista”. Porém julgo que as imagens de cima são de outra origem… Ou seja, são diferentes! Parecem-me braços mais magros e a roupa é diferente, pelo que não serão as mesmas imagens.
    O Próprio cozinhado é diferente… Outro artista? Outro feto?

    2B- E não me parece ser o corpo de um pato ou de qualquer outra ave qualquer. Há por ali umas questões no ar… Se tivesses colocado terias visto dedos… Coisa que os patos não possuem. Onde foram buscar essa do pato??? Ainda se dissessem que era um coelho!

    3 – Nas outras fotos. Em que o feto é cozido e não assado! A cabeça é um pouco estranha e o umbigo. Mas não sou de medicina
    e ( felizmente ) nunca vi nenhum feto ao vivo.

    4 – Uma dessas páginas diz: “I think we can safely say that the Chinese as a people do not routinely eat babies or fetuses; nor do Jews, Christians, witches, aborigines or any other groups accused of doing so over the centuries”. Mesmo aqui repara no uso de “routinely”. È claro que não será prato do dia, mas…

    5- In 1995, U.S. Representative Frank Wolf of Virginia raised a short-lived media ruckus by asserting he’d encountered credible reports of Chinese hospitals’ selling human fetuses to be used as health food. Citing a 12 April 1995 article from Eastern Express, an English-language daily in Hong Kong, he demanded the Clinton administration and international human rights groups investigate these allegations.

    Nothing apparently came of this call to arms, leading us to believe those “credible” reports turned out to be not so reliable after all.

    É claro que seria dificil encontrar provas que isto acontece… E mesmo que elas aparecessem talvez as próprias autoridades ( mesmo dos US ) iriam abafar a questão… É chato chatear a nanicada… Eles são, afinal, um gigante…

    6- Claim: “Taiwan’s hottest restaurants offer grilled and barbequed fetuses. Nos restaurantes?… A Claim não será bem essa…”

    7- Hum?… “That is certainly true in the case of organ harvesting from executed Chinese prisoners — the Chinese view the matter as a reasonable use of what would otherwise be discarded assets, whereas the western viewpoint fixates on the humanity of the executed man and laments his being picked over and recycled against his personal wishes.) ” Importam-se de repetir?

    8- “Ao longo da História, várias culturas acusaram os seus inimigos de comerem bébes… Eu próprio recordo-me de nos finais da década de 70 alguns párocos do Norte do país dizerem que “os comunistas comiam criancinhas” e de ver senhoras idosas a acreditarem piamente nessas mentiras absurdas… No passado, os romanos acusam os judeus de comerem fetos, os cristãos as bruxas, os ingleses os aborígenes, etc, etc.” Bem, há uma diferença entre comer bebés e comer fetos… Ou comer pessoas e comer fetos… Isso eram realmente histórias para assustar, descabidas… Mas o canibalismo será assim tão… estranho? Por exemplo, durante as grandes fomes na Russia, eram vendidos corpos humanos e pedaços de corpos! Adultos, crianças… Há uma foto famosa de uma “banca” de venda. E na retirada das tropas napoleónicas? Não terá havido por ali “churrasco”? Quantas vezes isso não terá acontecido, sem nunca ter sido contado… Mas pronto, seria uma questão de sobrevivência… Mas o canibalismo também é cultural! Haviam povos que o praticavam! ( Será que ainda há ou é um mito urbano? )… E temos os nanicos! Um povo que acredita que pilas de iaque fazem bem a qualquer coisa, que chifre de rinoceronte dá “potência” sexual, etc, etc… Uhm!… Uma cultura onde a fronteira da degustação é muito… ampla… Uma cultura onde a vida humana… bem… não tem muito valor… ( o que é que eles fazem aos bebés do sexo feminino? )… Não sei, não…

    9- Ok! Digamos que estou a ser exagerado! Xenófobo?! Nã… Mas que estou a ver isto através das lentes da minha educação ocidental… E que por isso estou a ser tão casmurro! :) Mas eu terei de aceitar tudo o que é diferente da minha cultura, só para não ser acusado de Ocidentalismo? Porreiro! Então as lapidações estão correctas, pois são apenas uma manifestação cultural diferente da minha… E que volte o Circo Romano! Aquilo é cultura! Será que terei de gostar de touradas? Nã!…

    10- Isso de “mitos urbanos”… uhm…

    abraço

  2. Outros…

    Reference has already been made in Murder and Cannibalism on the Kokoda Track to the facts that cannibalism of Allied prisoners of war by the Imperial Japanese military was not a rare occurence in the Pacific islands and was not necessarily related to an absence of normal food.This disgusting practice is probably indicative of the depths of depravity to which the Imperial Japanese Army had sunk after several years of genocidal behaviour in China. Japan’s brutal and unprovoked war against China began in 1937, and this war was used to train the Japanese military for Japan’s wider aggression that began with the sneak attack on Pearl Harbor on 7 December 1941. Having brutally murdered millions of captive Chinese civilians and prisoners of war, both men and women, children and elderly, it is really not surprising to find that Japanese troops were capable of engaging in the disgusting practice of cannibalism.

    Lord Russell relates the story of a young American pilot who was captured, murdered, and eaten by Japanese officers on the island of New Britain. The story is narrated by Havildar Chandgi Ram who had been shipped to New Britain with other Indian Army prisoners of war and forced to work as a slave labourer for the Imperial Japanese Army.

    “On 12 November 1944, I was digging a trench for the Japanese in the Totabil area of New Britain. About 1600 hours, a single-engined United States fighter plane made a forced landing about a hundred yards away from where I was working. The Japanese from Go Butai Kendebo Camp rushed to the spot and seized the pilot, who could not have been more than twenty years old, and had managed to scramble out of the plane before the Japs could reach him.

    “About half an hour from the time of the forced landing, the Kempei Tai * beheaded the pilot. I saw this from behind a tree and watched some of the Japanese cut flesh from his arms, legs, hips and buttocks and carry it off to their quarters. I was so shocked at the scene and followed the Japanese just to find out what they would do with the flesh. They cut it in small pieces and fried it.

    “Later that evening, a senior Japanese officer, of the rank of major general, addressed a large number of officers. At the conclusion of his speech, a piece of fried flesh was given to all present who ate it on the spot.”

    From “The Knights of Bushido” by Lord Russell of Liverpool, published 2002 by Greenhill Books, London, at pages 235-239.

    * The Kempei Tai were the Japanese military secret police.

    Being aware that some people would question the reliability of this eyewitness evidence of murder and cannibalism, and that it was condoned by senior Japanese army officers, Lord Russell provides extracts from the testimony of Major Matoba before a military tribunal on Guam after the Japanese surrender. Major Matoba describes a number of occasions on which the flesh of murdered prisoners of war was consumed in the Japanese officers’ mess. This disgusting behaviour took on the character of a festive occasion, with the flesh being washed down with sake. Very senior army and navy officers attended the officers’ mess when human flesh was consumed and Major Matoba claims that they encouraged this vile behaviour.

    Lord Russell then cites the text of a Japanese Army order issued by Major Matoba. This battalion order explicitly deals with the procedure for cannibalism of a named American aviator Lieutenant (jg) H—. For the sake of the feelings of the family of this young pilot, I will not include the full surname here. The name is given by Lord Russell in “The Knights of Bushido” at page 236.

    Although apologists for cannibalism by the Imperial Japanese military, including Major Matoba, suggest that shortage of normal food was the likely cause of this depraved behaviour, neither this story nor the cannibalism on the Kokoda Track can be attributed to starvation. New Britain is a very large island off the north-eastern coast of the main island of New Guinea. New Britain has rich volcanic soil and produces an abundance of easily grown natural foods, including paw paw, coconut, and various types of sweet potato.

  3. Mais

    Chinese grave robber arrested for cannibalism
    A Chinese man was arrested on suspicion of grave robbing and cannibalism after 30 corpses turned up missing from local graveyards over the past 16 years.
    Apparently he was arrested after a recently buried corpse was found outside of a market with both arms missing and the chest carved open.

  4. But Mr Lin of San Francisco, California tells a disturbing story – one that is repeated by many other recent Chinese immigrants to the US. Just before coming to live in California two years ago he visited a friend at the same medical center in Shanghai visited by Professor Rothman. In the bed next to his friend was a wealthy and politically well-situated professional man who told Mr Lin that he was waiting for a kidney transplant later that day. His new kidney would arrive, he said, as soon as a prisoner was executed that morning. Minutes after the condemned prisoner was shot in the head, doctors present at the execution would quickly extract his kidneys and rush them to the hospital where two transplant-surgery teams would be assembled and waiting.

    Human-rights activists report that in China the state systematically takes kidneys, cornea, liver tissue and heart valves from executed prisoners. While these precious organs are sometimes given to reward politically well-connected Chinese, often they are sold to medical ‘visitors’ from Hong Kong, Taiwan or Singapore who will pay up to $30,000 for an organ.

    Harry Wu, the Chinese human-rights activist, was among the first to reveal this. At a conference at Berkeley’s Department of Anthropology Wu said: ‘I interviewed a doctor who routinely participated in removing kidneys from condemned prisoners. In one case she said, breaking down in the telling, that she had even participated in a surgery in which two kidneys were removed from a living, anaesthetized prisoner late at night. The following morning the prisoner was executed by a bullet to the head.’

    In this chilling case, brain death followed, rather than preceded, the harvesting of vital organs. Wu and others claim that the Chinese Government takes organs from 2,000 executed prisoners each year. That number is growing because the list of capital crimes in China has been expanded to accommodate the demand for organs. Amnesty International has recently reported that a new ‘strike hard’ anti-crime campaign has led to a sharp increase in the number of people executed, among them petty thieves and tax cheaters. In 1996 alone at least 6,100 death sentences were handed out and at least 4,367 confirmed executions took place.

    David Rothman, among others, believes that what lies behind the draconian anti-crime campaign is a ‘thriving medical business’ that relies on prisoners’ organs. The state is sponsoring, he says, an ‘insatiable killing machine’, driven by the rapacious need for fresh and healthy organs.

  5. E este é mesmo para ler com atenção!!!

    Descriptions of cannibalism appear repeatedly in Chinese history, in numerous historical writings and literature, and most recently during the Cultural Revolution in the testimony of Cheng I, the Chinese film producer and writer who fled to Hong Kong in the spring of 1992 and sought asylum in the United States in 1993.

    In his book Shokujin Enseki – Massatsu sareta Chugoku Gendaishi (Cannibal Banquet – Modern Chinese History Erased) (Tokyo: Kodansha Kappa Books, 1993), Cheng I describes in detail how, as a young Red Guard during the Cultural Revolution in south China, he witnessed hundreds of children, women and men classified as Counter-revolutionaries killed and eaten by the perpetrators, with such comments as “human meat tastes better when broiled than boiled.”

    In the recently published collection of studies Chugoku Igaishi, historian Okada Hidehiro quotes passages from the classic Ming dynasty (1368-1644) novel Water Margin, also known as All Men Are Created Equal, describing a group of villains who sell human meat as beef, as well as other characters who eat human flesh.

    According to Okada, King Chu of the Ying dynasty (11th century BC) is alleged to have made salted meat and dried meat out of two feudal lords, as well as soup out of son of King Wen of Zhou, which he made King Wen eat.

    During times of severe famine, a frequent occurence in China, cannibalism became marked.

    The Great Historian Sima Qian records that in 594BC people ate each other’s children and the dead in the walled city of Song, when it was beseiged by the Chu army.

    In the 9th century, towards the end of the Tang dynasty (618-906) a Persian trader reported that human flesh was being sold openly in markets.

    During the 12th century, it was said that 15 jin (1 jin = 1.323lbs) of dried meat was obtained from one human being.

    Towards the turbulent close of Yuan dynasty (1276-1368), it was said that children’s meat was best, then women’s, and the least were men’s.

    Cannibalism was practiced not merely for sheer survival, but also as a means of revenge. Lu Xun (1881-1936) recounts such a case in his work …., in which a revolutionary was killed in 1907 and his heart eaten by an enemy. This incident may have also inspired Lu Xun to write his celebrated novel Diary of a Madman (1918), in which cannibalism sevres as an analogy for the decrepit state of modern China.

    The Chinese also believed medicinal benefits could be obtained from eating human flesh, and the benefits are described in their 16th century medicinal book Bencao Ganmu.

  6. Raimund Th. Kolb, “Kannibalismus im vormodernen China,” Monumenta Serica 44 (1996) 393-403. Detailed and critical bookreview of Key Ray Chong book (1990), with literature, points of view and information. Goes even further than Chong in concluding the widespread existence of cannibalism in China.

  7. Desculpa lá os testamentos! :) Foi só para tentar mostrar que, culturalmente, o canibalismo, não é uma coisa muito “weird” para os lados da Àsia… Mas claro que não posso por todas as pessoas no mesmo saco, nem falar de maiorias…

    Abraço!

  8. Chiça… Isto é que é investigação. Continuem que estou a gostar… :D

  9. bom dia Rui…..obrigada.

    ____________________________

    (investigador caustico….belo!)

  10. Isto lembra-me a polémica dos gatos nas garrafas, que eram vendidos, também por chineses, é natural quanto mais gente haja num país, mais aberrações surjam, mas não podemos condenar um povo por meia dúzia de psicopatas que por aí andam.

  11. Bem, agora deste em Myth buster… ;)
    –> É verdade… Inclusivamente abri uma nova categoria só para esse efeito, e tenho mais uns posts na manga desmitificando alguns hoaxes que circulam por aí, pela Net.

    “1 – Taiwan não é China, certo! ( Para a China é China! ) Mas é nanicada!”
    –> Sim, mas com maior legalidade, menos selvajaria e menos corrupção…

    2 – O que eu tinha visto não era deste Zhu Yu, que admito ser o tal “artista”. Porém julgo que as imagens de cima são de outra origem… Ou seja, são diferentes! Parecem-me braços mais magros e a roupa é diferente, pelo que não serão as mesmas imagens.
    O Próprio cozinhado é diferente… Outro artista? Outro feto?
    –> É verdade, também observei essas dissemelhanças. Os braços podem iludir, mas parecem mais magros que os de Zhu… É verdade. Na fotografia mais amplificada, notya-se tb um sinal na mão direita. Infelizmente, das 4 fotografias de Zhu que encontrei na Net nenhuma mostra as costas da mão direita, para verificar se lá está um sinal, o que seria a “prova final”.

    2B- E não me parece ser o corpo de um pato ou de qualquer outra ave qualquer. Há por ali umas questões no ar… Se tivesses colocado terias visto dedos… Coisa que os patos não possuem. Onde foram buscar essa do pato??? Ainda se dissessem que era um coelho!
    –> A semelhança com o corpo de ave é patente sobretudo aqui: http://ssil.uoregon.edu/hum399/gallery/week9/8.ZhuYu2.jpg
    –> Mas nas fotografias da preparação essas semelhanças de facto não existem… E é verdade que se parece mesmo com um feto… Precisamos mesmo de um “olho clínico”…

    3 – Nas outras fotos. Em que o feto é cozido e não assado! A cabeça é um pouco estranha e o umbigo. Mas não sou de medicina
    e ( felizmente ) nunca vi nenhum feto ao vivo.
    –> Sim… Também, é verdade… Assado vs Cozido…

    4 – Uma dessas páginas diz: “I think we can safely say that the Chinese as a people do not routinely eat babies or fetuses; nor do Jews, Christians, witches, aborigines or any other groups accused of doing so over the centuries”. Mesmo aqui repara no uso de “routinely”. È claro que não será prato do dia, mas…

    5- In 1995, U.S. Representative Frank Wolf of Virginia raised a short-lived media ruckus by asserting he’d encountered credible reports of Chinese hospitals’ selling human fetuses to be used as health food. Citing a 12 April 1995 article from Eastern Express, an English-language daily in Hong Kong, he demanded the Clinton administration and international human rights groups investigate these allegations.

    Nothing apparently came of this call to arms, leading us to believe those “credible” reports turned out to be not so reliable after all.

    É claro que seria dificil encontrar provas que isto acontece… E mesmo que elas aparecessem talvez as próprias autoridades ( mesmo dos US ) iriam abafar a questão… É chato chatear a nanicada… Eles são, afinal, um gigante…
    –> Mas daí a haver provas que existe um hábito alimentar consistente… Talvez haja um caso isolado ou outro, mas sistemáticos? Já se saberia.

    6- Claim: “Taiwan’s hottest restaurants offer grilled and barbequed fetuses. Nos restaurantes?… A Claim não será bem essa…”

    7- Hum?… “That is certainly true in the case of organ harvesting from executed Chinese prisoners — the Chinese view the matter as a reasonable use of what would otherwise be discarded assets, whereas the western viewpoint fixates on the humanity of the executed man and laments his being picked over and recycled against his personal wishes.) ” Importam-se de repetir?

    8- “Ao longo da História, várias culturas acusaram os seus inimigos de comerem bébes… Eu próprio recordo-me de nos finais da década de 70 alguns párocos do Norte do país dizerem que “os comunistas comiam criancinhas” e de ver senhoras idosas a acreditarem piamente nessas mentiras absurdas… No passado, os romanos acusam os judeus de comerem fetos, os cristãos as bruxas, os ingleses os aborígenes, etc, etc.” Bem, há uma diferença entre comer bebés e comer fetos… Ou comer pessoas e comer fetos… Isso eram realmente histórias para assustar, descabidas… Mas o canibalismo será assim tão… estranho? Por exemplo, durante as grandes fomes na Russia, eram vendidos corpos humanos e pedaços de corpos! Adultos, crianças… Há uma foto famosa de uma “banca” de venda. E na retirada das tropas napoleónicas? Não terá havido por ali “churrasco”? Quantas vezes isso não terá acontecido, sem nunca ter sido contado… Mas pronto, seria uma questão de sobrevivência… Mas o canibalismo também é cultural! Haviam povos que o praticavam! ( Será que ainda há ou é um mito urbano? )… E temos os nanicos! Um povo que acredita que pilas de iaque fazem bem a qualquer coisa, que chifre de rinoceronte dá “potência” sexual, etc, etc… Uhm!… Uma cultura onde a fronteira da degustação é muito… ampla… Uma cultura onde a vida humana… bem… não tem muito valor… ( o que é que eles fazem aos bebés do sexo feminino? )… Não sei, não…

    9- Ok! Digamos que estou a ser exagerado! Xenófobo?! Nã… Mas que estou a ver isto através das lentes da minha educação ocidental… E que por isso estou a ser tão casmurro! :) Mas eu terei de aceitar tudo o que é diferente da minha cultura, só para não ser acusado de Ocidentalismo? Porreiro! Então as lapidações estão correctas, pois são apenas uma manifestação cultural diferente da minha… E que volte o Circo Romano! Aquilo é cultura! Será que terei de gostar de touradas? Nã!…
    –> Comparado com estas alegações, até o Circo Romano seria suave… Pelo menos os romanos não comiam crianças nos seus banquetes…

    10- Isso de “mitos urbanos”… uhm…

    –> Em suma, admito que existem algumas inconsistências na minha ligação entre a “obra” de Zhu Yu e as primeiras fotografias:
    a) As fotografias iniciais não surgem entre aquelas 4 que são conhecidas e muito repetidas pela Net e atribuíveis a uma performance de Zhu
    b) Os Braços parecem mais magros que Zhu e a roupa também é distinta… Sendo a preparação feita num único e mesmo dia, porque mudaria ele de roupa?
    c) Zhu faz sempre questão de mostrar a cara (ao fim ao cabo é a SUA performance) e nas primeiras fotografias o rosto está ou oculto ou mascarado por pixelização…
    d) as tijelas são diferentes… De um pavão nas primeiras para motivos florais nas de Zhu…
    e) Os URLs “Zhidiedolly.yeah.net” e “59146.mycool.net” das primeiras fotografias parecem corresponder a páginas pessoais de chineses alojadas em portais chineses. Ambas desactivadas. O segunto parece corresponder a um email, já que o yeah.net parece ser um serviço de webmail chinês… Mandei um mail para Zhidiedolly@yeah.net mas veio de volta (550 Invalid User: zhidiedolly@yeah.net)

    –> Ou seja, já não estou tão certo que a “obra” deste artista conceptual seja a mesma das fotografias do: http://new.photos.yahoo.com/glowill3883/ Seria óptimo recolher mais elementos sobre estas… O pouco que há (os nomes das imagens) são becos sem saída, sendo apenas que Zhidie parece ser um nome masculino chinês. O “ShowLetter” dos nomes de ficheiros parece querer dizer que foram tiradas com uma Kodak… Talvez uma “KODAK Z740 ZOOM DIGITAL CAMERA” ou outra semelhante…

    –> Em suma… Começo a ter dúvidas…

  12. encontrei entretanto esta: http://www.quatrocantos.com/lendas/imagens/taiwan_imag/prepara.jpg

    fotografia que prova que houve duas preparações, e logo, as primeiras imagens não são de Zhu Yu…

  13. o governo de taipe até já emitiu um comunicado oficial sobre o assunto… mas nada indica tratarem-se das primeiras fotografias:

    http://www.taipei.org/official/rumors/rumors.htm

    apenas das de Zhu…

  14. e contudo… Zhu parece pertencer a um grupo de artistas chineses vanguardistas “Grupo Cadáver”. Ou seja, estes artistas usam cadáveres humanos para a sua “arte”, por isso, ainda que este não seja Zhu, será um dos outros membros deste grupo, numa demonstração “conceptual” semelhante?
    “u cours de deux dernières années [1998-2000] le milieu de l’art chinois a vu l’apparition du groupe Cadavre. Ces jeunes artistes, âgés d’une trentaine d’années, utilisent des cadavres humains dans leurs œuvres. En Chine, ce phénomène fait scandale. À l’étranger, certains ont pensé que ce type de matériau était plus facile à obtenir en Chine qu’ailleurs, et l’utilisation des cadavres plus aisément acceptable par la tradition chinoise. Rien de tout cela. Il s’agit d’un pur phénomène avant-gardiste. Ces jeunes artistes manifestent leur dédain vis-à-vis des courants principaux de l’art contemporain chinois, ils sont en révolte contre la professionnalisation, l’enfermement et le non-sens du monde artistique. Ils sont animés par le désir d’imposer leur image à l’aide de moyens violents et provocateurs. Pour eux, en effet, le cadavre est non seulement un vocabulaire permettant d’exprimer la violence, mais ils ont parfaitement conscience qu’il s’agit d’un support extrêmement sensible sur le plan moral. La présentation de leurs œuvres lors des expositions de Pékin (Post-sens, 1999 ; Obsession with Harm, 2000) et de Shanghai (Fuck Off, novembre 2000) a porté ces artistes sur le devant de la scène. Leur notoriété n’a depuis cessé de croître, et ils ont très vite été invités à participer à d’importantes expositions, telle la Biennale d’art contemporain de Lyon en 2000. »
    (tiré de Transgresser le principe céleste, par Fei Dawei, référencé ci-dessous, p. 60-61).”
    in http://www.guichetdusavoir.org/ipb/index.php?showtopic=20288

  15. RUI: Bem, amigo, parece que só indo a Taiwan é que teríamos certezas… E como isso não está no meu plano de viagens… :) Ficamos com a tal dúvida entalada. Sabendo como tu és, sei que ficarás atento a desenvolvimentos ou esclarecimentos.

    Abraço!

    DAE: Eu não pretendo generalizar a minha critica a todo um povo, mas um povo é uma entidade plural. E por vezes temos de responsabilizar um povo pelos actos de uma minoria, se esse povo consente/colabora com essa mesma minoria. Veja-se o caso da Alemanha… No fim, ninguém sabia de nada! Mas permitiram e levaram ao poder alguém que fazia parte do pequeno grupo de psicopatas… Exige-se responsabilidade, mesmo de caracter colectivo. No minímo reflexão.

    Abraço!

  16. Caramba! E depois eu é que sou xenófobo e racista!!! Vocês batem-me aos pontos. ainda por cima, com um dos mais gozados Urban Miths que por aí andam! Virgem Santíssima!

  17. sá: tenho a certeza que cedo ou tarde aparecerão mais informações sobre estas fotografias… Temos que estar atentos! Taiwan parece-me fora de questão… Agora na imensa e descontrolada china continental… Já não excluo nada. E não me parece obra de um membro do “grupo cadáver”… Se fosse ocultariam o rosto?

    máquina: pois é, mas referes-te a qual conjunto de fotografias? Não sejas precipitado ao julgar que os dois grupos pertencem ao Zhu Yu. Nessa ratoeira cai eu logo de princípio, é que existem DOIS grupos de fotografias e não aquele grupo do Zhu que conheces a que te referes… E do primeiro não encontrei ainda nem um comentário (além das imagens puras e duras e do meu Post e do Sá sobre o tema). Ou conheces outra fonte?

  18. Então e os ocidentais da igreja da cientologia não comem os úteros das mulheres, depois destas darem à luz! Não são só os chineses que são bárbaros.

    Uma nota final. Não me custa nada acreditar que os gourmet chineses tivessem descoberto esta “iguaria”. Eles comem tudo o que rasteja, anda e voa!
    A mim, tudo isto me está a dar volta ao estômago… e infelizmente acredito que as primeira fotos são demasiado reais para serem de um pato, como se vê nas fotos posteriores.

  19. Nunca pensei que o meu post desse tanto trabalho. Na verdade não acredito nada na história do pato, até porque costumo cozinhar pato e sei bem qual a sua anatomia.
    Aquilo é um fecto humano digam lá o que disserem. Se é coisa e minorias, enfim se calhar até é.
    Aborto? … Nunca disse o contrário, mas mesmo assim é preciso ter estomago para o fazer.
    Todos sabemos que o canibalismo sempre houve, umas vezes por questões de sobrevivência, outras por questões culturais( e que acabaram por ir desaparecendo lentamente), mas isto faz parte de qual?
    É de doidos.

    Beijos

  20. pandora: de facto, visualmente parece mesmo um feto… pena é que não conheça nenhum especialista que o pudesse aferir sem sombra de dúvida… ainda não excluí o 1º conjunto de fotografias (porque há dois) ser mesmo uma “obra de cozinha”, podendo ser ainda uma “obra conceptual” (de extremo mau gosto) por parte do “grupo cadáver” a que pertence Zhu Yu. Se encobtrares algo mais (como mais fotografias), diz, a ver se consigo esclarecer verdadeiramente esta questão, ok?

    actualmente, inclino-me mais (infelizmente) para a veracidade do 1º grupo de fotografias… mas ainda não acredito que sejam um “prato” oferecido regularmente na China… Embora ache que isso possa acontecer em grupos muitos restritos e com pessoas mentalmente insanas.

  21. ao principio fiquei completamente enojada com aquelas fotos..mas de facto parece ser treta..

  22. Jorge

    não acho que isso seja mentira ou verdade, o ser humano é capaz de coisas que até Deus duvida, pode ser verdade ou mentira, não dá pra botar a mão no fogo de jeito nenhum, pois, aqueles povos tem mesmo tradição de comer umas coisas diferentes e aliando-se ao mal que está dentro das pessoas, não duvido de nada…

  23. cada vez estou mais convencido de que as fotografias mostram um feto humano… não tenho é ainda a certeza da finalidade do “preparo”: se é Arte-Choque ou pura e simples culinária… Mas conhecendo as barbaridades de que são capazes os chineses, não me admiraria muito se a segunda opção fosse a verdadeira…

  24. isto é um nojo e tem algum jeito comer feitos mortos»

  25. Venho por este meio informar ás pessoas de china que comer fetos mortos é crime em qualquer parte do mundo espero que isto não volte a acontecer nem na china nem em lado nenhum e também creio que o governo chinês tome conhecimento e não deixe este caso assim pois isto vai contra a nossa religião
    ps:não á alimentação de fetos mortos!!!

  26. Acho inutil e porca a pessoa que e capaz de se alimentar de fetos mortos, essa pessoa e mesmo um demonio sem cornos nem cabeça! Ele devia de apanhar uma pena de prisao!

  27. son unos idiotas como se les ocure comerse nu feto es una creacion de Dios henfermos
    igual que ustedes
    ineptos

  28. Es vergonzoso ver este tipo de imagenes todavia hoy en dia!! cárcel para este ombre …

  29. Meu amigo, n’é por nada nao, mas esse lance e mais velho que ctrl+alt+del. Pense, chineses “comunistas comedores de crianças” (putos)! O mundo nao muda mesmo!

  30. acho que o fim da raça humana está bem proximo!
    realmente é possível ver a que ponto que o homem chegou, um animal sem compaixão, um animal frio, resumindo: um câncer na face da terra!

  31. Moises Leão de Pina

    É puro e simplismente macabra a imagem mais c hocante que acabo de ver…

  32. arthur

    estou abismado com estas fotos, realmente devemos proibir também estes tipos de absurdos, se essa artista acha que estan certa e fez um bem, ela deve ser presa e internada já, já… ISSO NÃO É COISA QUE SE FAZ, É UM DESRESPEITO A VIDA.

  33. wegfb

    vbtrhtyjnuym

  34. Azusena Gallegos

    neta we k asco comer esas ondas mugres canibales no manches !! malditos chinos k alguien les abra los ojos !!! como pueden comer humanitos, k orror eso es mas feo k el acne we !!

  35. chuchona

    no manchws we !! como pueden comerse a esos humanitos k asco we !! k alguien les abra los ojos a los chinos!! neta eso es mas feo que el acne en nuestro bello rostro asko we!!

  36. denis

    tan kagaos chinos kuliao!
    comance..a sus hijos mejor..
    es lo mismo o no??

  37. denis

    falta ke se coman entre ustedes mismos..
    i asi estan empesando
    xD

  38. denis: mas atenção que neste concreto parece haver apenas um caso de Arte (Má) e muito mau gosto, condimentado com a devida monstagem de bonecos, animais reconstruídos e quejandos…

  39. Adriano

    Grupos satânicos na China? O satanismo esta na moda na china!

  40. Adriano

    E dizem que os maçônicos também comem fetos, incluindo caveiras e ossos do presidente americano Bush

  41. kAREN,ALINE,MONIQUE....

    Meu…aff..
    q issOo??
    esse cara não deve é viver,pq ele naum come
    a mãe dele quando ela morrer??
    fazer isso com um feto algO endefesO
    q horror….
    ¬¬”

  42. jose luiz

    por isso que Deus castiga tanto esse povo

  43. Atenção, José, como já aqui disse: este caso não parece ser aquilo que parece, mas apenas o de um artista (ou grupo de artistas) chineses de muito, muito, mau gosto…

  44. Adilio

    se isso for verdade, devemos nos unir e acabar com esses “novos predadores”.
    O Brasil não deixaria isso barato não!

  45. Thaise

    esse cara é louco isso é loucura

  46. CINTIA

    Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses! Odeio chineses!!!!!!!!!!!!!!

  47. carlos

    POR QUE, QUE ELES NÃO COMEM ELES MESMOS??????????????

  48. allaine

    É da pra ver que ate aquelas pessoas que morren de fome no mundo , tem compaixao pelo seus e jamais escutamos falar que comem os seus ou de outros mesmo vendo seus filhos definharem de fome, Deus esta no coraçao das pessos mas la neste pais onde acontece este atos macabros nao ha o minimo de despeito com o proximo e nem respeito com sigo mesmo (e um absurdo nao consiguo entender o que se passa cabeça de uma pesso que faz este tipo de coisa se e que a cabeça

    voces vao ter o pior castigo.
    o que vem Deus
    este nao tem jeito de escapar e ai daquele que cair sobre sua ira.

  49. Joel Neto

    Ai que delicia, vontade de comer bebe viu?

  50. Rodrigo Durão

    Eu estou chocado com essas fotos, mesmo que não acredite que na China se comam fetos humanos (ao menos não abertamente, e o que é pior comumente como se fosse um prato tipico) estou praticamente convencido que as fotos sejam verdadeiras, fruto de uma mente doentia que foi capaz de provocar um ato desumano( mesmo sendo um feto abortado) comparado ao canibalismo tribal de alguns povos nativos americano ou de tribos africanas praticados em primordios da colônização, ou a atos cometidos por assassinos em séries.

  51. Isso é horrivel quase impossivel de acreditar! mas as fotos parecer ser realmente de um feto humano.. Esse povo come cada coisa esquisita, fica uma duvida é ou nao um feto humano? pato há isso nao é nao!

  52. Dulce

    Nossa, primeiramente eu gostaria de saber o por que de o individuo acima (nos comentários), escreveu “Odeio Chineses”!
    Se escreveu é por que não leu a matéria escrita no site, e se leu foi só o começo.
    Pois se reparar bem, está escrito que foi obra de um artista plástico.
    E realmente, os chineses nunca fizeram tal ato de canibalismo, esse e-mail que foi propagado por internet é uma mentira, e as fotos foram obra de um artista plástico, que… se pegas pra analisar, dá pra ver claramente que não é real.
    O artista provavelmente era um protestante descontente com regras impostas na China, e arrumou um meio para que pessoas não só na China, como no mundo inteiro, ficassem ‘boquiabertos’ com essa notícia, e demonstrassem ódio, ou qualquer coisa parecida.

  53. marcela

    que horror no esto fuel lo ulltimo que se podria esperar unos a otros se comeran y el mas fuerte se come al debil!!!

  54. es umma verdadeira monstruosidade…..aqui se demuestra uma vez mais lo sanguinario y depredador que puede llegar a ser el animal humano….aum mais que el tiburon y los leones….por favor rroguemos por nuestra pronta extinciòn…..chau

  55. Daniela

    Se tudo isso for verdade, é realmente uma falta de respeito para com a vida e com o criador da mesma, e só pode ser originada de uma pessoa que não tem coração

  56. Não sei que falar…como alguém pode brincar dessa forma!!!!!

  57. Anónimo

    se fissesem igual ao teu filho tu gostavas:(:(:(

  58. Elice de o. a.

    isto é uma coisa monstruosa!! é realmente os seres humanos estam se evoluido MAIS CONSERTEZA PARA PIOR OS CHINESES SAO UNS BARBAROS OS CHINESES SAO UNS METECAPTOS ELES NAO PENSAM NO QUE FAZEM? e o piorr é a mãe que vendeu seu propiu filho eu estou chocada! SEUS IDIOTAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! MONSTROS , MONSTROS,MONSTROS!!!!!!!!!!!!!!!.

  59. Elice.: Calma. Na China, como noutros lados existe muita gente bárbara e cruel. Mas tudo indica (está no meu texto) que este é um caso de rotundo, flagrante e absurdo… mau gosto, não de verdadeiro antropofagismo: é um “artista conceptual” chinês que parece (sublinho o “parece”) ter optado pela via do choque e do mau gosto para fazer passar a sua mensagem “artística”. Com os factos conhecidos, não acredito que seja um verdadeiro “antropófago de fetos”.

  60. Não matarás.
    Amarás o proximo como a ti mesmo.

    Esta é tão simples, para toda quaisquer polêmica.

    Quem de nós gostariamos de ser devorado? …Abortado? …Condenado a morte?

    Somos culpados por todas mortes destes inocentes.
    No futuro hoje… permitimos o “pensamento hipocrita” de cultura canibal… isso é balela, doce na boca de uma criança.

    Sabemos ou fingimos não saber as consequencias destes ou daqueles holocaustos!

    Estou certo de uma coisa. Repudio qualquer pensamento que venha de encontro ao direito a VIDA. Esta é uma Graça de Deus e só ele pode dispor.

    Tolos são aqueles que tentam justificar tais erros absurdos… pobres miseráveis de toda sorte… não sabem que o que fazem as minhas criancinhas fazem tambem ao meu Pai.

    Muito Agradecido

    San X

  61. ze cabra

    eu acho que está a haver aqui muito preconceito. primeiro que tudo ninguem sabe se o feto morreu ou não de causas naturais. se morreu, não houve crime. e cada um tem o direito de comer o que quiser desde que não seja roubado. e pode até ter sido encontrado num caixote de lixo como se encontra muitas vezes.

  62. bem… acho que ninguém está a ler mesmo o que escrevi…
    nada indica que se trata de um feto “verdadeiro”, mas de uma composição “artística” de muito mau gosto.
    A este tipo de embuste chamam os ingleses de “hoax”.

  63. Anónimo

    que paguem omesmo preço,assassinos,monstros,queDeus julgue hoje mesmo seus atos!

  64. Eu

    E gostam vocês de leitão e cabrito…
    Ah, e façam o favor de LER o artigo antes de comentarem…
    Obrigada, sim?

  65. Bem… “eu” não escrevi este comentário… mas poderia tê-lo feito…
    Muitos comentários aqui presentes implicam uma não-leitura do texto, de facto.

  66. karieny

    Meu DEUSSSSSSSSSSSSSSS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! onde vamos parar dessa maneira??? senhor tenha misericordia de todos somos podres porcos nojentos animais isso sim!!!!! kda dia que passa o ser humano se torna mais……. mais….. NOSSA!!! ACHO QUE NÃO EXISTE DEFINIÇÃO PRA ISSO

  67. Uma palavra para vocês: Hoax!

    Se não sabem o que é, googlem.

  68. bem… bastaria ler este artigo… lendo-o fica claro que se trata de um hoax.

  69. maria da graça delgado

    bem !!!!!! as fotos , são tão horrorosas, que comentário irei fazer? fiquei agoniada , isso é verdade será isto mesmo verdade? quero crer que não seja, tenho que ter essa esperança!!!!!!!!

  70. sossegue, é uma obra de arte, de muito mau gosto,
    mas uma completa simulação.
    como está no texto, aliás.

  71. aliane

    vai pro inferno desgraçado!!!!!!!!!!

  72. Please

    Sinceramente, antes ser um myth buster, do que deixar-se levar por tudo o que vê na net, mostrando como mesmo a geração mais novita não está preparada para lidar com os lixos que aí circulam. Embora nada seja certo nesta vida, um e-rumor é algo que se combate escavando, procurando, estudando e apelando à inteligência, à maturidade e ao bom senso. Assusta-me que se continue a passar a palavra errada à frente. E que isto ande cheio de meninos e meninas, pandoras e pandoros que apenas sabem o que vem nos blogs, no youtube e nas muitas, mas muitas horas de chat com gente que nunca fará parte das suas vidas, mas que não sabem abrir um livro, ler, interpretar, pensar e crescer. Que não tenham eles, um dia, que ser salvos por um chinês. Ou por um preto. Ou por outro indivíduo qualquer cuja grande diferença seja a de ser um desconhecido, tanto quanto os que conhece da net.

  73. Please:
    Please, leia lá o artigo antes de fazer juízos de valor… Please. Ou não. Who cares.

  74. “os comunistas comiam criancinhas”

    Não sei se comiam, mas faziam coisa bem pior, como fiuzilar os inimigos do estado e matá-los de fome, inclusive crianças, como na tragédia Humana genocioda conhecida como Holodomor.

  75. se ñ podes com ele, junte-se a ele..os Chinese.

  76. pois faziam… durante a 2ª Guerra, Estaline terá morto mais russos, do que os alemães, por exemplo…

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Blog em WordPress.com. The Adventure Journal Theme.

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa.org

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

PEACEFUL DEMOCRATIC EVOLUTION Do we wait for the Chinese national socialist dictators to own the whole planet? Did we learned nothing from the second world war?

NOMOCRACY: Νομος (Law). The concept was familiar to ancient philosophers such as Aristotle, who wrote "Law should govern".

looking beyond borders

Looking at foreign policy differently

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

A Educação do meu Umbigo

Gaveta aberta de textos e memórias a pretexto da Educação que vamos tendo. Este blogue discorda ortograficamente. Contacto: guinote@gmail.com

Promocão e difusão da língua portuguesa

Blogvisão

"Qualidade de informação para qualidade de opinião!"

geoeconomia

Just another WordPress.com site

Egídio G. Vaz Raposo

Media Scholar | Communication Consultant | Trainer

Mudar as coisas...

vivemos no presente, e é nele que devemos mudar. mudarmo-nos é condição necessária para mudar as coisas…

Um Jardim no Deserto

Um minúsculo oásis no imenso deserto físico, mental e espiritual em que se está a transformar Portugal

Extraterrestres ARQUIVO

Seja bem vindo ao Site Extraterrestres Arquivo - Volte Sempre

Muralha Verde SCP

Em prol da defesa e do ataque do Sporting!

Pitacos De Um Torcedor Corinthiano

Louco por ti Corinthians!

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 4.795 outros seguidores

%d bloggers like this: