A chamada “Lei do Ruído”… Para quem precisar!

Dec. Lei 292/2000, de 14 de Novembro, art.º 10.º do Código Civil 22:00 e as 7:00. (período nocturno-45 dB) – 7:00 e as 22:00. (período diurno-55 dB).
Coima até 500 € conforme o referido D.L.

Artigo 9.º
Actividades ruidosas temporárias

1 – O exercício de actividades ruidosas de carácter temporário nas proximidades de edifícios de habitação, de escolas, de hospitais ou similares é interdito durante o período nocturno, entre as 18 e as 7 horas e aos sábados, domingos e feriados, sem prejuízo do disposto no número seguinte.
2 – O exercício das actividades referidas no número anterior pode ser autorizado durante o período nocturno e aos sábados, domingos e feriados, mediante licença especial de ruído a conceder, em casos devidamente justificados, pela câmara municipal ou pelo governador civil, quando este for a entidade competente para licenciar a actividade.
3 – A realização de espectáculos de diversão, feiras, mercados ou manifestações desportivas, incluindo os que envolvam a circulação de veículos com motor, na proximidade de edifícios de habitação, escolas, hospitais ou similares é interdita em qualquer dia ou hora, salvo se autorizada por meio de licença especial de ruído.
4 – A licença referida nos n.os 2 e 3 é concedida, em casos devidamente justificados, pela câmara municipal ou pelo governador civil, quando este for a entidade competente para o licenciamento, e deve mencionar, obrigatoriamente, o seguinte:
a) A localização exacta ou o percurso definido para o exercício da actividade autorizada;
b) A data do início e a data do termo da licença;
c) O horário autorizado;
d) A indicação das medidas de prevenção e de redução do ruído provocado pela actividade;
e) Outras medidas adequadas.
5 – As licenças previstas neste artigo só podem ser concedidas por período superior a 30 dias desde que o titular da licença respeite os limites fixados no n.º 3 do artigo 4.º e no n.º 3 do artigo 8.º, sob pena de caducidade, a ser declarada pelo respectivo emitente.
6 – No caso de obras de infra-estruturas de transportes cuja realização corresponda à satisfação de necessidades de reconhecido interesse público, pode, por despacho fundamentado do Ministro do Equipamento Social, ser dispensada a exigência do cumprimento dos limites referidos no número anterior por prazo não superior ao período de duração da correspondente licença especial de ruído.
7 – Para os efeitos do número anterior, o requerente das licenças previstas neste artigo deve juntar documento comprovativo de que a obra submetida a licença especial de ruído se encontra abrangida pelo despacho mencionado nesse número.
8 – As obras de recuperação, remodelação ou conservação realizadas no interior de habitações, de escritórios ou de estabelecimentos comerciais apenas podem estar na origem da produção de ruído em dias úteis e durante o período diurno, entre as 8 e as 18 horas.
9 – Exceptuam-se do disposto no número anterior os trabalhos urgentes executados com vista a evitar ou a minorar perigos ou danos relativos a pessoas e bens.
10 – O responsável pela execução das obras previstas no n.º 8 deve afixar, em local acessível aos utilizadores do edifício, a duração prevista das obras, bem como o período horário em que ocorra a maior intensidade de ruído.
11 – Sem prejuízo do procedimento contra-ordenacional aplicável, pode ser determinada a suspensão do exercício de actividades ruidosas temporárias que se encontre em violação do disposto neste artigo.
12 – A suspensão prevista no número anterior é determinada por decisão do presidente da câmara ou do governador civil respectivamente competente para o licenciamento ou autorização, depois de lavrado auto da ocorrência pela autoridade policial, oficiosamente ou a pedido de qualquer interessado ou reclamante.

About these ads
Categories: Portugal, Sociedade Portuguesa | 257 Comentários

Navegação de artigos

257 thoughts on “A chamada “Lei do Ruído”… Para quem precisar!

  1. sá morais

    O número 2:

    “O exercício das actividades referidas no número anterior pode ser autorizado durante o período nocturno e aos sábados, domingos e feriados, mediante licença especial de ruído a conceder, em casos devidamente justificados, pela câmara municipal ou pelo governador civil, quando este for a entidade competente para licenciar a actividade.”

    Deve ser o que dá cabo de tudo e permite bares e discotecas no meio de zonas residênciais…

    • Priscila

      Reclamação de obra da prefeitura em período noturno

      Há uma semana a prefeitura de Campinas está realizando uma obra no viaduto Cury- Terminal Central, próximo a Rua cônego cipião, utilizando uma britadeira. Para quem conhece o equipamento, sabe que emite muito som de dia, principalmente à noite.
      Estou inconformada, pois já entrei em contato com a guarda municipal, com o polícia militar, e todos alegam que não podem impedir o alvará da prefeitura. Pude ver várias viaturas da polícia passando em frente ao local, sem nenhuma atitude.
      Até mesmo em contato com a prefeitura, disseram que a obra deve ocorrer normalmente, se tiverem alvará. Acredito que não proceda conforme a Lei do silêncio, onde barulho só é permitido se for até as 22:00. Em alguns casos até antes deste horário já é proibido se atingido o decibéis acima do permitido.
      A obra ocorre entre 23h00 da noite até 5:00 da manhã, e tenho certeza que assim como as minhas já houveram muitas reclamações.
      Peço a ajuda dos srs., para que entre em contato com os responsáveis, para esclarecer os fatos. Lembrando que tudo que esteve ao meu alcance foi feito, para tentar evitar o desrespeito com as pessoas que residem próximo ao local da obra. Afinal, o local possui
      vários prédios e temos o direito de exigir o mínimo respeito e colaboração do secretário de obras, para nos ajudar com o descaso que até o momento está ocorrendo.
      Estou sendo muito prejudicada também meu trabalho, onde exige muita concentração, e não estou tendo, devido às noites que me impossibilitam de dormir.

  2. Então não! E lançamento de foguetes em cima de habitações e espectáculos de música mesmo ao lado de residencias, e mais barbaridades do género!

  3. No prédio onde resido, a Vizinhança acima do meu apartamento fazem ruido quando lhes apetece!

    Estão sempre a Martelar no chão, a arrancar o chão, com o berbequim a furar paredes, a fazer ruído com a corda da roupa (logo pela manhãzinha ou à meia noite), a arrojar os móveis, a ouvir música em alto som e a “bater a Pata”, e nunca colocaram qualquer aviso de que iriam fazer ruído…

    E o pior, é que por debaixo de mim, está um polícia!!! Que é mais corrupto que um Gatuno…

    • Rodolfio

      Tens bom remédio Leopoldo, junta-te à festa. Ver quem faz mais barulho.

      • generala1

        LOOOL Rodolfo…tem toda a razão. Por vezes a lei é tão estúpida que não resta outra via ao pobre cidadão que não seja defender-se a si mesmo e não admira por isso que, entregues a si mesmos, alguns vizinhos dêem tiros noutros , como já temos visto na TV porque paciência tem limites…o mal vai da educação que estes vizinhos labregos tiveram e agora quem tem que levar com eles que se amanhe, os portugueses são pouco civilizados e isso não se reflecte só no ruído mas em tudo: o lixo no chão, os animais abandonados etc etc. É triste…

    • Gonçalo

      boas amigos , eu resolvo problemas dessa natureza assim: deixo a musica no maximo na sexta e volto no domingo, a não ser que exista uma falta de energia, nao posso ser notificado pela policia nem pelos bombeiros, não estou em casa ! em caso de perguntas ou esclarecimentos simplesmente digo: foi sem querer amigo , foi o despertador ! porque tal como eu as outras pessoas tambem o fazem sem querer , logo, dou-lhes um cheirinho do seu proprio veneno ! mas sempre sem querer, a peçam desculpa lol , porque em tribunal , tem de ser tudo sem querer, foi um acidente ! educação é para quem tem , não é para quem quer , boa sorte

      • E os outros – desgracados – vizinhos que moram mais ou lado, em cima, ou em baixo e que não têm nada a ver?…
        Pois é… sao o ponto fraco desse plano…

        • Required: Nalinixs

          Aconselhar pÔr a musica aos berros e sair de casa por causa de um vizinho – meu caso um raio de 1 vinho sem educação, aind apor cima padre! com um cao k ladra k sei lá – e depois? os outros k nao têm culpa de nada… aguentam? A não ser k fizessem todos um movimento contra o dono do cão! mas tem tudo rabo – ou cauda, sei lá – preso, pk fazem obras aos fins de semana!

    • sofia

      tenho um recem-nascido e por cima tenho uns belos de uns vizinhos que estao constantemente a fazer barulho. De dia tenho que tolerar, mas a partir das 20h00 a pobre da criança nao dorme porque estão sempre a arrastar nao sei o que, a martelar nas paredes,chão e sei la mais, aos gritos, com a televisao aos berros que ja decoro as musicas todas e o meu filho é k paga…. como posso agir??
      Obg
      Sofia

  4. Por favor, gostaria imensamente de saber qual ou quais as leis de direito sobre os limites de ruído. Moro em cima de uma igreja evangélica e eles ficam ensaiando músicas com uso de bateria e guitarra até mais de 9 horas da noite sem falar no elevado nível de som q emitem. Por favor me ajudem a sair de um verdadeiro inferno e gostaria de fazer isso dentro do q me cabe pelas leis.

    Att, Ana Paula

  5. 1. De cada vez que o ruído passar o limite horário (20 horas) chame a PSP, sempre e sem excepção e não aceite um não como resposta
    2. Meça o ruído, compre um aparelho para medir os decibéis registados na sua casa:
    “Assim, o novo diploma mantém para o indicador de ruído diurno-entardecer-nocturno (Lden) os limites de 65 dB(A) para as zonas mistas e 55 dB(A) para as zonas sensíveis, e para o indicador de ruído nocturno (Ln) os limites de 55 dB(A) para as zonas mistas e 45 dB(A) para as zonas sensíveis.”
    3. A Câmara cedeu o alvará correcto para que essa Igreja possa funcionar? Frequentemente tal não é feito…
    4. A Igreja fez obras não autorizadas pela câmara? Tal é também frequente.
    5. Mas sobretudo… Fale com os responsáveis pelo local, com calma e razoabilidade. Existem boas hipóteses que queiram manter uma boa vizinhança e que acolham bem as suas queixas…

    http://www.centrofunchal.com/mpcore.php?name=Noticias&file=article&sid=1225

    • Nalinixs

      Até parece k chamar a polícia resulta! já fiz isso, já vieram os agentes e testemunharam o ruído num domingo (se fosse só UM!). Recebi há um par de semanas uma carta da PSP a dizer k não tinham “verificado nenhum ruído “. Este é o PAIS E A PSP que temos! Brada aos CÉUS ! BOA Vizinhança? Quando o dono do restaurante me diz que é o único dia em k o restaurante está fechado e encolhe os ombros quando digo que é ILEGAL fazer obras ruidosas fora dos horários legais !!

      Não gosto nem deixo de gostar de polícias ou dos políticos. Acontece que são todos farinha do mesmo saco! FAZER QUEIXA ? A QUEM? A quem corrompe ou a quem é corrompido?

      • Pois… Bem so lhe resta uma opcao mesmo (alem de mudar de casa) reclamar na policia, reclamar, reclamar, reclamar, chatea-los tanto que seja menor chatice para eles chatear o tipo do restaurante.

        • NaliniXS

          O Sr.Clavis deve ser uma pessoa muito rica ou ter muitas casas, para poder mudar -se com essa facilidade toda, quando algo o incomoda!
          Regras de boa vizinhança? NEM EXISTE!

          Para completar, agora um dos vizinhos – que é padre – arranjou um cão. Mora no primeiro andar. Moral da historia cada vez k alguém passa pela porta, é uma barulheira de esfrangalhar os nervos! RESPEITO, isso?

          • Noutra epoca (aquela em que este texto foi escrito) era facil vender uma casa, encaixar um lucro e comprar uma casa melhor.
            Esses tempos acabaram.

            • Nalini

              Pois, deveria ser sim… Ate tivemos ministros a encaixar esses lucros! e tantas jogatanas! Depois, passou a pagar o justo pelo pecador.

      • NaliniXS

        Também me aconteceu exactamente o MESMO ! Chamei a policia, o agente veio cá, verificou o barulho das obras do restaurante a um domingo – o k aconteceu durante todo o dia – e… FOI-SE EMBORA !!! As obras continuaram, o barulho continuou e o dono do restaurante, com quem o agente falou, ainda olhou para cima, onde eu estava à varanda, com um ar de como quem diz: VAMOS A VER QUEM GANHA ! Passados uns MESES, recebi uma carta da Policia a dizer k Não SE TINHA VERIFICADO NENHUMA ANOMALIA !

        Isto BRADA AOS CÉUS ! Tudo a receber! E A ASAE nao fica atrás… parecem cegos à porcaria e nao sentem nem o mau cheiro do restaurante do peixe!

        É um País demitido… Tenho vergonha e depena de ter que viver aqui! SE PUDESSE….!!! E alguns têm a desfaçatez de dizer “quem não está bem mude-se”.. mudar de casa, fazer obras dispendiosas só pk muitos portugueses deveriam viver em barracas isoladas!

        O tipo do restaurante parece tê-los todos no bolso!

        • Essas historias sao relativamente comuns, de facto… Mas a resposta pode ser insistir e chamar mais e mais vezes a policia ate que tal surta efeito.

  6. Cuidado com o chamar gatuno Sr. Leopoldo, se tem algo contra faça queixa mas não faça comentários só porque não gosta dos polícias.

    • Maria Santos

      Não tem a ver com a classe em si, e não me parece que não goste da autoridade, mas a ingenuidade em excesso e a corrupção existem e francamente até à descarada, ou ainda acredita em pai Natal?
      Como dizia a outra – Abre o Olho!!!! e nós estamos fartos de tão pouca impunidade….

  7. al:
    obviamente, não estou de acordo com a afirmação do sr. leopoldo… ainda que possa compreender e simpatizar com o resto do comentário.

  8. Gostaria de saber onde posso encontrar estes aparelhos à venda, pois desde setembro que um vizinho meu do r/ch (cafe) colocou um motor de exaustao em cima da chamine do predio. Ora bem, tal obra foi feita sem o previo consentimento da Administraçao do Condominio. E como na maioria dos condominios, quando o problema é dos outros ninguem quer saber. ja levei o caso à camara mas parece que a vontade em resolver o caso é pouca, pelo que terei de ir para tribunal. Ainda por cima a chamine nao é independente do predio, pois passa num dos quartos dos apartamentos, mas como sou o que moro no ultimo andar, fui o unico a queixar-me. Agradecia que me informassem onde posso adquirir este aparelho. Obrigado

  9. bem… aqui:

    http://www.alfaelektor.com/produto.asp?id=5439

    podes comprar um decibelimetro… mas há-os certamente noutros locais, em lojas de música, som ou de electrónica.

  10. Grato desde já pela ajuda rápida e precisa.

  11. ernesto silva

    a lei do ruido e o ridiculo. Precisei de substituir uma fechadura a um amigo e, como trabalho durante a semana, preparei tudo para ir fazer a substituição hoje dia 6 de Abril a começar às 9,30 +/-. Comecei por utilizar uma chave de fendas para retirar os 5 parafusos da fechadura a substituir. Pèviamente já tinha sido escolhida a fechadura que melhor se adaptasse. Mas, teve que se utilizar um groza manual para alargar uma parte do furo para o canhão em +/- 2mm, e foi nesta altura que o morador do r/c E sq. chamou a PSP. É imcompreensível uma situação destas. Quando os agentes da PSP chegaram tinha feito mais 4 furos de 6mm, em madeira, com um berbequim eléctrico, pequeno, o que é de calcular para quem tenha conhecimento o ruido que originei. Claro que fui obrigado, pelos agentes da PSP, a parar imediatamente o pequeno trabalho, ou! …Não será ridícula a intervenção deste morador da Rua Ricardo Jorge, 9-r/c Esq. em Lisboa?

    • Araujo51

      Ridículo é quem fala da lei sem a perceber, e depois quando se faz alguma coisa queixam se de a policia ter agido correctamente!!!

  12. E quantas obras destas não foram “obrigadas a parar”?
    Ainda hoje de manhã, pelas 8:40 furavam uma parede no prédio aqui ao lado… e ninguém chamou a PSP.
    E essa obra não poderia ter sido feito noutra hora, noutro dia?
    E o factor de eco na escada?
    Tudo deve ser ponderado… mas sem fundamentalismos e com muito diálogo e compreensão cruzadas, admito. E isso é que vai faltando a este propósito, não digo que neste caso (que não conheço) mas em muitos outros.

  13. No prédio onde resido, a Vizinhança acima do meu apartamento fazem ruido quando lhes apetece!

    Estão sempre a martelar no chão, a arrancar o chão, a fazer ruído com a corda da roupa (logo pela manhãzinha ou à meia noite), a arrojar os móveis, a ouvir música em alto berros e nunca colocaram qualquer aviso de que iriam fazer ruído…

    Não haverá nada a fazer??
    Até que horas podem fazer barulho?

  14. Isto responde à sua pergunta?
    “Dec. Lei 292/2000, de 14 de Novembro, art.º 10.º do Código Civil 22:00 e as 7:00. (período nocturno-45 dB) – 7:00 e as 22:00. (período diurno-55 dB).”

  15. Anónimo

    trabalho o dia todo, chego a casa por volta das 20 horas e a essa hora faço o jantar , lavo a loiça e arrumo a cozinha, a vizinha de baixo todos os dias me bate à porta a dizer que vai fazer queixa , o marido já me ofereceu tareia porque ao fechar a porta à chave faz barulho. será isto normal???? que posso fazer?

    • Anónimo

      Parece-me que se tiver cuidado com os outros vizinhos tudo é mais fácil, o problema é que as pessoas só olham para o seu umbigo e não param para ver que estão a incomodar os outros.Tente fechar a porta devagar e andar de chinelas em casa. Respeite os vizinhos que moram no mesmo prédio, até porque as pessoas não têm sempre os mesmos horários de trabalho e não são com certeza obrigadas a viver com RUÍDO.
      RESPEITE para ser respeitada.

  16. ter paciência… ou instalar chão flutuante ou de corticite… ambos excelentes isolantes sonoros.
    ou mudar de casa, algo especialmente mau nesta época de descida dos preços das habitações…

    • Nalini

      Quem me dera k fosse assim tao simples como estalar os dedos… fazer obras, numa casa k mtas vezes nem é nossa, como é o meu caso, onde já mandei colocar tectos falsos…
      mudar de casa.. para onde? para outra provavelmente ainda pior? Paciência tem o português muita!

  17. antonio

    Construi uma casa ao lado de um café, o problema é que este tem uma mesa de matraquilhos na quarto que encosta a minha casa, e quando estão a jogar até a casa estremece, ja fiz queixa á policia e nao resolveram nada. O que posso fazer, o problema é as possiveis represalias por parte dos utilizadores do café. Agradecia ajuda.

  18. 0. fale a bem com o proprietário… nove vezes em dez, isso basta…

    1. não “chame” a polícia. Apresente uma queixa formal

    2. compre um sonómetro e meça os dB registados ao longo de vários dias e anexe-os na queixa

    3. procure identificar obras ilegais, anexos, alterações recentes feitas no café. Consulte o registo da propriedade em busca de alterações ilegais e apresente uma queixa na autarquia.

    4. em último caso… pode instalar uma parede falsa (oca ou preenchida de isolante acústico). Pode perder meio metro de quarto, mas ganhará menos ruído…

    • Nalini

      já fiz isso tudo. Levei fotos, fiz reclamação por escrito à Camara, chamei os agentes, por causa do restaurante na cave k tem por hábito e costume fazer obras ao domingo – único dia em k fecha! Uma das vezes em que os agentes estavam cá e VIRAM o barulho, o sujeito do restaurante – O Clube do Peixe, ficou a olhar para nós, a fumar, com um ar de quem diz: “vamos a ver no k dá”. REALMENTE NAO DEU EM NADA.. pk o barulho continuou… isso, NESSE DIA, começou a um sábado TODO O DIA e continuou no DOMINGO todo o dia, a fazer obras ILEGAIS no quintal do prédio!
      Esse restaurante deixa a casa do lixo numa podridão, k não se consegue separar o lixo, cheira mal até com a porta fechada, para quem vai no passeio. A CAMARA SABE, A ASAE SABE !

  19. antonio

    Quando medir os dbs qual o valor maximo permito?

  20. Estes valores são nocivos para a saúde.
    “Ou seja, um som, mesmo que desagradável, se for pouco intenso e/ou pouco duradouro, não afectará a saúde. Em contrapartida, o hábito de ouvir a 8ª Sinfonia de Beethoven, a 120dB (grande intensidade) durante mais tempo que o devido, poderá provocar lesões auditivas irreversíveis. Para ter ideia da intensidade de alguns sons que nos rodeiam consulte a figura.”

    http://www.saudepublica.web.pt/05-PromocaoSaude/051-Educacao/ruido.htm

    mas não deve lá chegar…

    não creio que a lei defina limites, mas:

    “Os níveis de som considerados “seguros” são muito difíceis de definir – um som de 85 dB de intensidade que dure 8 horas tem a mesma equivalência que um de 100 dB durante 15 minutos. O limite de 70 dB num período de 24 horas parece ser o máximo a partir do qual o órgão auditivo sofre. E pode haver sons que, apesar da sua curta duração, são tão intensos que podem desencadear lesões: por exemplo, o disparo de uma arma de brinquedo ou de um foguete de festa atinge valores superiores a 150 dB – uma “brutalidade”. Os aparelhos de ar condicionado podem atingir 60 dB que, somados ao ruído de uma sala, podem transformar o ambiente labora em altamente lesivo, obrigando as pessoas a falar mais alto o que, por sua vez, aumenta o ruído.
    Uma exposição a um som de 90dB durante uma semana provoca surdez temporária, que dura outra semana. Um som de 100 dB durante uma hora e meia leva oito horas a recuperar. Que dizer das discotecas, por exemplo, em que as pessoas (dos disk-jokeys aos empregados, passando pelos clientes) estão expostas mais de 4 horas? ”

    http://www.saudepublica.web.pt/05-PromocaoSaude/051-Educacao/ruido.htm

    assim, registe os valores e use-os na queixa, aludindo a estes valores de referência (se relevantes)

    MAS…

    Depois encontrei isto:

    “onsiderado como a diferença entre o valor do indicador LAeq do ruído ambiente determinado durante a ocorrência do ruído particular da actividade ou actividades em avaliação e o valor do indicador LAeq do ruído residual, diferença que não pode exceder 5 dB(A) no período diurno, 4 dB(A) no período do entardecer e 3 dB(A) no período nocturno, nos termos do anexo I do Regulamento Geral de Ruído (Dec.-Lei 9/2007). Este entra em linha de conta com o tempo de ocorrência do ruído particular e a eventual existência de componentes tonal ou impulsiva.
    A publicação da Comissão das Comunidades Europeias, “Futura Política de Ruído – Livro Verde da Comissão Europeia“ (1996), estima que entre 17% e 22% da população da União, correspondente a cerca de 80 milhões de pessoas, estejam sujeitas a níveis de ruído considerados inaceitáveis por cientistas e profissionais de saúde.

    De referir ainda que 170 milhões de pessoas vivem integrados em ambientes acústicos considerados como “zonas cinzentas”, caracterizadas pela existência de incomodidade.

    CRITÉRIO DE EXPOSIÇÃO MÁXIMA
    Em função da classificação de uma zona como mista ou sensível, devem ser respeitados valores limite de exposição, para o ruído ambiente exterior. Para o Indicador diurno-entardecer-nocturno (Lden) para zona mista o valor limite é de 65 dB(A) e para zona sensível é de 55 dB(A). Para o indicador nocturno (Ln) para zona mista o valor limite é de 55 dB(A) e para zona sensível é de 45 dB(A).
    Até à classificação das zonas sensíveis e mistas, para efeitos de verificação do valor limite de exposição, aplicam-se aos receptores sensíveis os valores limite de Lden igual ou inferior a 63 dB(A) e Ln igual ou inferior a 53 dB(A).
    Segundo a publicação da Comissão das Comunidades Europeias editada em 1996, “Futura Política de Ruído – Livro Verde da Comissão Europeia”, que manifestou a sua preocupação quanto às previsões em termos de ruído ambiente, principalmente o condicionado pelo tráfego rodoviário, encorajando a tomada de medidas ambiciosas por parte dos Estados-Membros.

    Foram também referidas como principais tendências susceptíveis de influenciar o ruído ambiente os seguintes aspectos:

    1. o aumento do número de veículos e de quilómetros percorridos; Com efeito, estima-se que no ano de 2010 o transporte rodoviário de mercadorias duplique (em tonelada-quilómetro) e o tráfego aéreo aumente em mais de 180%;
    2. o desenvolvimento do comboio de alta velocidade;
    3. o alargamento espacial do ruído proveniente do tráfego, o que irá afectar as zonas rurais e suburbanas;
    4. o alargamento temporal do ruído, promovido pelo aumento do período em que se verificam níveis incómodos de ruído resultante do tráfego originado pela distribuição de mercadorias 24h por dia.”

    http://www.sonometria.pt/criterios_incomo.html

    que penso que responde.

    Devendo ler ainda:

    http://www.amde.pt/document/447750/454019.pdf

  21. Sonómetros:

    http://www.jroma.pt/sonometros_shst.htm

    Há muitos mais… basta ir ao Google.

  22. os nossos vizinhos de baixo estao fartos de chamar a policia por causa de um bebe de 15 meses que faz barulho a brincar.ainda neste sabado as 15h30 tinhamos a policia a porta para o menino nao fazer barulho. o que nos dizem disto?

  23. Anne:
    Falta de bom senso… as crianças fazem barulho, é de sua condição e é um tema completamente diverso às discotecas, bares, obras. cafés, etc, etc.
    pode instalar um chão falso ou de corticite, como isolante, contudo…

  24. Olívia dos Santos

    Eu mudei recentemente para meu atual apartamento e o síndico mora do apartamento abaixo. O problema que ele é mto neurótico com barulho, e ja mandou várias cartas para meu ap, me acusando de deixar objetos cair no chão, andar descalsa( ele disse que o barulho do calcanhar o encomoda) e recentemente mandou uma carta dizendo que vai solicitar a adminintradora do condominio para tomar providencias. O que eu faço?tem alguma lei que me proteja? algum limite legal de barulho?

  25. francamente não sei…

    julgo que a lei relevante ainda em vigor será a:

    http://www.amecape.org.br/servicos/som126.htm

    talvez aqui encontre respostas para as suas dúvidas.

  26. Maria García

    Vivo num andar e os meus vizinhos do andar de cima têm duas crianças, segundo eles, hipercativos.
    Segundo a mãe a brincadeira preferida das crianças “é fazer barulho”. Tal é conseguido arrastando cadeiras todo o dia, batendo com estas no chão.
    Falei com os pais duas vezes e enviei carta registada com aviso de recepção.
    Sei que são crianças mas não terei direito à minha tranquilidade? Bastar-lhes-ia proteger o chão com uma protecção de borracha ou um tapete. O facto de serem crianças tudo permite?

  27. ou corticite…
    tudo permite, claro. É impossível travar uma criança se ela fôr mesmo hiperactiva, há apenas que ter paciência…
    tem contudo opções… pode instalar isolamentos acústicos no tecto. E se a coisa fôr mesmo má… mude-se. Era o que eu faria.

  28. Nuno

    Bom dia…após uma noite em claro deixo aqui o meu desespero.
    Vivo numa habitação na aldeia, que tem um café e uma mercearia no rés do chão. O barulho é constante e não respeitam sequer o horário legal, ficando por vezes até às 3 da manha em dias de semana. O costume é as porradas que dão nas mesas a jogar às cartas. Insurdecedor…Outro problema é estar a usar àgua de poço para as variadas tarefas do café. Agua não vigiada, claro…enfim…tou tramado.

  29. augusto almeida

    gosto de ouvir musica alta ao fim de semana quando me levanto, por volta das 9.00,gostaria de saber se é permitido ou nao?

  30. augusto: se não sabe já a resposta a essa pergunta, é porque não há forma de eu lha puder dar.

  31. sarabaia

    Peço desculpa mas essa do “são criancinhas tem de ter paciência” comigo não pega.
    Tenho em casa uma pessoa doente com esclerose múltipla, que acorda cedo para ir trabalhar, e não me parece razoável que os meus vizinhos de cima e filhos estejam aos pulos em cima da cama (e no chão) e aos gritos até às duas manhã todo o santo dia!!! Não sou de forma alguma obrigada a aturar os filhos dos outros e as suas faltas de educação. Quanto a essa conversa da hiperactividade, bem nem vou comentar. Muitas vezes serve de desculpa para a falta de competência.

    • ana

      Concordo plenamente. São crianças mas t~em que ter regras e respeitar os outros. Se não sabem viver em sociedade comprem uma casa no meio do mato. Comigo passa-se a mesma situação com os vizinhos de cima que de civismo nada têm. Também tenho duas crianças com direito ao descanso o que neste caso só lhes é permitdido quando as criancinhas de cima resolvem parar.

  32. sarabaia

    …falta de competência dos pais (leia-se).

  33. joão

    Desde que uns vizinhos de cima do meu apartamento se mudaram para lá acabaram-se as noites de silêncio.
    O que eu acho piada neste país é o caganço das pessoas para com os outros. Ora um tipo que se muda para uma casa e usa a noite (da meia noite para cima) para mudar móveis dá logo um bom cartão de visita.´
    Quando se fazem estas leis do ruído é para obrigar as pessoas a terem bom senso porque os tugas por norma pensam que o mundo gira à sua volta (basta ver os carros estacionados em cima do passeio).
    Ora nessas mudanças chatiei-me, mandei umas marteladas para protestar e nada. Chamei a polícia uma vez e a conversa do costume do xô polícia: “pois eu trabalho à noite e durmo de dira tenho de ouvir barulhos…” Enfim o costume, a polícia já se sabe que não serve para nada.
    Viver em vizinhança é diferente do que viver numa vivenda. Um grande defeito dos tugas é que são rancorosos não admitem que lhes dêm ordens ou avisos. Reagem com agressividade como se fossem o centro do mundo. Resultado, devido a ter chamado a polícia a dita senhora esposa do ex.º senhor vizinho de cima decidiu passar a vida a bater com as portas de manhã a andar de chinelos a partir da meia noite…etc…
    Neste país reina a impunidade eu pus-me a pensar. Estes tipos ficam todo o dia fechados em casa a lavar roupa (às tantas devem ter uma loja de roupa…). Como tenho possibilidade de sair ao fds para fora cá vai disto. Fica a aparelhagem programada para acordar bem cedinho com os pombinhos. E fico a imaginar o fulano vai à rua ver se o meu carro está lá fora. Olha…….não tá…..
    Dá um certo gozo quando regresso de fds e dou de caras com pessoas desta laia e fico a pensar:”Isto não é para quem quer é para quem pode, não tens dinheiro para o fds??? Ficaste o fds a arrastar cadeiras em casa. Temos pena”
    É ASSIM QUE SE RESOLVEM AS COISAS CÁ. A POLÍCIA NÃO SERVE PARA NADA. Arriscamo-nos a fazer figuras de totós.

  34. Paulo

    Sr. João… espero que um dia não venha a precisar da policia ou das autoridades, para algo mais sério e que por força do destino não mude radicalmente de ideia… Nas “policias” existem bons e maus profissionais, como em todo o lado, não podemos é julgar o todo por um ou alguns. O Sr. tem a sua profissão, onde se calhar até é um bom profissional ou se calhar até é um profissional miserável, apesar de se achar no direito de julgar os outros ou as outras profissões, acerca das quais o Sr. nem sequer tem conhecimento acerca de procedimentos internos, formas de actuação, etc… No caso do Sr. até ser um bom profissional, de certo que não gostaria de ler um comentário depreciativo à sua profissão, só porque um colega seu teve uma actuação menos correcta… será que não tenho razão???…

    • carla

      Caro amigo concordo que nem todos os policias são iguais mas esta noite o que me trás aqui é o facto de procurar resposta ao facto de ter sido incomodada por um seu colega a prepósito de uma queixa do vizinho de baixo que ás 22h e pouco me bateu á porta a reclamar o barrulho que faziamos em familia num jantar de fim de semana que se alonga sempre um pouco mais mas o pior é que após ser insultada de barraqueira e afins a policia identificou-me por ter sido feita uma queixa de arrastamento de moveis depois das 22h algo que se deveu ao encostar da mesa de jantar á parede. Infelizmente calhou-nos um seu colega que não se dirigiu a nós com uma atitude neutra o que seria de esperar de um agente da autoridade.Àh
      mas o melhor de tudo é que quando reclámamos o facto de termos sido insultadas e querermos fazer queixa fomos informadas do custo de 120€ por cada quiexosa como se tivessemos menos diretos que o o nosso visinho que não tem que pagar nada.

      • Viriato

        Em relação ao pagamento dos €120 (custas judiciais) para apresentar a queixa, é um “brinde” do último governo “socialista” para as queixas ditas particulares, que lhes permitiu “matar 2 coelhos duma cajadada”: o Estado angaria mais dinheiro e reduzem-se as queixas nos tribunais. Só os cidadãos é que se lixam, mas isso (já se sabe) é o menos importante…

        • Ora bem! E pensar que essa medida foi implementada para “aligeirar os tribunais” atascados de processos devido aos desleixo, incuria e incompetencias cronicos da corporacao judicial.

  35. Pedro Sequeira

    Meu caro sr. Paulo : infelizmente o sr. João tem razão. A polícia, em geral, actua com arrogância e desprezo com os queixosos e com medo com os faltosos. Não sei se o sr. pertence a qualquer uma dessas instituições que têm o dever de proteger os cidadãos mas, se for esse o caso, deixe-se de sentimentos corporativistas e reconheça que talvez haja 5% de polícias correctos, que desempenham muito bem a sua missão, e 95% que deveriam ter escolhido a agricultura onde há tanta falta de mão de obra. Podia dar-lhe “n” exemplos mas não me apetece.

  36. mario

    viva, eu moro num apartamento e tenho uma vizinha ao meu lado que tem um ar condicionado instalado entre a janela do quarto dela e a janela do meu quarto, este aparelho faz um barulho fora do normal, pois da parte de fora da janela nao se ouve barulho mas dentro do meu quarto e impossivel estar , eu tentei alerta-la para esta situaçao a resposta foi k ja mora no predio a mais tempo do que eu, e k tem aprovaçao da camara e do condominiu, eu pergunto:se ela mesmo com estas autorisaçoes nao tem que passar o aparelho para entra as suas janelas,pois assim o ruido iria para dentro da sua casa,e se posso xamar a PSPpelo ruido escessivo do aparelho, desde ja o meu muito obrigado pelo esclarecimento

  37. mário: sío o posso aconselhar a comprar um medido de décibeis, instalá-lo no seu quarto e levar os registos, captados em diversos dias e apresentar uma queixa formal e escrita contra a sua vizi9nha na esquadra.
    se quiser mesmo chatear-se, contrate tb um advogado para que o processo prossiga e não morra na burocracia…

  38. Bacelar

    Senhor Ernesto Silva, para já, só por ter tido a irresponsabilidade de publicar o endereço do seu vizinho revela a sua infantilidade, irresponsabilidade e a qualidade da pessoa que deverá ser, assim como o amadorismo de quem dirige este site. Quanto ao barulho, faça-o nas horas permitidas por lei, todos temos direito ao descanso, temos que nos convencer de uma vez por todas neste país que as regras existem e devem ser cumpridas, e quem não as cumpre deve pagar por isso, a policia ainda foi benevolente consigo, porque devería era tê-lo multado de imediato.

    • Lash

      o problema é que não podem multar de imediato. há uma queixa, eles fazem a advertência. se forem chamados novamente pela mesma situação têm o direito de aplicar a multa: porque a pessoa em causa está a desobedecer a uma advertência anterior.

      • NaliniXS

        já chamei tantas vezes a policia por causa do barulho das obras que o restaurante no prédio costuma fazer. Se foi feita qq advertência nao sei! Sei k o dono pouco caso faz! Deve ter muito dinheiro… e não só para as multas/coimas!

  39. Rita

    Tenho uma vizinha no andar de baixo, que me faz a vida negra em termos de barulho, é à hora que lhe apetece, t´po 1.00h da manhã dps de eu já estar a dormir pois levanto-me cedo 6.30h, já escrevi para o condomínio que por sua vez escreveu à dita vizinha, mas que pelos vistos só piorou a situação.
    Por isso pergunto a quem de direito, chamo a polícia para lá ir, mas quando esta chega a dita senhora já se encontra deitada e sem fazer barulho o que acontece???
    Obrigada

  40. incomodado

    mudei-me á pouco tempo para uma vivenda que fica na rua principal da respectiva aldeola. há uns dias, o meu vizinho da frente, como tem a mania que é caçador, colocou um rafeiro junto ao portão de acesso á casa dele, até aqui tudo bem não fosse o bicho estar constantemente, dia e de noite, a ladrar e a uivar. qu e posso eu fazer, alem de lhe pedir respeitosamente ke tome medidas que evitem que o animal faça barulho e acorde as pessoas?
    cumps

  41. Carlos Nogueira

    Moro no segundo andar de um prédio – o primeiro não está ocupado – e por baixo há um café com licença até à meia-noite. Todavia, o proprietário – apesar de o espaço lhe estar arrendado – não cumpre o horário e, pior que isso, é menino para estar a arrastar mesas e cadeiras às três da manhã. A polícia nada faz – quem morou antes de mim no apartamento tb se queixou – e o senhor recusa-se a respeitar. O q devo fazer?

  42. rui

    Vivo num apartamento e preciso de fazer umas pequenos arranjos em casa, para o que vou necessitar de utilizar um berbequim (furos em parede e tecto). Como trabalho durante o dia apenas poderei fazer as obras durante o fim de semana ou feriados. Neste caso, qual o horário permitido para tal? E por curiosidade, não tendo eu um sonómetro, alguém tem uma ideia de qual o nível (dB) de ruído produzido por um típico Black & Decker caseiro?

  43. M.Gomes

    Moro numa moradia em banda há cerca de 1 ano. Desde o mês de Junho deste ano (portanto, há quase 3 meses) que fazem barulho porque estão a remodelar a moradia. O horário deste barulho é desde as 8h30 às 18h. Contudo, é insuportável… ao fim destes meses todos já não suporto as furadoras, marteladas, etc…
    Apesar do horário estar a ser respeitado, posso reclamar o barulho? Porque é deveras incomodativo. E o maior problema é que estou grávida em final de tempo, e daqui a 3 semanas quando o bébé nascer não estou a ver como vou aguentar esta situação de barulho o dia todo!
    Agradeço os esclarecimentos que me possam fornecer para atenuar este problema.

  44. M.Gomes

    Peço desculpa por nao ter referido que o barulho é na moradia que fica mesmo ao lado da minha.

  45. daquilo que sei… é tudo legal.
    resta apenas a possibilidade de falar diretamente, não com o empreiteiro, que não manda nada, mas com o proprietário da obra. Procure-o pessoalmente, fale com muita calma (vital aqui) e explique-lhe tudo. Se fôr pessoa de bom senso, certamente que poderá obter um arranjo qualquer.
    De qualquer forma, é preferível que façam agora o barulho e não depois do bebé nascer! Isso sim, seria muito mau…

  46. S.A.

    Boa noite,

    Gostaria de questionar o seguinte:

    Alguém me sabe dizer se é permitido numa vivenda geminada, habitarem mais de 12 pessoas (ligadas à construção civil)? É que eles fazem um barulho insuportável de dia e de noite e eu gostaria de tentar resolver este assunto mas não sei bem o que devo fazer…

    Agradeço desde já a vossa ajuda

    • sabe senhora eu passo quase por isso mas nao posso resover se a policia nao resolve pra vcs q moram em area particular imagine eu na are livre o jeito sera q ojeito e se drogar como eles

  47. P.N

    Bom meus caros amigos, estive a ler atentamente o que todos colocaram e o que devo dizer é que infelizmente neste pais não se respeitam os outros e que a policia tmb não faz respeitar as leis. É tudo uma questão de educação civica que começa de muito pequenino….Respeitar e saber respeitar os outros é muito complicado neste pais agora tmb existem situações onde temos de ter paciência; O chorar de bébês por vezes os miudos (digo por vezes…) o martelar (dentro das horas que a lei permite) quem já não martelou pelo menos um preguinho que atire a primeira pedra…ou o primeiro prego. Conclusão temos todos de aprender a ter educação civica isto leva muito tempo e vai haver sempre quem não queira aprender….Cumprimentos a todos.

  48. André

    Eu até gosto de animais mas já agora alguém me diga o seguinte:
    Tenho um vizinho no 4º. andar com dois cães que os leva à rua a qualquer hora do dia ou da noite. Já dentro de casa, os cães levam o santo dia a ladrar e quando abrem a porta para os levar à rua, seja às 9, 10, 11, meia-noite, os cães não deixam descansar ninguém.
    Outro vizinho no 5º. andar, também com um cão, que sai para os seus afazeres diários e deixa o animal na varanda ficando todo o dis a ladrar.
    Há pessoas doentes na vizinhança. Será que não há nada a fazer legalmente ou terá que se fazer justiça de outra maneira?

    • NaliniXS

      Infelizmente não André, pk este é um pais demitido! Parece k a lei permite ter 4 animais domésticos por fogo! Cabe às pessoas que os têm RESPEITAR os vizinhos! Qual quê! há pouco tempo, um vizinho do 1º andar, que passava a vida a reclamar do barulho os os vizinhos dele do 2ª e do r/c faziam, arranjou agora um daqueles caezinhos k passam a vida a ladrar de cada vez que alguém passa nas escadas! Agora deve achar muita graça ao barulho, desrespeitando o sossego dos vizinhos. UM INFERNO DIÁRIO! Ainda por cima ele é PADRE !

      • Conselho: no computador, use o task manager e umas boas colunas para por latidos de cao apontados para o teto e a tocarem em ciclo a horas em que nao esta em casa… Qdo ele se queixar, diga q tb arranjou um cao e peca para que ele tb mantenha os dele calados.

        • Nalini

          Sim, por coincidência, já tinha pensado nisso. Como infelizmente – sim, infelizmente neste país – eu respeito os outros – ainda não tomei essa medida porque vou incomodar o prédio todo! Eu moro no 3º andar esquerdo e o vizinho do cão no primeiro andar direito. Mas como é um prédio antigo com uma grande escadaria, faz um ECO TREMENDO ! Mas um dia destes perco o meu civismo e faço isso mesmo! Quem estiver mal que se queixe… que eu mandarei calar o meu “cão” imediatamente!

  49. Anabela

    Tenho vivido meses de horror e ainda pra mais a viver só com 2 gémeas de meses de idade.Isto pork resolvi fazer de uma casa do meu pai uma creche,sem imaginar o k estava pra aconteçer.durante o dia tá tudo bem,mas á noite assim k as deito cerca das 22h,a minha vizinha k mora por cima de mim põe mãos á obra dos deveres domésticos e faz tudo em casa,sobretudo arrastar móveis,cadeiras,sacudir tapetes,andar de socas ou saltos,isto tudo e mt mais até ás tantas da matina.Pra não falar k leva os amigos pra casa,visto ser jovem e toca ás gargalhadas até ás tantas.Já fez tudo do impossivel e imaginário at´onde a nossa sanidade mental aguentar.É claro k já chamei a Policia 1 dia k deixou cair uma garrafa no chão ás 3 e tal da manhã,mas eles limitam-se só a avisar,mas dessa vez serviu-lhe de emenda pois andou calma uns tempos.Agora pergunto-vos tendo eu tentedo conversar com ela e ainda me gozou a dizer k era mentira k não era ela,k vontade é dá ester tipo de pessoa?Qualquer dia vai parar ao Hospital ou ela ou eu!

  50. tantos exemplos como o seu… só uma coisa a dizer: continue a chamar a polície e não se deixe intimidar.

  51. manuel

    bom dia gostava de saber o que devo fazer para resolver esta minha situação: Vivo num primeiro andar e no res do chão esta um hipermercado que não tem qualquer tipo de isolamento, a uns três anos atrás reclamei junto da camara municipal sobre o ruido que eles provocavam a partir das cinco da manha com um elevador que faz o transporte das mercadorias do r/c para a cave foram autuados em 2500 euros. desde ai houve mais algum cuidado e algumas mudanças mas o ruido após algum tempo volta pois as instalações são bastante antigas como o caso de um contador de agua que ainda hoje as 6,30 me fez acordar pois e um ruido bastante incomodativo, tendo eu uma criança com 3 anos a viver este barulho horrivel. estive a consultar todo o decreto de lei nº 9/2007 mas gostava de saber como posso mesmo combater este meu problema pela raiz.
    obrigado

  52. bem…
    eu faria várias coisas:
    1. chamava a polícia sempre que fosse necessário.
    2. instalava chão de corticite para isolar esse ruído (ou chão falso)
    3. verificava na câmara se o supermercado tem mesmo alvará para funcionar

    e claro, o principal… antes de qualquer destes passos tentava ter uma conversa com o proprietário…

    • Nalini

      1 – nao adianta. Vem, qd vem. mas ficca tudo na mesma. Pknão passam a multa prevista na lei?
      2 – não adianta. E quem dá o dinheiro?
      3 – não adianta! A câmara ou diz não saber ou não se encontra nada e nada faz! já passei por isso!

  53. maria

    vivo num primeiro andar, o chao é de soalho, tendo em conta que noutra moradia em que vivi tive problemas devido ao barulho exessivo que os vizinhos do andar de cima faziam, tento ser o mais cuidadosa possivel com o barulho que possa fazer para a minha vizinha de baixo, nao ouço musica alto, nao ando com sapatos em casa, mesmo ao andar tento nao fazer barulho com os calcanhares e evito fazer festas em casa.
    no entanto a minha vizinha de baixo queixa-se de barulho, já por duas vezes que me bateu á porta e inclusivé deixou bilhetinhos a reclamar do barulho que a minha gata faz, eu considero que o barulho que a gata faz é esporádico nao é continuo e nao me parece que seja ensurdecedor, no entanto é quase sempre entre a 1e as 3 da manha, quando os gatos sao mais activos.
    queria saber se isto ou deixar cair um objecto sem querer durante a noite, ou mesmo andar pela casa, por exemplo para ir á casa de banho se sao razoes suficientes para se chamar a policia.
    e queria saber também se posso fazer queixa desta vizinha, já que pelo que me apercebi, todos os inquilinos que passaram por esta casa tiveram o mesmo tipo de queixas, sendo também eles pessoas cuidadosas nesta questao, se a ela lhe incomoda o ruido, a mim também me incomoda as queixas exageradas que esta senhora faz.

  54. bem, não sou advogado… e se coloca a questão nos termos de saber se vale a pena apresentar queixa, terá mesmo que consultar um… mas francamente, enquanto ela fizer só isso, e não partir para ações mais radicais ou violentas, não creio que possa exigir qualquer recuperação de danos patrimoniais…
    digo, o que costumo dizer nestes casos: já ponderou a instalação de corticite ou de chão falso? ou vidro duplo? teria também ganhos na despesa de energia…

  55. MiniMe

    Bom dia a todos!

    Vivo há cerca de 4 anos no rés-do-chão de um andar moradia. Tudo corria muito bem até à 1 ano atrás em que o meu senhorio decidiu pedir-me um favor!
    Pediu que lhe disponibilizasse um espaço anexo à garagem, com chaminé, e onde faziamos churrascos, para colocar lá uma pequena estufa e provisoriamente, até resolver uma questão com um armazem que tem. A minha resposta foi positiva, até porque era temporária…
    Entretanto, fez da cave o escritório e armazém, fechou o espaço que lhe disponibilizei, que agora parece uma marquise, meteu a estufa lá dentro, alterou a chaminé e UTILIZA DIARIAMENTE UM COMPRESSOR ENSURDECEDOR. Começa pelas 8h da manhã até às 17h30, num liga e desliga continuo. Não posso ter janelas abertas, e mesmo assim temos de falar mais alto em casa para nos ouvirmos. Já falei com ele sobre esta situação e riu-se na minha cara. Depois propôs-me pôr o compressor dentro da minha garagem e tirar-me 25 € à renda! Não sei a quem devo recorrer para resolver esta situação porque não é nada agradável.O meu marido trabalha em casa e não tem condições, não tem sossego! Eu trabalho por turnos, e dois dia por semana estou em casa de manhã, por isso falei com ele para fazer barulho a partir das 14h30 mas sem resultado. Alguém me pode encaminhar?

    Grata pela atenção

  56. normalmente, apelo ao diálogo… mas este aqui, parece ser já inútil.
    é complicada a situação, especialmente tratando-se do senhorio…
    pode recorrer a “técnicas de choque”, ligando p.ex. o rádio ou música em altos berros quando sai, para lhe dar a provar do mesmo remédio, mas arrisca-se a que ele não renove o contrato de arrendamento…
    e aliás, essa é mesmo a vossa melhor opção: saiam dessa casa, que coabitar paredes meias com gente assim, não é vida para ninguém…

  57. Nalini Soares

    Caro Clavis,

    Li com atenção os seus conselhos, bem como as queixas. Aqui deixo mais uma:
    A minha irmã mora num 6º andar, onde o elevador está avariado há vários anos ! Há pouco tempo começaram as obras de reparação. Pasmem: Durante a semana, ninguem trabalha. Os trabalhos começam aos sábados e domingos! A minha irmã ligou à Polícia na semana passada a queixar-se e a resposta foi: “É proibido fazer isso”… e não apareceu ninguém para tentar resolver o assunto! Que país é este?

  58. Marta

    Desculpem voltar ao assunto do ruído de crianças mas passou-se ainda ontem que os vizinhos de baixo insultaram-me chamando-me de palhaça e disseram que não tinha educação pelo facto de o meu filho ás 19.45h estar a brincar e eles ouviam a criança a correr. Eu tenho nos quartos com chao fluuante, e na sala e corredor tenho grandes tapetes a fim de evitar barulho. Nós inclusiamente já só andamos em casa de meias grossas pois os chinelos podiam efectuar muito ruído, os brinquedos que podiam fazer barulho levámos para a casa da minha mãe para que o meu filho brincasse lá e não fizesse o barulho em casa. Já não sei o que fazer mais e ainda por cima gritam comigo pelo intercomunicador não tendo a decência de vir falar cara a cara e na frente do meu marido. Chamei a polícia visto não achar que devia de ser mais incomodada com este assunto mas nem apareceram.

  59. Edmar

    Meus amigos, parece que este país so tem lei para ricos…

  60. João Santos

    Bem, comprei algumas prateleiras para montar em casa. Como são para suportar bastante peso, por cada prateleira foram 6 furos na parede. Ao todo foram 12 furos de uma vez, e da 2ª vez com 2 meses de intervalo, 18 furos. Tenho o cuidado diário de não fazer barulho nenhum, escolhi 2 sábados depois de almoço para fazer os trabalhos. Morando no 3Dto, das 2 vezes a vizinha do 2Esq veio, tocar à campainha… Sem qualquer motivo (doença, crianças, trabalho por turnos, etc) só mesmo para parar porque estava a fazer barulho.

    Sou eu que sou um vizinho chato, ou é a minha vizinha que exagera com a queixas? Honestamente acho um absurdo… Ando descalço em casa, não há portas a bater, não há música nem TV’s aos altos berros.. Enfim… Não há barulho nenhum e das únicas vezes que ligo um berbequim vêm-me tocar à campainha? Já nem sei o que pensar.. Precisava mesmo de uma opinião externa..

  61. poder. pelo que conta a mulher está num jogo de poder.
    por mim, estar.me-ía nas tintas… faça barulho e quando ela bater à porta pergunte-lhe a que horas vai às compras. E então faça calmamente sem stress os furos que faltam.
    ficam todos contentes: você com os furos de que precisa
    ela com a satisfaçãozinha do seu jogo de poder.

  62. irene elisabete papp

    mudei a pouco com meu filho deficiente visual para uma casa onde nos fundos tres caras não querem saber derespeitar a hora de dormir, que conheço como 22 horas, no limite de ouvir som alto efazer barulheirase gargalhas mil para nos assustar, resultou que meu filho fica cada vez mais assustado e já com a deficiencia esta a beira de um ataque de nervos, estou cuidando dele, mas os caras agora deram de piorar a situação fazendo escandalo e brigando comigo por eu pedir e ameaçar de chamar a polícia, por favor, sendo prejudicial ao adolescente, meu filho, o que faço?

  63. mudei-me para uma casa recentemente com meu filho que é deficiente visual, e extremamente sensivel de audição, a um mes não dormimos por causa dos vizinhos do fundo que não tem noção de horario para respeitar, tem me trazido vários problemas inclusive medo de ir para casa, eu e meu filho, pois já não ha por onde dormir, o que devo ffazer? chamara polícia?

  64. ana

    Boa noite. Comprei um apartamento à cerca de 10 anos e no inicio era mt calmo, mas nos ultimos 6/7anos e subretudo desde que começaram a alugar apartamentos a brasileiros no prédio, ando desesperada. Tenho dificuldades em adormecer e acordo ao minino ruido. Quase todas as noites acordo durante a madrugada com o barulho de portas a bater, saltos altos, portas de roupeiros e a “martelar” sei lá o quê….sem falar na musica alta e das festas dos ditos vizinhos brasileiros. As pessoas não teem noção de que durante a noite, todos os ruidos fazem eco e que se ouvem em todo o prédio. Já falei várias vezes no condominio e nada. Enquanto não ganhar o Euromilhoes para poder trocar de casa, só me resta dormir no sofá e como conduzo quase todo o dia, rezar para nao adormecer ao volante.

    • Marta

      Minha senhora,moro em uma vivenda e um maldito cão ladra a noite toda até às tantas. Já falei com a vizinha e esta é pior que o cão…. No entanto minha senhora, sou bem brasileira e esta bruta é portuguesa. Só para dizer que educação vem do berço e não da sua nacionalidade.

      • Sem duvida que nao… Historias com caes sao infelizmente bem comuns por aqui…

      • julio

        sim mas é bme mais fácil pedir a uma pessoa para fazer menos barulho e se ela for educada entender do que explicar o mesmo a um cão…e sim os brasileiros são muito desrespeitadores em relação a festas e música….

  65. Vivian Malka Lion

    tenho problema com a vizinha da frente que deixa no portão um cachorro que late dia e noite, vale a lei do silencio na caso? ja tentei falar com ela que não tomou nenhuma providencia. Estou ficando traumatizada de ficar no meu dormitório pq a janela fica diretamente na direção do portao dessa vizinha e tenho que assistir a televisão com volume alto para conseguir escutar mais o som do que os latidos.

  66. anonimo

    moro por cima de uma loja que faz muito barulho ao domingo tem grades electricas nao tem tecto falso eu ouço os clientes os tacois dos sapatos já chamei a policia mas nao resolveram nada fiz queixa na camara mas nao decidiram nao sei o que fazer para acabar com este inferno ajudem -me por favor moro em ermsinde conselho de valongo

  67. carlos

    Gostaria de saber o que posso fazer para minimizar o ruido das cadeiras e da maquina do cafe do estabelecimento que foi autorizado mesmo encostado ao meu quarto?
    Será que vale a pena ir para tribunal?
    Ou será apenas dinheiro gasto sem qualquer proveito?
    Obrigado pela atençao

  68. não penso que mereça a chatice, a guerra e o dinheiro… francamente.
    o que eu faria?
    1. pode mudar o quarto para outra divisão?
    2. instale uma “pareda falsa”, tipo insira uma camada grossa de esferovite e cubra essa parede com móveis altos, para livros, até ao tecto.
    3. afaste a cama, para o canto oposto do ruído
    4. mande, mails cartas e mais mails para a autarquia, reclamando…
    5. fale calmamente com o dono do café. talvez ele possa colocar pés de borracha nas cadeiras do cafe, ofereça-se para pagar a troca das cadeiras, se o quiser…
    6. radical: troque de casa…

  69. ana gomes

    tenho 3 filhos que acordam sempre as 08h00 ou para ir para a escola ou para brincar aos fins de semana ,nao conssigo controlar a imaginaçao deles nas brincadeiras,e ate concordo com os meus vizinhos de baixo que fassam algum ruido ao brincar,o que devo fazer ,estarao eles a infingir a lei da brincadeira?por favor mudem o horario ,a partir das 07h00 e muito cedo….

  70. Sara Rodrigues

    FRANCAMENTE! Vivemos num País onde as leis existem para serem ULTRAPASSADAS sempre que assim seja conveniente aos autarcas e afins ….
    Moro na RINCHOA, mesmo por cima da conservatória de música. TODOS OS SÁBADOS PELAS 8H.30M começa o inferno! POR INCRÍVEL que pareça estes NÃO TÊM qualquer isolamento acústico e somos obrigados a acordar TODOS OS SABADOS ÁS 8H porque o Sr. Presidente da CÂMARA MUNICIPAL DE SINTRA não mora aqui e acha esta situação comportável!! VERGONHOSO !!!!!

  71. José

    Venho até aqui contar-vos a historia, só mesmo para desabafar!
    Vivo numa casa à cerca de 2 anos em Setúbal, escolhi a zona historica da cidade, pois acho que os centros urbanos estão cada vez com menos gente.
    A casa è muito boa, boas areas, bom isolamento termico. Enfim tudo de bom para casar e ser feliz.
    Mas comecou o meu inferno, quando o vizinho do prédio do lado resolveu ocupar um espaço publico com a construção de um telheiro, inicialmente em lona, e posteriormente em telha zinco.
    Por baixo desse telheiro foi construida uma cozinha, com zona para mesa de refeições, e convivio de amigos.
    Pois bem. A sua casa é alugada e o senhorio nada quer saber, importa apenas receber o dinheiro ao final do mês.
    Com toda esta obra vieram os amigos, a aparelhagem, a TV, o cão, as motas, sempre com ruido até largas horas da madrugada.
    Eu até sou uma pessoa calma, resolvi pensar que isto tudo ia passar, era por ser verão e ser a novidade da “cozinha”. Obtei por modificar o meu quarto gastar algum dinheiro com a implementação de janelas com vidro duplo, isolamento acustico nas paredes.
    As coisas até ficaram um pouco melhores, o ruido das falas e da tv ligada naquele espaço, já não me incomodavam tanto. O cão comecou a fazer menos barulho, menos amigos no quintal, e pensei OK parece que acalmou.
    Mas enganei-me tudo voltou de novo, com a compra (ou não) de uma aparelhagem, que faz com que todo o prédio vibre, e passivel de ser ligada a qualquer hora do dia ou da noite.
    Assim optei por chamar a policia, tentei não me identificar, mas o policia pelo telefone insistiu, vieram cá avisaram os vizinhos, que desligaram a musica.
    Com a saida da policia da porta, veio para o respectivo anexo comentar em VOZ muito ALTA, que tinha sido eu que tinha chamado a policia.
    Eu optei por fingir que não ouvi nada dentro de casa.
    +- uma vez por semana a respectiva pessoa opta por por musica muito alta, e a minha vontade é sempre chamar a PSP, mas a minha mulher que teme represálias por parte do vizinho, consegue-me convencer em não o fazer.
    Pois a noite passada tudo voltou a acontecer, fomos à janela gritamos batemos com a janela para alertar avisamos que era muito tarde para tal barulho. Mas nada moveu as almas dos meus vizinhos para desligarem a musica. Mas para que percebam o nivel do som, eu acordei às 3 da manha, quando estava a dormir profundamente, com as vibrações na cama.
    Mais uma vez chamamos a policia, que passou por cá e fez com que eles baixassem o volume. Durou até as 4h e 30 m, na cama eu tremia com suores de quem era privado do sono, com medo que com a bebedeira que toda a gente naquela festa estava, e por verem a mesma terminar com a PSP, viessem tomar explicações à minha porta, pois já tinha alertado pela janela que era eu o queixoso.
    As pessoas em questão são oriundas de um bairro complicado de setúbal, e o modo de vida que levam, pelas conversas, o cheiro de droga, e os veiculos que vão aparecendo à porta, demonstram que não tem qualquer problema em tomar satisfações.
    Tenho graves problemas de saude com a privação do sono, a PSP não me auxilia nesta situação, pois sei que se apresentar queixa na esquadra, quem tem o vizinho à porta sou eu. Eu sei que posso apresentar queixa pelo ruido, e caso ele ameaçe apresentar novamente queixa, até a justiça actuar, ou um de nós se fartar.
    Levo a noite toda a pensar em medidas a tomar pelo menos para me defender caso ele parta para a violência.
    Tenho a casa à venda, mas a altura não é a melhor para tal.

    Acreditem que percebo cada comentário neste blog, e sinceramente a unica solução que vejo é mudar-me para bem longe destes animais (e não estou a falar do coitado do cão).

    Cumprimentos

  72. a casa é alugada?… tem aí uma opção de abordagem… estará tudo legalizado nesse aluguer? vá por aí, e verá que talvez resolva esse caso de flagrante falta de civismo.

  73. José

    A casa onde habito é minha a casa de onde provem o ruido é alugada. Não sei se está tudo legalizado nesse aluguer, nem tenho maneira de saber, pois na camâra municipal todos se conhecem e iam saber imediatamente que era eu que estava a efectuar a denuncia.
    Quanto à situação de ontem à noite, hoje abordamos o vizinho a avisar que as horas da musica de ontem não eram horas para a pôr, ele disse que a policia apareceu à porta, mas como la dentro também estava um policia, apenas disseram para baixar a musica que ja era horas..

  74. bem, eu referia-me às Finanças e a denúncia não ter que ser necessariamente identificada. Se houver ilegalidade, eles agem, e talvez a situação então se resolva.

  75. José

    Olá Clavis,
    A denuncia tem que ser identificada, seja ela qual for..
    E em Portugal a questão do agir é muito subjectiva, o endividuo em questão pode fazer tudo num quintal que não era dele.
    Já vi entrar policias amigos, presidente de junta amigo….
    Eu tou no meio, por isso o melhor é sair, sem arranjar muita confusão.

  76. luísa

    Sou pianista e profesora de piano. Necessito regularmente de estudar para concertos. Vivo num apartamento onde tenho um piano e onde costumo estudar piano algumas horas por dia. Há diaas que não toco, outros toco 30 minutos, outros ainda toco 2 ou três horas mas nunca seguidas. Nunca toco antes das 9h nem depois das 21 horas. Pus uns isolantes debaixo dos pés do piano e um tapete, Até há pouco tempo nunca tive problemas mas agora tenho um vizinho que se irrita com o toque do piano, Noutro dia chamou a polícia. Será que tenho de deixar de estudar piano e preparar os concertos?

  77. Filipa

    Sou estudante e resido num quarto arrendado com contracto. O quarto está integrado num apartamento onde vivem mais três pessoas.
    As pessoas que vivem comigo no apartamento organizam muitas vezes encontros sociais onde se faz mesmo muito barulho, musica alta, berros…
    Ainda nenhum vizinho do prédio se queixou á policia, mas sendo eu bastante afectada estou a pensar tomar uma atitude.
    A minha dúvida é se sendo a queixa feita por um residente da casa tem a mesma validade que sendo feita por um vizinho do prédio e quem é que é acusado
    do barulho. Se são todos os residentes da casa se são apenas os que fazem barulho, o que é um pouco dificil de determinar.
    A lei não é nada esplicita quanto a este caso. Se alguém me souber esclarecer fico muito agradecida.
    Cumprimentos

  78. Filipa, em teoria não perde direitos alguns por residir na mesma casa. Pode portanto fazer queixa à polícia e chamá-la, como qualquer um de nós. naturalmente, isso irá afectar o seu relacionamento com essas pessoas, pelo que o mais avisado é sempre ter uma conversa de cabeça fria com elas antes…

  79. Enfermeira

    bom dia
    sou enfermeira e
    gostaria de saber se existe alguma lei que proteja as pessoas que trabalham de noite e dormem de dia

    ninguem me consegue resolver o problema…

    parece que as obras nunca mais acabam…

    ninguem avisa

    agora estão a deitar abaixo a casa de banho ao lado do meu apartamento…

    claro que assim não consigo trabalhar devidamente, sempre extremamente cansada, com sono… exausta…

  80. obras em casa de um vizinho?
    penso que sim, que são obrigados a fazê-las nas horas legais.
    se assim fôr… nada a fazer, a não ser conversar com muita paciência e esperar pela compreensão alheia… e não fale com o mestre de obra, fale diretamente com o dono, acertando horas…

  81. Martinho

    Amigos vivo num apartamento 1º andar, por baixo tenho um cafe pastelaria, começam a fazer barulho apartir das 6h.50m maquinas a funcionar, muito ruido nao sei o que fazer ajudem-me.

  82. a hora parece a legal…
    é um caso complicado.
    pode estar atento aos dias em que passam da hora legal e então chamar a polícia.
    pode conversar com o dono (com empregados é inútil)
    montar um chão falso e colocar sobre ele corticite.

    ou fazer guerrilha…
    quando sair deixar uma aparelhagem em altos berros com as colunas viradas para o chão.
    dentro dos limites legais, claro… ;-)

  83. Pedro Luís

    Boa tarde.

    O meu caso é similar a Srª Enfermeira. Mudei-me a pouco tempo de casa. Tanto eu como a minha mulher trabalhamos por turnos. So que aos Fim de semana (sabados) a minha vizinha do lado (paredes meias cmg) gosta de fazer as limpezas com musica mt alto.
    Parece que aparelhagem esta no meu quarto ao meu lado.

    Existe alguma Lei que protega as pessoas que trabalhem por turnos? Até porque a Srª vizinha tem uma criança mas… (tb deve gostar de Tony carreira e anjos). mas parece que a criança tb gosta da musica.

    Sou uma pessoa mt calma e pacifica ultima coisa que queria era ter problemas com os vizinhos. Mas pelos visto o responsavel do condominio no passado tb teve o mm problema e nunca obteve qualquer resposta desses vizinhos (tocou a porta e nada).

    A ultima coisa que queria era chamar a policia e fazer-lhe o mm. Mas desta vez sempre que a criança for dormir de tarde meter Musica ou ate mm jogar battlefield 2142 (jogo de guerra e Tiros) em alto e Bom som ate que o pessoal pensa que a 3ª guerra mundial abriu no 1º Dir.

    Dai estar a perguntar se existe algo que protega as pessoas que trabalhem de Noite/turnos e sejam obrigadas a descansar de dia.

  84. Pedro Luís, não, de facto não conheço tal protecção… se ela existe não é explícita e só se suportará em Tribunal, com um bom advogado e não recomendo tal abordagem.
    Dito isto, restam apenas as técnicas de
    1. boa conversação
    2. queixas à polícia
    e
    3. guerrilha sonora (dentro dos limites legais)

  85. Fernando

    Moro numa zona dita (quando comprei no papel) de luxo…chama-se Fórum Vizela…pensei na altura que iria comprar o apartamento da minha vida…pois é, enganei-me redondamente.. tenho um bar no complexo habitacional que funciona até as 2 /3/4/5 da manha… ninguém consegue dormir aos sábados, a G.N.R diz que não pode fazer nada…e declinam a responsabilidade para a câmara Municipal de Vizela…. o condomínio diz para nos queixarmos a G.N.R ao abrigo da lei do silencio…mas isto tudo passa impune… pois ninguém faz nada… vou por ao apartamento á venda, apesar de adorar morar aqui, mas acho que prevalece a lei dos mais fortes… pois não consigo fazer nada…só fazer queixa á G.N.R que a maior parte das vezes nem ao local vem…o que poderei fazer para ter qualidade de vida….pois o que paguei pelo apartamento não foi assim tão pouco!….. Estou solidario com todos os que estão na minha situação….

  86. Cristina

    relativamente à guerrilha sonora que falava em cima, como posso saber os dcb que devo programar na aparelhagem, há alguma coisa nestes aparelhos que nos indique ou tenho mesmo de comprar um medidor de decibeis.
    e se a minha vizinha chamar a policia posso exigir que a policia faça uma mediçao de decibeis ou a mesma multa inadvertidamente?

  87. Cristina

    os meus vizinhos discutem muito, neste caso tambem se aplica a lei do silencio?
    ha dias como retaliaçao por a minha vizinha de baixo me tirar horas de sono, deu-lhe a provar do mesmo veneno e passei a noite a andar de saltos altos, veio a policia e disse que eu ia ser multada em 500€, pode-se considerar isto legal ou será abuso de autoridade?

    • sara

      tambem, eu no passado domingo tive a policia a tocar a campainha por ter a musica alta as 10h da manha que e o dia que tou em casa a arrumar porque durante a semana estou todo o dia fora a trabalhar nao me multaram mas deixaram o aviso,e o que me deixa mais fo….. e que nao sei quem e o vizinho ´´choraõ´´a parte mais chocante da historia e que eu tenho os vizinhos do 3 andar que por volta da 1 ou 2 da manha andam de sapatos arrastam moveis deixam cair coisas e mesmo quando se deitam o barulho nao termina porque continua na cama acho que nao preciso me adiantar mais e mesmo assim nunca chamei a psp acham isto normal? Continuo a por musica na mesma mas gostaria de saber os dcb que devo programar na aparelhagem?

  88. um medidor de décibeis é a única forma ou então… use o seu pc, ligue-lhe colunas externas e podem instalar um programa de controlo remoto e, a partir do emprego, ligar e desligar música no Windows Media Player, p.ex.
    (www.logmein.com é gratuito e serve para isso mesmo)

    e sim, as discussões contam, claro. É uma questão de Som, não de qualidade do som, que está aqui em causa, Cristina.

  89. Incompreensível

    Boas, ainda não compreendi bem, afinal só se pode fazer barulho durante a semana? ou também pode-se fazer ao sabado? durante o dia? Pergunto porque existe uma fracção (clinica) no resto do chão do bloco de apartamentos onde moro, que é uma zona residencial, na qual se acha ao direito de fazer obras todos os sabados pelas 9h, até deus queira, o que nos faz acordar cheios de boa disposiçáo, como imaginam ;)
    obrigado..

  90. Incompreensível

    Já de vez para os açores a Lei é a mesma ou existem diferenças, tipo Portarias especificas??
    Obrigado

  91. do que sei é uma Lei nacional, logo transversal a todas as regiões do país.

  92. Alex Magni

    Sou músico (percussionista-baterista) e pretendo comprar uma vivenda em banda( para fugir de apartamentos). Pretendo ter uma sala de ensaio e prática na cave e isolar com lã de rocha e portas duplas. De qualquer maneira algum ruído deve passar. A pergunta principal é: das 09h as 22h posso trabalhar descansado na minha sala?(visto investir alguns euros em isolamento e viver numa vivenda e não apartamento). Há algum documento que me possa instruir sobre meus deveres e também direitos?Obrigado e cumprimentos!

  93. Mariana

    Boa noite.

    Sou da ilha da Madeira e sempre vivi numa moradia com um vasto quintal, mas de momento habito num apartamento t3 em Lisboa uma vez que sou estudante universitária nesta cidade. Dado ter mais três irmãos, que virão a estudar igualmente em Lisboa, a minha mãe achou compensatório comprar o apartamento onde vivo, num prédio um tanto antigo (pois era o que se podia ter). De momento partilho a casa com um amigo de família, e, tanto ele como eu, recebemos frequentemente a visita dos nossos namorados que por vezes ficam cá a dormir uma vez que também são estudantes deslocados.

    Quando chegámos tinhamos outro colega de casa que não causou boa impressão (vomitou pela janela e convidava muitos amigos que também não eram respeitadores), e aí tornámo-nos o alvo das pessoas mais velhas do prédio (ou seja, da maioria).

    Hoje em dia, mesmo quando esse colega barulhento já não vive connosco, o vizinho do andar abaixo do meu insiste que provocamos sempre demasiado ruído à noite, tendo relatado histórias impossíveis de se terem concretizado. Pelo que me veio dizer da última vez, disse que numa data específica fizemos muito muito barulho a noite toda, que chegou a chamar a polícia, e que sairam duas raparigas a dizer que já iam embora e por isso não ia haver mais barulho. Isso era impossível, pois no dia em questão eu estava no meu quarto a trabalhar para cumprir a entrega de um trabalho, e o amigo que cá vive tinha ido pôr de dia a namorada a casa porque os pais passaram por Lisboa porque iam viajar de férias e vieram cá a casa vê-lo. Para ser sincera, ouvi-os chegar mas nem dei pela saída. Agora, em relação à queixa, suponho que se a polícia tivesse sido chamada eu teria tomado conhecimento. E não podiam ter estado duas raparigas cá em casa a fazer barulho se cá estavam os pais dele e depois disso cada um esteve quieto no seu canto.

    Outra questão que queria colocar é se a lei do ruído abrange o som que a canalização do prédio faz, impedindo que uma pessoa tome banho ou puxe o autoclismo na sua própria casa durante as horas nocturnas. É que com o calor que tem feito em Lisboa é muito frequente eu chegar a tomar dois banhos e, infelizmente, o último é à hora que chego, que muitas vezes coincide com o horário nocturno. O vizinho já reclamou do facto de tomarmos banho de noite, diz que se ouve tudo na casa dele, o que eu, sinceramente, não consigo impedir a não ser submetendo-me à imundice.

    A maior parte das reclamações do barulho vêm da sala, o nosso local de convivência porque cada um tem o seu quarto onde mais ninguém entra. A verdade é que não somos os adolescentes típicos que ouvem música alta ou dão festas, até mesmo a televisão é vista no mínimo volume. Tanto eu como a namorada do meu amigo usamos unicamente sandálias, sapatilhas ou sapatos rasos. Agora até andamos todos descalços ou com chinelos de pano. Já coloquei protecções nos pés das cadeiras e móveis mais leves que possam ser arrastados. A própria casa já possuia um tecto falso no corredor penso que para diminuir o eco e a propagação de som. A única coisa que pode falhar é usarmos a cozinha de noite, porque precisamos de fazer a nossa última refeição, e falarmos, ou mesmo rirmos quando alguma coisa tem piada (pode acontecer a qualquer um quando vê um programa cómico na televisão!).

    O senhor continua a dizer que abusamos do barulho e agora quer começar um processo contra nós, não adianta falar que ele não acredita que estamos a respeitar todas as regras e que procuramos não fazer barulho. Queria saber se ao tomar as atitudes acima referidas já não fizemos o correcto e se será possível o barulho que ainda fazemos poder ir contra o volume aceitável. É porque mais nenhum morador, nem mesmo a vizinha do lado, se queixa de barulho da nossa parte. E há alguma coisa que me proteja tendo em conta que ele está a reclamar pelo barulho que vem do local designado para SALA no prédio inteiro (a planta de todos os apartamentos é igual), e não propriamente um espaço de descanso?

  94. francamente, recomendo que pergunte isso mesmo à polícia, abertamente e com franqueza… porque serão eles a quem ele se vai queixar.

  95. Laide

    Olá boa tarde,
    Tenho lido os vossos comentários e dúvidas e tenho também dois comentários a fazer,
    Um sobre a minha casa, pois sei o que é ter vizinhos barulhentos, recentemente compraram o apartamento por cima do meu e ao que parece estão a remodela-lo , visto que estava parado á muito tempo, mas ao que parece eles só vão para o apartamento durante a noite fazer montagens e desmontagens, eu até sou um pouco permissiva pois só chego a casa por volta da meia noite e só a partir dessa hora é que pedia um pouco de silencio mas pelos vistos, não chega, já tentei conversar mas de nada adiantou, pelos vistos está a chegar a fase de começar a chamar a policia.
    O o segundo comentário diz respeito ao meu trabalho, sou proprietária de um café que fica ao lado de um prédio, por cima não tenho nada nem por tras nem pelo outro lado, e por ironico que possa parecer , quando comecei a fazer as obras de construção ninguem morava nos prédios por isso ninguem foi incomodado, quando fui para abrir o café tiveram que fazer medições ao isolamento acústico, a moradora da unica habitação que fica junto ao meu café disse aos responsáveis que nunca ouvia nada que a incomodasse e que nem era preciso medir, mas claro que mesmo assim tiveram que realizar medições, qual não é o meu espanto, tive que efectuar um aumento da parede que fica junto á habitação bem como efectuar isolamento em todas as paredes mesmo sabendo que não existe nada nem poderá existir.

    Porque que me exigiram tamanha estupidez a mim quando a muitos que ficam por baixo de edificios e em zonas habitacionais nada exigem…

    Vivemos mesmo num pais em que as leis so são para ser cumpridas por alguns

  96. luis

    moro por cima do bar net´s em Mondim de Basto que aos sabados e impossibel dormir ate as 4.30 da manha. derivado ao barulho da musica do bar, como tambem o excesso de barulho no exterior.
    A GNR solicitada por diversos moradores nada faz, o municipio nada faz.
    vivemos um inferno ao sabado a noite, estamos num pais de terceiro mundo onde todo o cidadao tem direito ao descanco das 23.00 as 07.00. qual o respeito pela nossa constituicao.
    o que posso fazer para dormir descancado.

  97. F. Barbosa

    Olá, boa noite.

    Moro num primeiro andar e no R/C mesmo abaixo do meu moram vizinhos que a todo o dia fazem barulho. Começam às 7h20 aos berros (o homem pela mulher, LITERALMENTE) e só param à noite, pelas 23h, 24h, ou 1h, 2h, 3h em dias de férias. Por dias de férias compreenda-se férias deles. Os gritos são frequentes, assim como palavrões por parte de adultos e crianças do andar. As crianças não são duas ou três, chegam a ser uma dezena com familiares ou amigos igualmente aos berros no apartamento. tudo isto é agravado pelo facto de possuírem um terraço e o mesmo ter uma piscina de plástico onde nos dias de verão as crianças passam o tempo. Passo o dia a ouvir palavrões, gritos e conversas do mais ordinário possível. Estou grávida de 7 meses e não quero a minha filha a viver neste ambiente. Se tivesse condições para mudar para outro sítio mudava de imediato, mas não tenho. Já tiveram um cão durante um ano que foi o terror dos vizinhos, cão esse que toda a gente fez o esforço de aguentar para não haver conflitos entre os moradores. Os vizinhos do 5º andar chegam a ter queixa do barulho dos vizinhos do R/C, imaginem eu…

    O meu vizinho do lado, com uma criança de meses, pergunta-nos muitas vezes se a criança incomoda, se nos acorda… Claro que acorda, e claro que incomoda, mas nós sorrimos e dizemos-lhe sempre para não se preocupar, e compreendemos. Afinal de contas é uma criança de meses, é normalíssimo, e não faz de propósito para nos chatear, de certeza, eheh. Como é possível que os meus vizinhos de baixo me acordem e incomodem muito mais do que uma criança de meses? Como é possível que o meu vizinho do lado, que tem uma criança que faz barulho como o normal, se manifeste mais preocupado do que os vizinhos de baixo, que passam o dia inteiro a fazer barulho e nunca se incomodaram connosco ou com outro vizinho qualquer?… Não são pessoas civilizadas nem abertas a diálogo, preciso de descansar, assim como o meu marido e o meu pai e já não sei que fazer…

    Obrigada pela atenção…

  98. hum… algo me diz que terá que ter mais alguma paciência… essa família não parece ter a estabilidade bastante para durar muitos anos…
    pode sempre chamar a polícia, e dar uma morada errada (para que não retaliem, já que parecem desse jaez). talvez se intimidem com a polícia a bater-lhes à porta.
    Pode tb dizer que ouviu ameaças de morte, (possivelmente até já as ouviu mesmo), para despoletar melhor a visita das autoridades…

  99. F. Barbosa

    Boa tarde!

    Agradeço desde já a resposta. Paciência tive durante dois anos, agora com a chegada da minha filha não dá mesmo para aguentar mais. Os gritos são suficientes para me acordar a criança e para impedir o meu descanso quando a mesma estiver a dormir. Ainda por cima, o prédio sofre de uma falha absurda: as nossas persianas são metalizadas e ficam por dentro da janela. Ora, com o calor que se encontra instalado (e ficando o meu quarto virado para o terraço deles e para o sol), a zona da janela sofre uma espécie de efeito de estufa que só consegue ser atenuado se abrirmos a janela e a persiana a partir do fim da tarde. A essa hora estão eles confortavelmente instalados no terraço aos gritos e palavrões, e não há mesmo quem aguente… Um dia destes começo a encarar a hipótese de dormir na varanda!!!

  100. eu partia para umas queixas para a polícia…

  101. Maria

    Boa tarde,
    vivo a 30 metros de uma piscina municipal cuja pessoa que explora o respectivo bar com esplanada faz do mesmo discoteca ao ar livre até às 4 da manhã.
    Já telefonei várias vezes à policia que diz que vai lá, mas não me parece pois a musica continua no mesmo volume, já contactei a câmara explicando a situação mas esta continua a dar autorizaçao. Da última vez que liguei para a policia disseram que eles tinham autorização até às 4 da manhã mas tendo de reduzir o ruido às 2. É claro que isso não aconteceu.
    Será que não tenho o direito à tranquilidade na minha casa?
    O que poderei fazer?

  102. só lhes resta continuar a chamar a polícia, Maria.
    e pedir na câmara o alvará (público) consultando aí o horário de funcionamento do estabelecimento… se este estiver a ser violado, apresente uma queixa escrita na polícia, com esta cópia e testemunhos escritos da sua violação.

  103. manuela lopes

    em relação ao barulho dos “bares”, talvez a solução seja escrever à Ministra da Saúde e à Ministra do Ambiente.

  104. Paulo Mira

    Boas tarde

    O meu caso é o seguinte:

    Vivo ao lado de um cafe que tem o horario até as 24 horas. è raro o dia em que os donos respeitem o horario, normalmente deixam-se ficar até hjá 1 da manha com a desculpa das limpezas que nao é mais do que estarem a arrosar as mesas todos a rirem uns a cantarem, etc etc. Já nem sei as vezes que chamei a policia. Tamebém já la fui falar com eles com toda a educaçao mas nao resolve nada, antes pelo contrario, parece que ainda nos dão baile.
    O que terei de fazer mais… é impossivel continuar assim. Tenho em casa uma pessao ja com alguma idae que tem de tomar medicamentos para dormir, acalmantes, …
    Será que se eu for a policia apresentar uma queixa vai resolver algo???

    Agradecia que alguem me desse uma luz sobre isto

    Obrigado

  105. A polícia tem o dever de falar com o proprietário.
    Por vezes isso chega, noutras vezes, terá que ser chamada, várias vezes (nem sempre vindo).
    Pode também documentar transgressões do horário (há-as sempre) e fazer um abaixo assinado que entrega na Câmara, entidade que lhes passa o alvará de funcionamento. Se o Abaixoassinado tiver um nº suficientemente grande de assinaturas a Câmara receará perder votos, e irá agir…

    Num caso que conheço isto funcionou…

  106. Anónimo

    Boa noite.
    Gostaria de saber o período de ruído permitido.
    Ouvi falar que durante a os dia úteis o período é das 7:00 até às 22:00 e que ao fim de semana é das 7:00 até às 00:00. Só não sei se é verdade.
    Obrigada

  107. Cátia Silva

    Olá a todos o meu caso é caricato, somos um grupo de estudantes universitárias e como tal estamos em idade de aproveitar a vida e aguentar várias noitadas tanto na dita “borga” como a estudar, no entanto temos também consciência que o prédio que habitamos não tem apenas estudantes o que nos obriga a ter ainda mais em atenção o ruído que fazemos.
    Sempre que vamos sair à noite, temos o cuidado de sair antes das 22 horas e quando chegamos, mal entramos no prédio as nossas bocas ficam mudas. Infelizmente temos um vizinho, de baixo, que sabemos que tem um pouco de loucura confirmada por médicos, este mesmo não trabalha, passa o dia em casa, ninguém o ouve até que, todos os dias em que estamos a estudar ou simplesmente a ver um filme ou tv e até a dormir como já aconteceu, ele começa a bater no tecto dele com a bengalada que ele tem.
    Este senhor assusta-nos, sobe as escadas e bate-nos à porta como se não houvesse amanhã, acorda o prédio inteiro e como se não bastasse ainda nos insulta do mais rasca que existe na língua portuguesa. Admitimos que por vezes e durante a tarde ouvimos um pouco de musica, principalmente ao almoço, e que como é claro por vezes damos risadas mas isso não será normal no ser humano????
    RIR? COMUNICAR? EXISTIR? FECHAR UMA PORTA? TER A TELEVISÃO LIGADA????? Acho que sim !!!!!!!!!!!!!
    Mas, pelos vistos para este senhor não. Conclusão? Eu digo, a polícia aparece aqui a casa, já fomos notificadas, a polícia antes de nos bater à porta e confirmado pelos mesmos fica um pouco à porta antes de bater e não ouviu barulho, será alguém capaz de me explicar tudo isto???? Este senhor assusta, ameaça, acorda as pessoas mas nós é que somos identificadas??? Nós é que temos que levar como resposta da polícia que teremos de nos “desenrascar com a multa que iremos pagar caso voltem cá quando fazemos barulho” ????? Porque que já ligamos para a polícia e esta não veio falar com este senhor???? Porque que quando fomos com medo à polícia contar todas as situações, nos disseram que para apresentar queixa precisamos de testemunhas e no que diz respeito aos insultos que ele nos faz teremos que pagar 200€ para dar entrada no processo no tribunal??? Porque que este senhor apenas liga e diz que há barulho eles aparecem??? Não são precisas provas??? É que tem uma graça irónica, vemos tantas vezes na televisão mulheres mal tratadas que vão parar ao hospital e como ninguém viu a violência que o marido teve para com ela, ela não pode apresentar queixa porque não há testemunhas? Alguém nos explica????
    COM OS MELHORES CUMPRIMENTOS ESTUDANTES
    E por favor, não julguem mal os estudantes, este senhor faz mais barulho que nós as 5 juntas e por sermos estudantes, não estarmos na nossa terra natal, somos condenadas e humilhadas.

  108. Nalini

    Bom dia!
    Moro na Av. 5 de Outubro e o Restaurante na cave – que construiu várias coisas ilegais, por exemplo, chaminé a céu aberto no terraço – está constantemente a fazer obras ao domingo, por estar fechado nesse dia. Já telefonei à polícia várias vezes, a resposta é sempre a mesma: “vão ver se há agentes a passar na zona” !!!
    Por outro lado, na Av. Julio Diniz há garagens que dão para a Av. de Berna e têm umas máquinas, não sei se exaustores ou de circulação de ar, que fazem um barulho tremendo durante TODA A SEMANA. Como resolver estes problemas?
    Obrigada.

  109. Nalini

    Não tem a ver com ruído, mas será que alguém poderia ajudar-me informando-me a quem devo recorrer por causa não só das obras ilegais do restaurante, como da porcaria que fazem no quintal, comum ao prédio, no corredor da entrada de serviço: o cheiro a peixe podre é insuportável, que se sente mesmo antes de se abrir a porta! Tentar fazer a separação do lixo torna-se impossível, devido ao cheiro nauseabundo.O restaurante é de peixe. Fazem armazém das suas coisas em frente da m/arrecadação. já falei por varias vezes com pessoas do restaurante, mas ou o gerente nunca está ou “a gerência mudou”. Já escrevi à ASAE, sem resposta!

    DESCULPEM não ser este o sítio apropriado.

  110. é tentar falar com a Câmara…

    • Nalini

      TENTAR falar? Já entreguei duas reclamações por ecrito à Câmara, com fotos e tudo, já escrevi à ASAE. Até agora NADA !!!! Ou antes, cada vez PIOR !

  111. incognito

    ora boas,
    tenho uma historia mto engraçada, k d graça n tem nada.
    isto pk moro ha 1 ano num predio com 3 andares, sendo o meu n 1º esq, e tenho 2 vizinhos barulhentos, um com toni carreira e a pimbalhada toda k possa existir (conseguesse s ouvir na rua toda e a rua tem 1,5km), e outro km discussões, 2 crianças k choram dia e noite, bater d portas, televisão e afins.
    E o mais engraçado e k ja me chamaram a policia por causa do eu gato estar a miar.
    Eu tenho um bom sistema de som (home cinema) com um sub woofer de 1000w e praticamente nunca foi usado, por respeito a vizinhança e pelos vistos tb n vou poder usa lo, pk os barulhentos chamam a policia.
    Gostaria d saber o k posso fazer!!

  112. é chamar a polícia…
    numa primeira fase.

  113. incognito

    pois, eu ja tinha pensado nisso.
    Mas o problema (da parte do vizinho de cima), e que ele começa a ouvir musica a partir das 8 da manha e so para as 17h (e eu trabalho em 3 turnos, o que não me permite descansar), mesmo dentro deste horario, posso chamar a policia??
    E que chega ao ponto de não conseguir ouvir a televisão dentro da minha propria casa!!

    • Tiago Oliveira

      Atendendo ao teu próprio caso, existe um número de decibéis que não pode ser excedido, mesmo durante o dia. Isso se calhar até te protege. Também tens as reuniões de condomínio que poderiam eventualmente ajudar a esclarecer alguns pontos mas ao que parece tens vizinhos muito “atenciosos” e “civilizados”, logo só te resta a primeira opção…

  114. nesses casos a primeira resposta costuma ser falar a bem com a pessoa, ou melhor, com a pessoa com estatuto de “poder” nessa casa. Nem sempre é o Homem…
    Depois, pedir a intervenção da polícia/condomínio, embora de facto esse horário seja incompatível com a lei do Ruído…
    Isolar paredes com cortiça ou esferovite é uma solução tb seguida por muitos.

  115. incognito

    pois, eu ja tentei o dealogar com eles os 2(e ate mesmo explicar k trabalho pr turnos), mas n resolveu de nada, pelo o contrario so piorou!acerca d chão e d tecto cm cortiça/esferovite, n sei s ia resolver de mto pk o barulho e mesmo mto, ate provoca vibração na minha casa!
    decididamente so m sobra a policia!!!
    espero k resolva alguma coisa
    ate custa a kerer k ja são idosos! XD
    obrigado

  116. Pedro

    Bom Dia!!
    No meu caso eu tenho um vizinho que sofre de um problema com a bebida (ou a bebida é que tem problemas com ele não sei qual deles é) e volta e meia as tantas da matina começa a falar mt alto em casa como se estivesse num campo de futebol. Nada que me fizesse passar da cabeça e ir la tocar a campainha as tantas da matina e falar (mais ríspido) e até hoje remédio santo acalmou. Os pais desse Srº que já são de tenra idade 15 em 15 dias devem ir la dormir e como são idosos com necessidades falam mt alto mas… nada que um berrozito não os faça acalmar.
    As pessoas teem que ter consciência que não vivem numa moradia e que ao lado teem vizinhos com paredes meias.

    Quando estou em casa e tento nao fazer barulho seja com a TV PC seja com o que for ter respeito para ser respeitado e seja as horas que for, as 10h da matina como as 5h da madrugada.

    Tentem falar com as pessoas 2x 4x as vezes necessárias até serem ouvidas e não tenham medo de ir la tocar a campainha.

    Senão esqueçam o proverbio que diz não faças aos outro o que não gostam que façam a ti. E façam tb ;)

  117. incognito

    ora boas mais uma x,
    hoje mais um dia k chegei as 8 d manha a casa e o vizinho, mais uma x pos musica.
    vesti-me e fui-lhe bater a porta (n abriu, pk ja sabia k era eu).
    Então cmo ja n tinha mais nenhuma solução,decidi telefonar a policia, esta so apareceu n local passado 1hora, e a unica coisa k fez foi pedir lhes educadamente k baixassem a musica!!
    coisa k n resolveu de nada, pk assim k eles viraram as costas ficou logo pior!!
    ja tou a ficar maluco e desesperado cm esta situação pk ja n durmo cmo deve ser ha 5dias!!!

  118. incognito

    desculpem tar a abrir mais um topico
    e a cerca d vizinho d baixo,
    tive uma solução melhor, fiz uma chamada anonima para a APAV, e resolvou logo n dia a seguir o problema das discussões, portas e objectos a bater, e os miudos a chorar d noite e dia!!
    foi uma boa solução ;)

  119. Pedro

    Desculpes Sr. Incognito mas…. a campainha nao toca continuadamente? Deixe ficar o dedo até alguem abrir a porta.
    Uma coisa é gostar de musica outra é falta de respeito.
    Penso que maior parte das vezes tem tudo a ver como se fala com as pessoas. E nao tenha medo de ser “Mau” mas seja sem faltar ao respeito mas…
    Tipo o meu vizinho do lado anda muito calminho o de cima anda abusar da sorte. Até qualquer dia me passar. Tem uma criança de 4 anos em casa que as 3h 4h da matina ainda esta acorda aos berros e a correr em casa.

    Até um dia me virar do capacete e ir la acima tocar e me passar gentilmente com ele.

  120. a polícia veio. o que já não é nada mau!
    nem sempre o faz…
    é até bem provável que apenas com isso ganhem juízo nos próximos dias….
    o método da APAV provavelmente até ajudou alguém, pelo que é um bom conselho (e útil) que aqui fica…

    • Nalini

      Ir a polícia ou não ir dá NO MESMO ! Falo por experiência própria! NEM sei o k a polícia diz ou faz… se faz… Estou certa de que se fosse MESMO passada uma multa (a coima pode ir até 500 euros), as pessoas teriam mais cuidado. Assim, fica o dito pelo não dito e o barulho continua neste Portugal em k ninguém respeita ninguém.
      Como Portugal é o país do bacalhau, fica tudo nas suas águas!
      Acabei de receber uma carta da Polícia Municipal na sequência das m/queixas. Levantaram um auto de contra-ordenação por…o restaurante não ter o horário de funcionamento em modelo próprio! ISTO BRADA AOS CEUS !

  121. Nalini

    Bom, as pessoas “ricas” diriam ao “incognito” que mudasse de casa, mas para onde? É o que se chama “viver em Portugal”! A Polícia, QUANDO VEM… não adianta nada. Com pessoas desse nível (??!!) infelizmente não há nada a fazer. Quanto mais se fala com elas, pior fazem! É que não entendem o conceito de “educação”, de “boa vizinhança”. Têm mentalidade de “barraca”, sem ofender muita gente que vive nelas, claro, e que são pessoas decentes.
    No segundo andar do meu prédio vivia um grupo de estudantes: para além do barulho que faziam com festas (“iremos TENTAR fazer menos barulho” qd os vizinhos se queixavam!), ainda para cúmulo iam para o terraço (onde é proibido estar, porque dá cabo da tela de impermeabilização), com cadeiras, chapéus de sol, enfim e, CLARO!MÚSICA aos berros! Fui lá fazer-lhes fotografias para enviar as autoridades. Serviu para alguma coisa? NADA !

    A LEI DO RUÍDO prevê uma coisa até 500 euros, não é verdade? E o restaurante na cave do m/prédio k “decide” fazer obras aos domingos, pk é o único dia em que está encerrado? Por várias vezes telefonei à polícia. Resposta “Vou ver se tenho algum agente disponível” !! Serviu? NÃO !

  122. incognito

    Ora bem sengor Pedro, nem sempre ficar la com o dedo na campainha indefinidamente, ate alguem aparecer e a melhor solução, ate pk kando essa mesma pessoa vier a porta a confusão ja sera bem maior.
    mas como sou superior a eles espero um dia cruzar me cm eles na escada (pk eles tb tem d sair d casa!!), e ponho os pontos bem assentes (mais uma x com o meu nivel).
    Agora com o vizinho d baixo foi remedio santo, ate pk como tem crianças em casa foram avisados k s as coisas n melhorassem poderia ter efeitos(a nivel de custodia).
    Por isso mais uma x fica ai a ideia se tiver vizinhos k andem a discutir (“ou a porrada”) em casa ligue para a APAV.
    não precisam d s identificar e e bem mais rapido que a policia, uma x k eles cruzam informação com a segurança social. já para n falar k podem estar a ajudar alguem k anda a “comer” em silencio!!!!

  123. Allen

    Bem, eu toco bateria no meu apartamento. Até agora não tive problemas, visto ter cuidado com as horas a que toco e ter falado com todos os vizinhos antes.
    No entanto gostaria de perguntar: Esta lei também se aplica no meu caso? Ou terei de me reger por outra?
    Cumprimentos e desde já obrigado.

    • Pedro Silva

      Caro Sr
      Possivelmente tem sorte com os vizinhos que tem.
      Eu sendo sincero, no meu caso nao gostaria de estar em casa e a “ser obrigado” a ouvir o som da sua bateria, musica, tv, etc, assim como o Sr nao teria que (mesmo a horas diurnas) estar em sua casa e ter que ouvir os meus gostos musicais, pudessem ser Opera, Heavy Metal ou Pimba.
      Eu aconselhava-o a fazer tal numa garagem ou local que tivesse a certeza que nao incomoda ninguem, do ponto de vista moral e civico, do ponto de vista legal, tambem nao sera correcto e a coima minima para tal sera de 500 euros, pois trata-se de ruido na habitacao, que enquadra o ladrar de animais, etc.
      Posso estar enganado, mas parece-me ser esta a realidade.
      Cumprimentos

  124. Melissa

    Olá!
    Estive a ler todos os comentários e historias e vejo que na generalidade todos temos os mesmos problemas.

    Interessou-me bastante nos primeiros comentários, saber que posso comprar um aprelho para medir a intensidade do som dos “selvagens” que habitam no 3 andar do meu predio, mas gostaria de saber até que ponto é que essa medição é valida no caso de apresentar queixa?

    Esta questão surge, porque, já por algumas vezes quando a Policia é chamada , como é natural vem num carro que os identifica, sendo que quando entram no predio já as aparelhagem foram desligadas, os berbequins foram escondidos,etc, e eu ou o meu vizinho do 1º andar ficamos com cara de tacho, e ficamos como sendo os vizinhos conflituosos!
    Para mim o maior problema é que o barulho não é sempre o mesmo e a duração é conforme lhes apetece.
    Por exemplo às 6 da manhã, as vezes só põe o radio a tocar durante 10 min, outos dias fica a tocar até às 7h!

    Obrigada!

  125. Paulo

    Boa tarde,
    Queria tirar uma pequena duvida.
    Tenho uma vizinha que tem uma cadela traçada de pitbull , ainda ontem as 22h30m ela e o namorado começaram a brincar com a mesma a correr dentro de casa com a cadela.
    Resultado parecia que me ia cair o tecto , tive para chamar a PSP mas mandei um berro tão alto que eles devem ter ouvido e pararam.Aproveita para saber se é permitido ter esse tipo de raça em casa.
    Obrigado

  126. filipe

    o meu visinho quer por ar condicionados,e no sitio onde os quer por ta uma janela minha que e vai dar a um quarto gostaria de saber se e auturizado ou a quantos metros tem que por….obrigado…

    • Pedro Silva

      Nao acredito que ele o possa fazer, alem de moralmente incorrecto.

  127. Silvia Mendes

    Os vizinhos são uns chatos mas regra geral à 1:00am já se deitaram, agora ficar com a semana académica de lisboa dentro de casa, cujo programa anuncia música para o povo até ÁS 4:00AM!!!!!! A CML anda a gozar com os habitantes da cidade, para colocar parquímetros a torto e a direito, pagos até horas inusitadas o ruído e a necessidade de impôr restrições são palavra de ordem. mas para cobrar umas licençazitas de ruído já não há problema que as pessoas tenham de ouvir música em alto e bom som, até às 4:00am. Concedem licenças especiais e até se tornam”partners” uma coisa moderna e tão ao gosto dos palonços que por dinheiro pelos vistos até vendem aquilo que não lhes pertence… o direito ao descanso no final de um dia e semana de trabalho. Mas viva o Portugalito das festas e da falta de respeito, por aqueles que “chatos”, dizem que precisam de descansar porque trabalham, foleiros…

  128. M.Gomes

    Em 18.08.2008 coloquei aqui o meu problema, que colo abaixo:
    “Moro numa moradia em banda há cerca de 1 ano. Desde o mês de Junho deste ano (portanto, há quase 3 meses) que fazem barulho porque estão a remodelar a moradia. O horário deste barulho é desde as 8h30 às 18h. Contudo, é insuportável… ao fim destes meses todos já não suporto as furadoras, marteladas, etc…
    Apesar do horário estar a ser respeitado, posso reclamar o barulho? Porque é deveras incomodativo. E o maior problema é que estou grávida em final de tempo, e daqui a 3 semanas quando o bébé nascer não estou a ver como vou aguentar esta situação de barulho o dia todo!
    Agradeço os esclarecimentos que me possam fornecer para atenuar este problema.”

    PASSADOS quase 2 ANOS, sim, 2 ANOS continuamos na mesma. Os meus vizinhos já moram cá ao lado, mas devem ter uma obcessão por obras em casa, e estão a fazer uma SALA na garagem, a furar a estrutura da casa, algo ilegal até… porque não consta da planta original da casa, e como tal se a Câmara soubesse podia certamente parar a obra.
    A mim, não me incomoda que aumentem lá a casinha deles, com mais uma divisão, agora as brocas começam a furar betão às 8.00h e terminam às 18h! É insuportável! Eu trabalho em casa e é impossível viver assim.
    Na altura que reclamei estava grávida, o meu filho ja vai a caminho dos 2 anos e nunca PARARAM as obras aqui ao lado. Mesmo sendo tudo legal como me disse, isto não pode ser assim, digo eu… porque condiciona o nosso descanso e a nossa habitabilidade!
    O que posso fazer??

  129. Pessoa

    Boa noite, li alguns comentários e de facto existe sempre alguém pior que nós. Gostaria no entanto de saber como se resolveram algumas situações aqui descritas para podermos tirar conclusões. No meu caso mudei de um apartamento em que tinha vizinhas barulhentas para uma unifamiliar com vizinhos de lado ( com um cão cada um ). Ao inicio tudo bem até que o filho dos vizinhos do lado esquerdo com 16 anos decidiu ser criador de cães de raça Husky, começaram então os problemas. O meu quintal tinha tufos de pêlo por tudo o que era canto, inclusivé dentro de casa através da roupa que se estendia para secar.E o cheiro, visto não existir uma limpeza apropriada para a situaçao.Como pessoa educada que sou falei com os proprios ao qual me deram toda a razão e nada fizeram, voltei a falar mais duas vezes e parece que piorou.Fiz uma queixa por carta para a camara e junta de freguesia em causa, a qual passado dez meses enviou o veterinario. Fui contactado por a camara passado uns dias a perguntar se a situação tinha melhorado e se seria necessario intervir novamente. De facto ficaram só com um cão limparam e pintaram o quintal nunca mais ouve pêlos nem mau cheiro e continuamo-nos a cumprimentar. Depois de resolver este problema o vizinho do lado direito resolveu criar mais dois cães ou seja ficou com três caezinhos muito barulhentos. Mesma situação novamente, fui falar com ele duas vezes pensando que como o senhor é GNR compreendesse que estava a agir mal. Pois o senhor deu a entender que era o falar deles, portanto podem ladrar a noite toda e tardes inteiras.
    Gostaria de saber a quem me tenho que dirigir para me quexar deste problema e saber se mais alguem passou por o mesmo e como resolveu?

  130. TugaPT

    O festival optimus alive 2010 ouve-se a 8 km de distância na Vila Nova da Caparica, telefonei à PSP de Oeiras e fui informado que o festival tinha uma “licença especial de ruído”, emitida pela Câmara Municipal de Oeiras, que lhes permitia fazer barulho até às 4 da manhã, com base nisto, estou a pensar pedir uma licença igual para fazer uma festa em frente à casa do presidente da câmara de Oeiras, vamos ver o que ele acha disto…

    A revisão do Regulamento Geral do Ruído

    http://www.adhp.org/pdf/dl_292_2000_rgruido.pdf

  131. karina

    ola gostaria de saber oq significa PSP afinal sofro a mais de 1 ano com o barulho dos vizinhos de cima q arrastam moveis a partir das 22:30 ate de manha no horario das 7 da manha…e volta a arrastar as 8 da noite , tem dias q arrasta o dia todo, inclusive bate portas e jogam coisas no chaum depois de termos reclamado….inclusive tambem martelam as 9 da noite e usam furadeira no seu chaum q é o meu teto todos os dias tardes e noites sem cessar durante 1 ano …em feriados e fins de semanas!!!ja fiz um B.O e estou entrando na justiça contra danos morais e materiais contra eles e o sindico q negou ajuda pois naum quer ser incomodado!!!naum tenho condiçoes de comprar esse aparelho pois vi q é mto caro, no entanto tennho gravado o barulho das marteladas e bater de portas em camera e no gravador de voz do celular…Ah um detalhe, tenho provas medicas q minha mae estara levando a um advogado do governo q entrara nessa causa q comprovam q fui internada (pois estava gravida!) para indizir o parto por pressaum alta causada devido o estresse q venho passando!o barulho é tanto q nem akeles protetores de ouvidos ajudam, eu ainda escuto os barulhos inclusive as pisadas fortes com o calcanhar da pra se ouvir com os protetores!!!ja estou ficando com dores nos ouvidos por causa deles, e minha saude esta cada vez mais debilitada devido ao estresse causado pelo barulho excessivo, tenho dores no corpo com frequencia, cansaço excessivo, dor de cabeça q dura mais de 1 dia todo, alergias nossa gente to sofrendo mto, sofri minha gravidez inteira com akele barrigaum interfonando pra essa gente, sem conseguir andar com o peso e acordando de hora em hora pra ir ao banheiro naum dormia mais por causa deles…bater no teto so piora, eles fazem mais e mais barulho…eu com dor depois de uma cesariana naum pude nem descansar, e agora meu bebe acorda assustado com o barulho q fazem por maldade!!!eles alegam ser um casal de velhinhos q dormem cedo!!Moro aki no Brazil e naum sei oq fazer!!espero q as provas medicas e minhas gravaçoes na camera e tb as inumeras cartas enviadas pro sindico e administradora q naum fizeram nada sejam suficientes pra acabar com esse inferno, o meu medo é dessa gente ruim resolver se vingar de outras formas…ate pq hj em dia as pessoas matam as outras por pouco!Mas creio num Deus vivo q nos ajudara a ganhar essa causa…keria saber desse psp pq aki a justiça é lenta, e ate q ganhemos levara de 5 a 7 anos, e eu num aguentarei mais todo esse tempo com essa gente louca fazendo isso!!!obrigada pela atençaum

  132. PSP: é a polícia “urbana” portuguesa, Katrina. Substitua por “polícia”, simplesmente e à parte especificidades legais locais, fica a compreender.
    Aqui a Justiça não anda melhor, garanto-lhe!
    Lendo o que escreve, recomendo mesmo a opção de chamar a polícia, se ela vier e falar com os ditos, talvez estes ganhem mais cuidado.

  133. Rui Almeida

    Gostaria de saber o que posso fazer para evitar o barulho ensurdecedor que os jardineiros fazem na manutenção dos jardins do meu condomínio, já que alertei o jardineiro, o condomínio, a PSP e nada consegui.A partir das 8/9 horas da manhã lá tenho eu aturar -de xis em xis tempo- o barulho daquelas máquinas de corte e aspiração. Sugeri que o fizessem utilizando meios mais tradicionais -tesoura de poda, gadanho- ou um horário mais tardio, chamaram-me fascista!
    O condomínio -o seu administrador- não tem pulso para impor um acordo que inicialmente havia sido feito, “realizar esses trabalhos a partir das duas da tarde”.
    Os homems -são dois- decidem quando muito bem pretendem fazer o trabalho e eu tenho que aguentar, por vezes dão a noção que estão a brincar com a situação.O ridículo da situação é estar eu a colaborar no pagamento, de quem vem aborrecer-me e interromper o meu descanso, à porta da minha casa!

  134. provavelmente estão mesmo… queixe-se à polícia e pela a sua intervenção. É só o que resta fazer…

  135. Rui Almeida

    Aquelas ferramentas que referi têm um nível de ruído muito elevado, a questão da medição dos decibéis produzidos pode ser solicitada?…

  136. sim, mas para que efeito? para os apresentar à polícia?
    duvido que lhes dessem alguma atenção…
    chamar a polícia e quando esta chegar, chamar o administrador talvez surta efeitos. Sei de casos em que a sua simples presença alterou a situação. O complicado é – infelizmente – fazê-la interessar-se pelo caso…

  137. Rui Almeida

    Pois é verdade, parece-me que a Polícia não quer nada com estes casos…Vão, estão ali, identificam e mais nada…Só pedem para não entrarmos em diálogo, para evitar discussões.E vão embora, convencidos que fizeram o melhor que podiam.
    Um abraço. Obrigado pela pachorra.

  138. mas deve tentar sempre chamá-los. Insista, telefone várias vezes. Convença amigos seus que residem aí a telefonarem também. Definam escalas para que eles recebam pelo menos um telefonema por dia, durante dias seguidos e verá como eles se mexem…

  139. Orlando Robalo

    Boa Tarde.
    No andar por cima do meu vive um casal cuja esposa está há mais de 15 anos acamada.
    Ultimamente, suspeito que lhe colocado um aparelho de auxilio (desconheço que auxilio), aparelho esse que tem um som semelhante aos motores de Ar Condicionado e está ligado 24 horas por dia. Acresce dizer que a zona onde está é a zona dos quartos, ora, há largos meses que nem eu nem os meus filhos (principalmente) conseguimos conciliar o sono, estando já com dor de cabeça a 24 horas dia. È isto legal?
    Obrigado!

  140. LUCIANO OLIVEIRA

    Olá, moro em casa térrea, meu vizinho do lado começou a construir, o problema é que a construção está sendo feita nos finais de semana, e começa por volta das sete da manhã, é muito barulho!!!e pelo jeito vai anos de trampo, o que eu faço!!!a lei pra a favor de mim?

  141. Carlos Costa

    Boa tarde,
    Hoje, Sábado, 18-09-2010 desde de as 15:35 que ouço o prédio a ir abaixo, apenas porque o vizinho do lado (1º andar) está a remodelar a sua sala de estar. Neste momento estão á marretada naquilo que eu penso ser parte da lareira. Digo isto porque se percebe que á bocados de tijolo a cair, e não estou a ver, apenas deduzo.
    Contudo, o barulho é mesmo ensurdecedor e tenho o meu Pai, que está acamado, no outro extremo da habitação, a entrar em parafuso devido ao barulho.
    É evidente, que não estou para me chatear, hoje, mas se o ritmo das obras do meu vizinho se mantiver, acho que vou ter de fazer algo. E é esse algo que eu gostava de saber fazer.
    Pois pela experiência que tenho, sei que não adiantará, absolutamente nada, o facto de eu bater á porta do vizinho e com delicadeza (foi assim que fui educado)pedir para acabar com o serviço que está a fazer, pelo bem estar do meu Pai.

    O que poderei fazer em concreto? Há alguma lei, especifica para este caso?
    Mais! Para este tipo de intervenções no prédio, embora seja dentro do que lhe pertence, a fracção dele, é necessária autorização por parte da administração do condomínio?

    Agradeço tudo quanto me possam esclarecer sobre este caso.

    Obrigado.

  142. Pipa

    Olá Carlos. A mesma situação! Agradeço teres feito essas questões.
    Espero que nos respondam!

  143. Ana Andrade

    Boa tarde,

    Gostaria que me dissessem o seguinte:
    Eu moro ao lado de uma creche/escola e o recreio das crianças apenas tem um muro que o separa da minha casa. Eu entendo que as crianças fazem barulho, e muito mais quando juntas, mas a verdade é que é impossivel estar no jardim da minha casa durante o dia. A minha mãe é uma pessoa idosa que sofre de uma doença complicada e o que acontece é que para estarmos minimamente descansados temos que estar em casa e com as portas e janelas todas fechadas. Pergunto, não é obrigatório o uso de bandas sonoras para isolamento do som nestes casos? Agradeço uma resposta, por favor.

  144. Sérgio Batalha

    Boas,
    também eu sofro de excesso de ruído.
    Mais concretamente, motosserras, constantemente a trabalharem num terreno vizinho, dias úteis, sábados… é o que eles quiserem. No Sábado liguei pela primeira vez à PSP pelas 10 da manha… lá encaminharam-me para a GNR da área de residência. Liguei para lá umas quantas vezes desde as 10h até as 18h. Nada aconteceu! A desculpa: ‘Apareceu aqui um cadáver, estamos muito ocupados e como deve perceber, esta situação requer mais atenção do que a sua’. Incrível!!! Então pára uma esquadra inteira a ‘Guardar’ (de resto é com a PSP) um cadáver…?!?!
    É escusado dizer que, por teimosia minha continuei a ligar para lá… segunda, terça e hoje quarta-feira, dezenas de vezes. Hoje um guarda lá teve coragem de me dizer que não vinham cá, porque era inútil virem sem um aparelho de medição da intensidade de som. Aparelho este que eles não têm. Respondi que tenho um software (não calibrado) no PC que já tinha feito as respectivas leituras tal com tenho o manual do tipo de motosserra em questão que indica que o aparelho trabalha na média a rondar os 130dB. Mesmo assim os meus dados não foram considerados válidos e voltaram-me a despachar.
    Por desespero total, eu trabalho de noite e não consigo dormir de dia devido a esta situação, segui em frente com uma queixa a ASAE e uma denúncia da CM e na Junta de Freguesia. Ridículo O desespero de uns é a piada de outros, nem vale a pena dizer que nem CM nem JF deram a entender que iam tomar algum tipo de medidas. Resta-me a ASAE…
    Pergunto eu, para que existem leis destas se ninguem as respeita, nem ninguem as controla?
    Obrigado pela atenção,
    Sérgio B

  145. Tania Martins

    Boa noite eu moro na Portela de Carnaxide e venho me queixar do barulho da rua porque onde moro vivem muitos ciganos. Voces nao imaginam e barulho de noite e de dia eu e o meu marido trabalhamos e temos duas meninas pequenas ninguem consegue dormir. Ja fomos a CMO nao fazem nada e para a PSP ligamos nem ca veem!Eles fazem o que querem e festas,musica,andam a porrada,estragam os carros sei la isto e tudo deles ate altas horas da madrugada… Se alguem tiver uma soluçao!

  146. Nalini

    Acham k alguém neste país faz alguma coisa? já por varias vezes chamei a PSP por causa de obras à volta da minha casa no campo pequeno, sempre aos fins de semana e feriado. Os agentes vêm, às vezes, vão falar – o k dizem ñ sei!! – com algumas pessoas, em princípio responsáveis (??). Assim k iram as costas. o barulho recomeça! Quando o povo k paga os impostos não põe a moedinha no parquímetro. lá vêm eles logo a correr bloquear as rodas e fazer pagar s multas!!! Para para isto? NADA ! já escrevi à CML– NADA !

    Portugal está a saque!

  147. diana alves

    olá boa noite

    eu gostava de dizer só uma coisinha: nem tanto ao mar nem tanto á terra. concordo com a maior parte dos casos apresentados aki, de facto, há situaçaoes em que o barulho é demais, especialmente no periodo nocturno. no entanto, há pessoas k sofrem da doença de estar sempre a atacar os vizinhos, principalmente por causa do barulho e eu nem sei qual dos casos é pior. nao me considero uma pessoa barulhenta, faço o barulho normal que kk pessoa jovem faz, a minha irma é um bocado nervosa e faz um pouco mais de barulho, fala alto, distraidamente bate com a s portas e arrasta as cadeiras, mas há k ver k saimos de casa de manha e só voltamos á noite, por isso o periodo em que estamos em casa e a fazer barulho é mt pequeno. principalmente á noite, ninguem nos ouve. o k acontece é que eu sofro de depressao, o podia nao acontecer pois nao é relevante para o caso, e por vezes tenho horas de abulia, por isso nao suporto muito bem o silencio constante e tb adoro musica, pelo que resolvo a situaçao pondo cerca de 30 minutos de musica alta quase todos os dias, quase sempre de tarde para evitar chatear alguem. mas parece k há sempre alguem chateado. e eu pergunto: eles têm direito a 24 horas de silencio e eu nao tenho direito a 30 m de fazer alguma coisa k eu gosto? isso é justo? é isso k chamam de cidadania? as leis sao mt injustas, eu nao gosto do silencio deles e tenho de o aturar, eu nao gosto da musica k os outros ouvem mas nao reclamo nem por sombras pk defendo k eles estao no direito deles de ouvirem a sua musica na sua propria casa, se nós tb temos de a ouvir, desde k nao seja por mt horas seguidas, é algo k deveriamos tar dispostos a tolerar……mas nao….ninguem tolera nada, é preciso nao ter vergonha na cara, dpx ainda dizem k eu é k sou malcriada por por musica alta, e o pior é k a lei nao me defende, defende-os a eles…era suposto podermos viver há vontade nas nossas casas que é o unico espaço que abriga a nossa intimidade e nao estarmos sujeitos a viver como escravos da “cidadania”….a nossa sociedade é tao ditatorial como a arabe, se eu posso ser multada por por um bocadinho de musica por dia, kem me diz que nao vou ser condenada á morte por adultereo?…..

    desculpem s estou a ser chata, mas isto estava-me entalado…..barulho de mais faz mal….mas silencio de mais tb, já pra nao falar na hiprocia, na intolerancia, no abuso de poder….venenos, gente, sao venenos.

    • Nalini

      Sugestão: Uns “head phones”, auscultadores, bem alto, não? Assim não incomoda ninguem… pode ficar 24 horas a ouvir música no volume k quiser!

      Em Portugal ninguém multa ninguém… só os carros mal estacionados ou alguns incidentes na estrada. De resto, cada um faz o k quer. Não exagere… não vai ser condenada à morte por adultério neste país! Se assim fosse, haveria menos população em Portugal!

      O silêncio é de ouro! Nunca fez mal a ninguém! Compre uns bons auscultadores e nunca ficará a “ouvir” o silêncio k lhe custa tanto!

    • Carlos Santos

      Alguma coisa está realmente muito mal quando depois de um dia de trabalho, ou depois de uma semana de trabalho, ou simplesmente sem nenhum depois, uma pessoa não pode estar na sua própria casa em paz e sossego. E tudo porque uma menina está com um atraso mental (depressão) e foi-lhe medicado dar música aos vizinhos durante 30 minutos por dia.
      O teu problema, Diana, não é só um atraso mental. Todo o teu texto tresanda a psicopatia.
      Por favor, consulta outro médico.

    • gizm

      devs ter 15 anitos nao? ouve musica mais baixo ou com fones, tb ouço musica sempre q estou em casa e nunca ninguem se queixou. se o silencio te incomoda vai para um sitio onde nao haja silencio. se tas aborrecida em casa sai de casa. se tas deprimida desprime-te. tretas.

  148. Sandra

    Boa noite, venho pedir por-favor que me ajudem…
    Sou estudante, levanto-me cedíssimo todos os dias para ir para a faculdade e outros para estudar.
    Contudo, o meu vizinho do lado, liga a musica as 10h30 da manha e desliga-a as 22h (isto todos os dias, de segunda a domingo). Não há concentração possível, e já houve vezes que dormi com tampões nos ouvidos, pq no outro dia levantava-me as 6 e por vezes as 21h já estou deitada.

    Por-favor digam-me o que devo e posso fazer

    • Nalini

      Continue a dormir com tampões nos ouvidos, que é o eu faço HÁ ANOS !

    • gizm

      Como ja disseram antes, compra um aparelho e mede. se estiver dentro dos limites legais de ruido, está: paciência. coisas como essas equivalem a uma pessoa queixar-se de ouvir um helicoptero a passar perto (como me acaba de acontecer), ou de haver ruido na rua simplesmente pq é um dia da semana. se procuras silencio diurno a unica soluçao nao custosa é pedires a essa pessoa para te deixar estudar (pedido ao qual pode recusar aceder se estiver dentro da lei), ou, como todos os outros estudantes, ires para uma biblioteca. silencio garantido.
      quanto as horas a que te deitas, das 21 às 6, paciencia. dorme 8 horas ou menos como a maior parte dos estudantes. 22 às 6 é um horario de sono supostamente mais saudavel do que a partir das 21.

      eu acabo de ver o meu problema de barulho resolvido, obras a começarem as 10 da manhã ao fim de semana no res do chao, a literalmente abanar a estrutura toda do predio, em que cada martelada parecia partir e cada berbequim parecia furar o cranio. a policia demorou, mas foi prestavel assim que chegou.

  149. Não muito… legalmente está tudo nos conformes.
    Resta a opção da conversa calma e ponderada, explicando completamente a situação…
    Alternativamente, há a opção de forrar o tecto com um isolante sonoro.

    • Nalini

      O Clavis é uma pessoa muito ZEN com certeza, ou então não sei… As opções k dá: forrar tectos, pôr paredes/chão com material isolante, conversas educadas, calmas (com pessoas que, se tivessem ALGUMA educação e respeito precisassem de ser chamadas à atenção!) ou, no final, mudar de casa (se nada do k antecede resultar), como se fosse remédio santo mudar de casa: saía-se da caldeira para se cair no fogo! Lirismo puro! Até parece que toda a gente tem hipóteses de fazer essas obras. Eu, k consegui fazer alguma coisa, pouco ou nada resolveu!

  150. José

    Boas, digam lá de vossa justiça.

    Tenho 2 filhos e todo o santo dia ás 21h estão deitados e antes disto não andam em correrias por casa. Pois acordam ás 7h para estarem na escola.

    Um dia destes um deles fez anos, fui comunicar aos meus vizinhos debaixo que iria ter um casal com mais 2 filhos e pedir desculpa que iria haver barulho depois do normal. Apenas para constatar que isto aconteceu de sábado para domingo.

    Ás 22h30 minutos aparece-me a tal vizinha a pedir para pararmos com o barulho… tem toda a razão eu sei, mas para quem quebra a regra 3 ou 4 vezes por ano, não será também deselegante???

  151. MALUCO BELEZA

    Meus vizinhos parecem andar de cavalo dentro de casa. A´te altas horas da noite parecem estar andando de cavalo. O gente barulhenta. Pokotó, pokotó, pokotó.

  152. Elisa Fernandes

    Acordo todos os dias com o meu vizinho a assoar-se e a escarrar, é nojento, além disso durante o dia e principalmente às horas das refeições arrastam coisas que penso serem cadeiras.à noite quando vai dormir fala tão alto que me incomodam! Já fui falar com ele, mas o Sr. diz que não é da casa deles. Impossivel pois é paredes meias com o meu apartamento, será que posso apresentar queixa visto não ser um barulho constante ( 10 segundos agora, mais dez segundos daqui a 5 min…) mas diário?

  153. Daniel

    Vivo desde outubro no 2ºandar de um pédio q tem café no r/c e que se fartam de fazer barulho até por vezes 01h00 da manhã.
    Jogam as cartas e batem com as mãos nas mesas para mostrar q são jogadores a sério.Como devem imaginar,é muito incómodo para quem quer descançar depois de um dia de trabalho exautivo.
    Mas o maior problema é quando o café fecha a porta eles ficam a falar bem alto até por vezes 03h00 da manhã na porta do prédio.
    Será que a lei do silencio obriga as pessoas a saírem dali para fora depois do café fechar se chamar a policia???

    • jose rodrigues

      Companheiro tambem vivo com o mesmo problema com um café ao meu lado.
      Porque sera que uma pessoa como eu trabaho pago os meus impostos quando estou na minha casa não consigo ter descanso derivado a um incompetente que esta na camara municipal que da licenças para cafés .
      Por isso deviamos aranjar uma maneira de responsivelizar esses incompetentes.

  154. Roberto

    Prezados amigos

    Ao lado de minha casa foi inaugurado uma academia para estas pessoas que não trabalham, não tem o que fazer, estas velhas com tudo caído, estes moleques que tomam remédio pra cavalo e para umas mulheres que de tão feias parecem umas mortas vivas.

    Bem o meu caso é o seguinte: a academia começa seus trabalhos as 6:00 hs da manhã e encerram as 22:00 hs, porém após inumeras queixas que fiz a prefeitura e até chamar a polícia o barulho continua, o melhor jeito seria contratar um advogado e entrar com uma ação contra a prefeitura e contra o dono do estabelecimento ???
    Já que após tantas reclamações ninguém se importou com o meu problema ???

    abraços

  155. Raquel

    Boa noite, moro num r/c com o meu marido, para já somos 2 pessoas a viver no apartamento, e já não sei o k fazer relativamente á situação k vou relatar…são precisamente 1.50h da manhã e encontro-me na sala a ver tv pois não consigo dormir, visto k a minha vizinha resolveu fazer a limpeza domestica a partir das 22h, para além do barulho ensurdecedor do aspirador, ainda arrasta moveis, cadeiras, etc, para ajudar á festa, todos os dias esta senhora lava roupa várias vezes por noite, ou seja, não sei qto é k a senhora paga de electricidade…mas não deve ser pouco, mas com o barulho da maquina ainda posso eu bem…o problema é k a senhora para além da limpeza domestica nocturna, passa a vida aos gritos (ainda não sei mto bem com quem pk só a ouço a ela…), faz-me confusão, pk a senhora tem um bébe com meses…e não acho normal ás 22h começar a fazer a limpeza em casa e fazendo pausas para desculpem o termo “berrar” compulsivamente. Concluindo estou a pensar em falar com a administração do condominio antes de falar com a vizinha e como é obvio não quero criar problemas com ninguem, mas esta situação é saturante pk para além de trabalhar das 9h ás 18h, ainda tenho um part time e tenho mto pouco tempo para descansar, já para não falar k o meu marido trabalha por turnos de 12h cada um. O k eu gostaria de ser esclarecida é se adianta falar com administração do condominio primeiro e depois falar com a vizinha…pk não aguentamos mais esta situação…a senhora tem 2 crianças um bébe com meses e uma menina com + ou – 7 anos e por incrivel k pareça nunca ouvi o bébe chorar (k até é compreensivel) e a menina é mto raro ouvi-la pois pelo k me parece fica em casa da avó durante a semana…estou a pensar amanhã ter uma conversa com a dita senhora…mas se me aconselharem aguardo até á proxima vez k isto acontecer e chamo a policia, gostava do vosso conselho/opinião, pois nós somos pessoas até bastante calmas e pacificas, não incomodamos ninguém, andamos descalços em casa e ate evitamos jantares sociais cá em casa por causa do barulho….Obrigada e vou tentar dormir, boa noite!

  156. a vizinha de cima devia ter vindo das cavernas,arrasta violentamemte e econtinuamente cadeiras,caixotes,atira com objectos ao chão,faz sexo aos gritos e gemidos que varias pessoas ouvem,chamei-a atenção ai começaram as represalias,começou com uma violencia a bater com coisas que tive que chamar as autoridades,essa vagabunda passou dos limites,não trabalha,deve receber o rendimento minimo,agora decidiu atirar com berlindes e a partir das 11h da noite ate a 1h da manhã abre fecha e bate com aporta do armário de correr,diabolica,reduziu me a 43kg merecia prisão

  157. Afi

    Vinha aqui falar de obras ao sábado em estaleiros mas depois de ler alguns dos casos aqui apresentados fiquei até envergonhado do meu problema.
    Só me ocorre pensar que isto do ruído é um inferno. É incrível a malvadeza que vai em algumas cabeças. Só posso sugerir que saiam dos sítios onde vivem e aluguem uma casa em vez de comprar. Assim se não gostarem do novo local terão mais facilidade em mudarem-se de novo. Boa sorte a todos os bem intencionados.

  158. riacardo

    Moro no rés do chão, numa zona bastante urbana, logo com imenso transito, como a minha casa é um loft, a zonda od durmo é muito perto da rua, as janelas são altas. Gostaria de saber se existe alguma forma de isolar as chanelas com algum material ou aparelho que não permite tanta entrada do som.

    aguardo resposta

  159. Gaspar

    Ora bem, tenho estado aqui entretido a ler todos os posts e agora vou colocar o meu, e agradecia que me dessem a vossa opinião com o que devo fazer a seguir.
    O meu problema já tem dois anos, e são as minhas vizinhas de cima, que são estudantes universitárias. Ora já se está mesmo a ver qual é o cenário não é? São as jantaradas, as coboiadas, as festas, o ensaiar das musicas para o desfile do caloiro, etc… De manhã até se portam bem, pudera, as noites são muito compridas e o pessoal tem de dormir né… Ora, a primeira vez que falei com elas foi numa noite em que já estava deitado e eram para aí 1h, porque estavam a ensaiar umas musicas. Quando as confrontei, a resposta que me deram foi que “estamos em praxe”, mas o praxado estava a ser eu, a minha mulher e o meu filho, que tinha dois anos, mas lá pararam. Outra vez, depois de uma noite de algazarra, e à hora de almoço do dia seguinte a minha mulher avisou-as no elevador novamente por causa do barulho. Outra vez, eu como trabalho por turnos e estava a sair à meia-noite, a minha mulher ligou-me, estava eu a chegar a casa e eram para aí 0:45h por causa do barulho, e eu ia outra vez bater-lhes à porta, não fosse elas irem a sair do prédio para a noitada bêbedas que nem um cacho, de garrafas na mão e tudo, e nesta noite contei eu a sair de lá 14. Como vi o estado em que elas estavam, deixei um bilhete na porta com mais um aviso no qual disse que era o último, porque da próxima vinha a policia. Ora bem como a vergonha é pouca, e passado mais um tempo houve mais uma jantarada, com ” …e se o fulano é amigo cá da malta, tem de beber este copo até ao fim…”, esperei pelas 22h, pelas 23h e quando eram 0h, toca de ligar para a PSP e ao contrário de muitos, não tenho razão de queixa, eles lá. É claro que a festa acabou. Agora à coisa de 15 dias, houve outra festa igual, mas as festas acabam sempre depois das 0h, e com a agravante desta, nem o meu filho que agora tem quase 4 anos conseguir dormir e queixar-se com o barulho. Ainda não lhes disse nada desta vez, porque não quero ser “rotulado” de comichoso e embirrante, e por isso é que queria um conselho, uma opinião, de se fosse convosco o que é que faziam a seguir. O problema é que nós enquanto trabalhadores, necessitamos de descanso enquanto estas gerações de estudantes querem é festas, bebedeiras, e estão-se marinbando para todo o resto.

  160. Nalini

    Li a queixa do Gaspar… é a geração rasca… que nos deixa à rasca!Passam o tempo a praxar.. mas estudar que é bom, nada… Alguns têm bolsas de estudo!!! Fui professora universitária e o que via era os alunos a passar o tempo todo “mascarados” de estudantes, capa, batina.. Mas não têm dinheiro para as propinas! Aulas? NADA ! O povo é que paga a educação dessa gente que gasta + numa noite numa discoteca do que num semestre de propina!

    Quem faz caso do barulho? Quando me queixei do barulho do restaurante na cave do meu prédio k faz obras ao domingo, pk é o único dia k está fechado, veio cá o agente… Foi-se embora, as obras continuaram! Na semana passada recebi uma carta do Comando da Polícia para esses assuntos a comunicar que não se tinha verificado qualquer violação à Lei e que iam arquivar o processo! GRANDE LEI ! GRANDE PAÍS !

  161. altamiro galvao filho

    gostaria de saber qual e a lei que proibe obra no horario de expediente no horario comercial das 8 as18h p´construtoras posso processar o responsavel p obra com danos morais e atrapalhando no horario comercial quebra quebra e poeira no escritorio no expediente comerçial

  162. Nuno T

    Caros amigos, e obvio kem vem aki precisa de algo, eu tambem.!

    Moro num predio onde ao lado tem uma sociedade recreativa…….ora bem, kuando se lembram de fazer bailes, pedem (a respectiva) licença, onde permite fazer ruido…..ms o k esta mal, ate mesmo incompleto, (PARA KEM TENHA 5 DEDOS DE TESTA) e k se pode fazer ruido sim, mas ate k nivel ?
    ate k patamar ?

    Kual o maximo d decibeis ?
    Pois as paredes estremecem todas, as janelas, os kuadros, e tudo kuanto faz parte o predrio, e não estamos a falar de 1 predio velho!!!

    E muito triste ter um filho em casa, e nao conseguir dormir as 2 da manha, a chorar e perguntar-m o k eu cm PAI poderia fazer…..e triste pork a pessoa k passou a dita licença, não mora aki mesmo ao lado,,,,,e triste um homem ficar sem tomates, kuando os tem no sitio,,,,,e nada poder fazer,,,nem a policia (GNR) apesar de estarem sensabilizados a tal….pois a lei a k temos…..
    com tantas petições, sera k não esta na altura de fazerem uma pr ke haja uma empresa, credencianda a vir, medir os decibeis? ou mesm a policia cm tais aparelhos? Afinal como medem o ruido dos carros, e das motas?!!?!?!
    Tenho muito orgulho em ser portugues…..mas cada vez mais vergonha de kem gere e faz leis……sinto muito.
    se existe alguem, k saiba a solução a isto……estou disponivel……pois hoje vai haver festa outra vez, aki ao lado……Sou conductor profissional…..preciso descançar, vou trabalhar amanha tambem…..ou sera k so ligam, se algo acontecer de grave, com um autocarro…..podem ser voces…..
    Caso keiram testemunhar, o sucedido de hoje….venham a venda do pinheiro…..

    Um bem haja a todos, k exigem respeito e gostam de respeitar.

    • Camara Municipal: no seu caso o foco ‘e claro: deve chatear a sua Camara. Mande mails com anexos com o som que grava nas festas, mande cartas, fax va pessoalmente, aparece nas assembleias municipais e no gabinete do presidente, organize uma comissao de moradores e um abaixo assinado. Torne esse coletividade impopular um espinho nas costas dessa camara e vera como o problema se resolve.

  163. Frederic

    são todos uns cornetas… acho bem que se possa fazer o que se quer em nossas casas…(musica, etc…) claro dentro do horario que é permitido… o resto é treta, quem nao está contente que se ponha

    • Um dia estaras em casa, com uma ressaca e de enxaqueca ou teras um bebe recem-nascido ou simplesmente estaras totalmente estafado do trabalho e queres dormir e nao vais conseguir porque um vizinho fez na sua casa “o que se quer fazer”
      E ai tornamos a falar.

    • sandryo

      moro no rio grande do sul e moro em uma cidade pequena minha casa fica na entrada da cidade, recentemente comprei um som o sh 2000 mais quase nunca consigo desfrutar do aparelho pois sempre aparece um visinho pedindo pra baixar raramente coloquei ele no volume maximo por causa dos visinhos outro dia mesmo deixei o aparelho ligado no volume 10 tocando musica ai tranquei toda a casa e fui a um bar na cidade isso era umas 9 e 30 da noite ai voltei umas 2 da madrugada e algum visinho desligou a caxinha da luz de minha casa, acho um absurdo pois estava no volume 10 apenas nem dava para ouvir da rua e os visinhos que reclamam do meu som moram do outro lado da rua na minha rua nenhum nunca reclamou so os que moram do outro lado hoje mesmo eram 4 da tarde eu estava ouvindo meu som no volume 29 quase no maximo mais era dia e 4 da tarde ai do outro lado da rua mora um policial ai a mulher dele veio aki em casa meio brava e disse que se eu nao começasse a escutar esse meu som baixinho ela ia ligar pra policia e registrar uma queixa no forum, e ela disse que se ela chamasse a policia pelo incomodo do som que a policia levaria meu som apreendido, eu nao entendo muito de leis porisso gostaria que se alguem sabe me dissesse se isso é possivel se algum vizinho reclamar do barulho do som alto se a policia vir eles levam o aparelho ou eles pedem para baixar ou coisa e talz, tambem gostaria de saber se tem algum tipo de licença que eu possa tirar para poder ouvir meu som em um determinado periodo do dia a um determinado volume tambem , pois aki assim nao da nenhuma hora do dia posso ouvir musica alta.aguardo resposta abraço a todos.

  164. Carlos Corneta

    Frederic: a tua liberdade acaba onde começa a minha, entendes corneta ?

  165. Paulo

    Moro num primeiro andar e por baixo tem um Café. Quando me mudei para aqui, o senhorio assegurou-me que eles fechavam cedo, mas tem alturas em que eles fecham os estores e ficam lá, apenas 1 a 3 indivíduos, a conversarem muito alto e por vezes já bêbados, até depois da meia-noite. À noite, qualquer ruído fica exagerado e ainda por cima, tenho uma audição apuradissima. Já pensei em mudar de novo, mas ainda estou aqui há apenas um ano, e mudanças ficam caras e trabalhosas. O que será que posso fazer?
    Pelo que li nos comentários anteriores, há muita gente a queixar-se de situações semelhantes, e lamento que haja tanta falta de civismo. Às vezes apetece-me ir para o estrangeiro e nunca mais pôr cá os pés. A maioria das vezes, as pessoas fazem aos outros aquilo que não gostam que lhes façam. Eu sei que não sou perfeito, mas esforço-me para ser cada vez melhor.

    • Ha muitos casos desses… E ja conheci alguns pessoalmente.
      A camara passa-lhes um alvara e pode revoga-lo se nao cumprirem os horarios… Essa ‘e talvez a abordagem mais correta: enviar uma queixa formal, com fotografias e datas e horas ‘a camara com carta registada.

  166. Boa tarde a todos!!
    Ainda hoje ocorreu-me uma situação bem tensa em que como de costume a minha vizinha põe música alta desde que acorda até se deitar (suponho eu). Eu chego a sentir o meu chao a tremer, sou obrigada a aumentar o volume da televisao para o nível 60…e tenho uma criança de 3 anos, e eu com a agravante de estar com uma gravidez de alto risco devido a crises de ansiedade e etc…ou seja, deveria “relaxar” em minha casa mas n me é possível devido a esta vizinha.
    Hoje não suportei o ruído e telefonei p PSP, que além de dizer quem fez a queixa fez com a vizinha enfurecida me viesse bater à porta, falou mal comigo, à frente da minha filha maltramou-me e disse-me p ir viver p um sítio “chique”…(se pudesse nem tinha havido esta discussao!!!!)
    Conclusao: enervei-me, “passei-me” pk n aguentei ser insultada e maltratada e se n fossem o meu marido agarrar-me (que estava dormir por trabalhar à noite) e outra vizinha agarrar a dita cuja tinha ocorrido uma “pega”!!!!!!!!
    Agora pergunto, que posso eu fazer na minha situação? já que a Srª em questao afirmou continuar com o ruído…

    • E nao ha mais vizinhos incomodados? Tenho a certeza de que sim: porque nao lhes pedir para telefonarem para a policia em dias alternados? E ja ponderou apresentar na PSP uma queixa contra essa senhora por calunias e injurias?…

    • Rodolfio

      Umas obras em casa (de preferência que usem berbequim) e duas semanas de férias :D

  167. cris

    Bem eu tenho uma banda de hip hop mas ensaiamos bastante baixo até e nunca depois das 22horas o problema é que moro por cima de uma vizinha que ninguém gosta e mesmo a sala de ensaios sendo bastante retirada ela já chamou a policia 2 vezes!!!!!! no qual uma delas era 19h30m !!!!!! como é possível se eles nem barulho ouviram??? como posso provar que não faço assim tanto barulho e só esta velha caduca é que faz queixa????? obrigado a todos

  168. Sinceramente já pensei fazer queixa, mas pelo que a PSP me disse essa pessoa seria notificada e daí iria para tribunal. O meu medo são as represálias…e aqui ninguém do prédio está interessado em nada, só para ter uma noção, não temmos luz no prédio, eu 2 vizinhos que moramos nos últimos andares colocamos lâmpadas do nosso bolso, isto pk temos crianças, e inclusive eu ando com uma mini lanterna na mala para subir até ao meu patamar que tem luz graças a mim…
    Mas voltando ao assunto anterior, essa Srª foi ter com o meu marido e disse que me iria processar,irónico!!!!
    Mas como sei que tenho até 6 meses para apresentar queixa, ficarei a aguardar mais “cenas dos próximos capítulos”…pois sei que quem apresenta queixa tem que pagar as custas no tribunal, infelizmente é assim…

  169. Boa tarde, gostaria de saber se utilizando um decibelímetro para medir os dbs registados pela fonte de emissão sonora provando que estes estão acima dos valores permitidos por lei, e com a queixa conjunta de vários inquílinos comprovando o mesmo, no que resultaria para o indivíduo que está a agir em má fé e que no fim se encontra a não respeitar uma lei.

  170. Rodolfio

    A melhor maneira de retribuir o que vos chateia com barulho é quando ele estiver a dormir pegam num palito e cravam-no na campainha dessa pessoa. Deixam um despertador ligado em casa, de preferência uma aparelhagem com música bem alto. Chamem os amigos e dêem vocês uma festa em casa. Invertam o papel.

    • Rodolfio

      Hoje acordei com tiros e bombas. Eram só martelos e berbequins às 8:30. Mas o ruído ultrapassa de certeza os 55 dB, estava a pensar nuns 110 dB. O que vale é que passado uma hora são agora 9:35 e já pararam. Ainda pensem que fossem abrir a parede do meu quarto para falarem comigo.

    • Ah, pois. Mas a tecnica arrisca-se a redundar em violencia… A opcao do olho por olho, dente por dente, nao deve nunca ser liminarmente descartada, mas usa-la como primeira resposta? Nao creio.

  171. fada do bosque

    CHIIIÇA!!! Ainda eu dizia mal da minha vida, com o barulho dos pássaros na Primavera e Verão e dos cães a ladrar, que são cinco!!! Bolas… 8O
    É bom viver isolada, pelo que vejo. 8O

  172. fada do bosque

    Ainda assim comprei tampões para os ouvidos… durmo que nem um trepo! ;)

  173. Renato Rodrigues da Silva

    O Brasil, neste quesito, é um verdadeiro descalabro. Ninguém respeita nada, e se vc reclama, é taxado de chato, velho, intolerante e caturra – de cara, vc perde toda a razão neste país de batucadas. Em São Vicente, onde moro, em pleno bairro residencial, deixaram instalar um casa de shows que provoca até rachaduras pelo volume do som. Quem mora perto já fez até abaixo-assinado, e nada. Os frequentadores estacionam até os carros na frente das garagens, e as autoridades, “e$tranhamente”, nada fazem.

    Tenho um pensamento muito peculiar sobre poluição sonora. Um fumante não tem o direito de jogar o residuo de sua poluição sobre mim, pois irá me fazer mal. O mesmo deveria se aplicar a quem gera poluição sonora. Coloquem um fone de ouvido e ESTOUREM SEUS TÌMPANOS, MAS NÃO ENCHAM O MEU SACO, CACETE !!! Não sou obrigado a ouvir e a gostar do lixo que vcs gostam.

    • Mas e a Camara municipal que passou essa autorizacao/alvara (nao sei como se diz ai): nao se lhe pode apresentar uma queixa formal e escrita?

      • Renato Rodrigues da Silva

        Vc não conhece o Bra$il…

        • Pois ai esta algo que tem que ser mudado: o meu conhecimento do Brasil e a responsabilidade civica dos municipios brasileiros!

        • Nalini

          Infelizmente eu sei! Estive uns tempos em Salvador… Era todos os DIAS, a todas as horas, o pagode rolando solto! E não só em Salvador.. Andei muito chão no Brasil e era assim em todo o lado! Piauí, Maranhão, Tocantins… tudo igual! Então tive k me render e comprar um leitor de MP3. Pelo menos ouço a MINHA MUSICA!

  174. Viriato

    Uma proposta (para quem queira ou possa):
    Se é alvo habitual de muito ruído, em particular à noite, pondere adquirir um medidor de som (encontrei à venda na Internet desde €49). Quando o tiver, e fôr alvo de ruído, meça-o. Se ultrapassar os valores legais, chame as autoridades e meça de novo, fotografe a medição com uma câmera digital, e peça para os agentes tomarem medidas, indicando que vai de seguida à Esquadra/Posto apresentar a queixa, ali entregando de imediato (terá de a imprimir logo, para ninguém poder falar em adulteração) a foto comprovativa tirada na presença dos elementos policiais. Deste modo, a queixa terá de ter seguimento, e haverá provas, e não apenas uma opinião dos agentes que se deslocaram ao local.

    • Nalini

      Chamar as autoridades? Para quê? não fazem RIGOROSAMENTE NADA ! Eu sei, já fiz e de nada adiantou! O “barulhento” ainda ficou a rir-se na minha cara, e o agente da DITA autoridade (?) foi-se embora, se calhar como bolso + ‘pesado? “

  175. ora bem! bom conselho!

  176. Paula

    Olá Clavis moro em Belém do pará em frente a uma sede que fazem festas todos os finais de semana….o barrulho é terrível.gostaria de saber como ou a quem recorrer.peço-lhe encarecidamente ajuda pois já acionei a polícia eles veêm, aí o dono da festa abaixa o volume só até eles virarem as costas.como devo proceder?

  177. mousanimar cunha rodrigues

    Moro proximo a uma igreja batista betel em paranagua, nao tenho mais o prazer de ssistir um noticiario uma novela, mesmo com todas as portas e janelas fechadas. De segunda a segunda feriados , dia ,noite e madrugada algumas vezes . Agora eles nao praticam mais o culto dentro da igreja mas sim em uma tenda montada do lado de fora . Ja nao sei mais o que fazer a policia militar quando acionada nao vem. Eles pulam , gritam gemem como bichos rolam no chao, a aparelhagem de som é enlouquecedora . Para completar nesta noite estao tocando cornetas como loucos. Preciso de ajuda.

    • Que historia horrorosa… Nem sei o que dizer. Perante tal cenario (falar com fanaticos ‘e inutil) so me resta mesmo recomendar sair da zona…

  178. Paula Cristina

    Olá boa noite. Diga-me uma coisa. moro num 1º andar com vizinhos por cima claro e já por duas vezes que me vem bater á porta por volta das 20h pq eu e a minha filha estamos a gritar alto. Eu explico: tenho uma adolescente de 18 anos e devez em quando lá existe uma descução entre mim e ela pq já se sabe como são os adolescentes com os problemas e manias deles. Por acaso as duaz vezes foi por volta das 8h. Agora eu pergunto, não posso ter uma descução familiar devez em quando pq os vezinhos dizem que não posso fazer barulho a essa hora? Que eu saiba até ás 10h da noite posso fazer o barulho em casa que ninguem tem nada a ver com isso? Ou estarei enganada? As descuções nem são frequentes, são esporádicas, nós nem somos de fazer muito barulho. Já tive vezinhos muito mais barulhentos, que á meia noite discutiam violentamente com porrada á mistura, arrastavam moveis, gritavam quando faziam amor, e eu nunca lá fui bater á porta. Por isso a minha pergunta é simples, podem os vezinhos virem avisar-me e dizerem que da proxima vez chamam a policia por causa de uma discução mais acalorada ás 8h da noite? Posso ou não fazer o barulho que eu quizer até ás 10h da noite?

    • A situacao ‘e normal e comum (certamente)… Eu levaria a questao ‘a policia, antes mesmo de eles a contactarem e procuraria saber o que pensam. Assim, se eles (policia) forem chamados ‘a sua casa ja sabem que esta bem intencionada e nao tenderao a sobrevalorizar a queixa dos seus vizinhos.

  179. Last_Chance

    Olá a todos… A questão é a seguinte, vivo ao lado de um prédio onde desde Setembro estão em obras, ou seja, todos os dias ouvimos barulhos muitissimo altos, desde o k parecem martelos pneumaticos a partir chão, a marteladas constantes, etc. O problema é que trabalho por turnos em 1 hospital e obviamente faço o turno da noite, ou seja, entro à meia noite e saiu às 8 da manha. Como devem imaginar, não durmo, depois tenho k entrar novamente à meia noite e não há cabeça que aguente… Não existirá nenhum ponto a favor dos casos como o meu? é que já pedimos para fazerem menos barulho de manha, mas parece k foi pior… ate a vizinha que teve um bebe o mes passado não consegue ter descanso com a menina… O.O

  180. bruno_lopes_costa

    Incrivel como as pessoas so olham para o seu humbigo,reclam que os bares estao perto de casa, mas sabe bem sair de casa as 4 da manha e ter onde comprar tabaco, reclamam pelo baruho mas quando teem um primo que tem um bar ja teem orgulho em levar as mulheres la e se proclamam primos do dono como se fossem muito importantes. enfim um leque de sinicos e situaçoes sinicas de gente que so olha o seu trazeiro. e os donos dos bares? os empregados? nao teem direito a sustento? os jovens nao teem direito a se divertirem? olha se os jovens reivindicassemuma lei contra o cheiro dos velhos que por vezes vem no elevador ou estao no cafe e se torna insuportavel?? por amor de deus tenham juizo, aceitem a nova geraçao para que a nova geraçao os respeite. casas de alterne ja nao fazem barulho? essas repletas de prostitutas e homens que gastam o dinheiro de dar de comer aos filhos nessas casas ja nao os preocupa? ai ja sabem ir porque nao faz barulho?????? sinceramente acho que nao vi aqui um comentario de humanos, pois o ser humano olha o proximo.coisa que aqui nao se leu. bruno alexandre costa. queluz portugal

  181. LA

    Quero tocar saxofone na rua durante o dia.

    Alguém com conhecimento sobre esse assunto pode explicar-me se é necessário ter uma autorização, licenciamento, para tocar na rua?

    • é perguntar na Camara Municipal… Penso que essas questoes estao cobertas por regulamentos municipais, diferentes de municipio para municipio.

  182. Mónica

    Bom dia. Vim morar para um apartamento no dia 27 de Janeiro 2013, era um domingo. Tudo muito silencioso, calmo, até a quarta feira chegar… vim do trabalho as 18h e mal entrei no predio ouvi a musica alta do meu visinho do lado esquerdo.Tudo bem, pensei eu… até chegar as 21h e a musica e gargalhadas continuarem… começei a ficar um pouco chatiada, mas como eu era nova no predio não queria estar já a arranjar atritos. Nisto passa a meia noite, a 1h da manha, as 2h, … até que não aguentei mais, vesti o robe e fui bater-lhes a porta. Bati, bati e nada, a musica tava tao alta que nem me ouviram, toquei na campainha e passado uns 30 segundos um senhor brasileiro abre a porta e fica a olhar pra mim muito serio! eu dixe: “boa noite! Peço desculpa por o incomodar mas sao 2h20 da manha e eu tenho de me levantar as 6h45, com este barulho todo eu não consigo dormir…” ele respondeu “valeu”. Fexou a porta e baixou um pouco a musica. continuava a ouvir mas ja dava para adormeçer. A partir desse dia não fizeram maios barulho depois das 22h.
    Mas,… há sempre um mas… por vezes de semana das 9h as 12h e todo o santo sabado, das 9h as 19h há musica altissima. sem falhar!! parece que tenho a musica a tocar mesmo dentro da minha casa! incrivel! fico com uma dor de cabeça horrivel. o mais estranho é que não vejo ninguem reclamar, nem a visinha de baixo, que até tem crianças,nem a da direita… não quero ser rude com eles, mas é de ficar irritada.
    O meu marido trabalha por turnos, e quando faz noites chega a casa as 7h e precisa de descansar. O que por vezes é muito dificil.

    Não sei se há alguma lei para este tipo de situação que eu possa dizer a visinha para ela perceber que não pode ou não deve perturbar assim os vinhos, mas provavelmente teremos de mudar de casa… pena porque este apartamento é muito acolhedor e barato. Enfim…

    • Nalini

      Neste país sem rei nem roque, ninguém respeita ninguém infelizmente! E não adianta fazer queixa a quem de direito porque nada se faz! Eu continuo a ter que aguentar o barulho do cão do vizinho (parece que a ninguém mais o bicho incomoda, ou têm todos o … quer dizer A CAUDA presa. Continuo a aguentar o mau cheiro do restaurante na cave – peixe grelhado e quintal ocupado, bem como todos os espaços comuns, pelo restaurante que faz deles seu armazém! Nem a Câmara nem a ASAE (por causa da porcaria que por lá anda) nada fizeram. A porta de serviço, onde estão os caixotes, dá vómitos! O mais ‘engraçado’ é que as autoridades escrevem a dizer que não há motivos de queixa! Pois claro! Porque será? Neste país onde tudo se compra…

    • Haver lei, há… pode sempre fazer um telefonema para a esquadra local e pedir que venham falar com o seu vizinho. Por outro lado, se ele está numa casa alugada (como parece), contate o senhoria (via condominio) e reporte-lhe a situação. Ou fale com o seu proprio senhorio (se nao for o mesmo) e explique-lhe que se ele nao resolver o assunto, muda de casa.
      Ha sempre, contudo, o risco de o seu vizinho turbulento se virar contra si… é tudo uma questão de risco calculado.

  183. alex.

    Ola a todos.
    fui morar para um apartamento já há 3 anos que lá estou e nunca tive problemas até que o apartamento acima do meu foi comprado por um casal jovem, ele é musico e ela dança num conjunto e fizeram do apartamento um sitio para treinar ele a tocar e ela a dançar, o som do piano já irrita e ela ao saltos começa quas todos os dias por volta das 9.30 da manha eu trabalho á tarde e noite chego quas sempre a casa por volta das 3 da manha a minha pergunta é eles podem mesmo sendo de dia tocar o dito piano não tenho noção de quantos decibei são mas o som é mesmo bastante alto. obrigado.

  184. jose cabral

    tenho um filho de tres dias e o predio ao lado usa a serra eletrica o dia inteiro

  185. Thanks a bunch for sharing this with all of us you actually recognize what you’re speaking approximately!
    Bookmarked. Kindly also visit my web site =).

    We can have a hyperlink trade agreement between us

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com. The Adventure Journal Theme.

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa.org

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

DIGITAL DEMOCRACY AND NOMOCRACY (THE RULE OF LAW)

Peaceful digital democratic evolution! Practical philosophical thoughts in light English! Is digital democratic communism possible?

looking beyond borders

Looking at foreign policy differently

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

A Educação do meu Umbigo

Gaveta aberta de textos e memórias a pretexto da Educação que vamos tendo. Este blogue discorda ortograficamente. Contacto: guinote@gmail.com

Promocão e difusão da língua portuguesa

Blogvisão

"Qualidade de informação para qualidade de opinião!"

geoeconomia

Just another WordPress.com site

Egídio G. Vaz Raposo

Media Scholar | Communication Consultant | Trainer

Mudar as coisas...

vivemos no presente, e é nele que devemos mudar. mudarmo-nos é condição necessária para mudar as coisas…

Um Jardim no Deserto

Um minúsculo oásis no imenso deserto físico, mental e espiritual em que se está a transformar Portugal

Extraterrestres ARQUIVO

Seja bem vindo ao Site Extraterrestres Arquivo - Volte Sempre

Muralha Verde SCP

Em prol da defesa e do ataque do Sporting!

Pitacos De Um Torcedor Corinthiano

Louco por ti Corinthians!

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 4.864 outros seguidores

%d bloggers like this: