Portugal e os jipes Hummer (HMMWV)

Confesso que fiquei admirado quando recentemente descobri que Portugal operava aqueles excelentes, mas caros, jipes americanos Hummers… Ao que parece o batalhão de comandos que temos estacionado no Afeganistão, na turbulenta Kandahar tem alguns que foram emprestados pela Espanha.

Os HMMWV foi actualizados pela instalação de kits de blindagem adicional, com um custo estimado em cerca de 2 milhões de euros, já que os veículos adquiridos não estavam blindados.

Estes não são os primeiros Hummers operados pelo Exército Português… Em 2000 foram comprados 24 jipes idênticos, do modelo M1025A2, o qual já incluía a blindagem básica e um kit anti-mina instalado de raíz. Estes 20 Hummers teriam sido adquiridos a pensar na sua eventual oferta ao exército timorense. Mas a transferência parece ter sido abortada, já que estes veículos servem actualmente na nossa missão no Kosovo com o 2º Batalhão de Infantaria Mecanizado – BrigMec.

Fontes:
Público
DefesaNet

About these ads
Categories: DefenseNewsPt, O Código da Vinci, Portugal | 21 Comentários

Navegação de artigos

21 pensamentos em “Portugal e os jipes Hummer (HMMWV)

  1. Golani

    “Portugal operava aqueles excelentes, mas caros, jipes americanos Hummers”

    “excelentes” não é consensual

    os americanos blindaram os Hummers como solução de recurso de curto prazo mas as sua falhas e limitações são evidentes pelo que um substituto já está a ser delineado e vários modelos estão a ser introduzidos

    países como a Alemanha, no Afeganistão, não usam o Hummer usam o Dingo

    a compra de hummer por Portugal, na minha opinião, foi um erro

    foram, comprados para levar para Timor na missão da UN, mas depressa se aperceberam da asneira: o veiculo é demasiado largo para circular nas estradas e trilhos em Timor e tinha problemas em atravessar até pequenos riachos de água (era a verão para o deserto)
    pelo que foram enviados de volta para Portugal

    creio que o preço, por unidade, ficou em cerca de 100.000 euros

    Quando enviamos as tropas para o Afeganistão decidiu-se blindar alguns dos hummers, e foram enviados para Israel ( blindagem, e contra medidas electrónicas, jammers para os IED) creio que deve ter ficado por mais uns 400.000 euros por unidade

    nos primeiros meses usaram o URO, um modelo espanhol do Hummer. produzido na Galiza, enquanto os hummers não chegavam de Israel

    O hummer não foi desenvolvido de raiz para ser um veiculo blindado, pelo que a blindagem é sempre uma solução de recurso que vai criar sempre problemas: o aumento de peso da blindagem tem consequências negativas a nível de suspensões, transmissão, velocidade e rapidez, manobralidade etc

    no entanto um dos aspectos mais negativos resulta do seu design, tipo caixa de sapatos, a “barriga” do veiculo é lisa e demasiado perto do solo

    em situações de patrulha, como no Iraque e Afeganistão, em que os veículos de patrulha são atacados por IED na berma, minas no solo… chegou-se à conclusão que os veiculo de patrulha além de blindagem de raiz devem ter contra medidas electrónicas e o design deve ser elevado, afastado solo e a barriga do veiculo com formato em V para deflectir o impacto das explosões
    (os sul africanos foram pioneiros)

    o soldado comando que faleceu no Afeganistão foi vitima do mau design do hummer: a blindagem resistiu à explosão mas a energia do impacto foi absorvida na totalidade pelo superfície do veiculo…o soldado comando foi violentamente atirado contra o tecto da viatura e faleceu em consequência do impacto no tecto

  2. Get_It

    Uma pequena nota: algumas unidades de artilharia no continente utilizam uma versão de transporte e de comando do Humvee não blindada.

  3. Nito

    Acho que poderiam ter outras escolhas, mas enfim…como temos de agradar aos amigos americanos..

  4. Golani

    “mas enfim…como temos de agradar aos amigos americanos..”

    só se for na tua cabeça

    foi incompetência de quem os mandou comprar

    o q tem a ver com os americanos !?
    achas que o Bush andou a telefonar aos nosso generais para pressioná-los a comprar 25 jeeps !?

    pior ainda são os F16 que foram comprados, na altura do Guterres, e continuam armazenados em caixotes ( são 8 a 12 aparelhos)

    se as pessoas se olhassem mais vezes ao espelho em vez de andar a sempre mandar a culpa para terceiros (os americanos acabam por ter sempre as costas largas)

  5. Se a ideia era transportar tropas em patrulhas ligeiras comprassem um apc ligeiro, não um veiculo de ordenança a que colaram umas chapas blindadas e umas caçadeiras. Não sei se “excelente” è um adjectivo apropriado para os hummers.

  6. Golani:
    “excelentes” não é consensual
    -> Sim, sei que anda por aí muita contestação quanto à excelência destes jipes… mesmo no seio das forças armadas dos EUA que culpam os jipes das baixas que têm sofrido no Iraque e que acusam a liderança política por não empregar aqui mais blindados ligeiros e menos jipes… mas a atentar ao que aconteceu com os espanhóis no Líbano… É que os espanhóis seguiam num blindado, não num jipe, mas nem isso os livrou de sofrerem tão pesadas baixas…

    “os americanos blindaram os Hummers como solução de recurso de curto prazo mas as sua falhas e limitações são evidentes pelo que um substituto já está a ser delineado e vários modelos estão a ser introduzidos”
    -> Julgo que enquanto jipe “puro” é um excelente veículo: robusto e capaz de operar bem em todos os climas, mas é claramente demasiado frágil para um cenário de guerra como o iraquiano… Bom como veículo de comando, recon, ligação, sobreutilizado como veículo de ataque e escolta.

    “a compra de hummer por Portugal, na minha opinião, foi um erro”
    -> De acordo.

    “foram, comprados para levar para Timor na missão da UN, mas depressa se aperceberam da asneira: o veiculo é demasiado largo para circular nas estradas e trilhos em Timor e tinha problemas em atravessar até pequenos riachos de água (era a verão para o deserto)
    pelo que foram enviados de volta para Portugal”
    -> A questão da impermeabilização de que já tinha lido algures… então foi por isso que acabaram por não seguir para Timor… Sabia que a razão andara por aí, mas não tinha ainda apanhado o detalhe.

    “creio que o preço, por unidade, ficou em cerca de 100.000 euros
    Quando enviamos as tropas para o Afeganistão decidiu-se blindar alguns dos hummers, e foram enviados para Israel ( blindagem, e contra medidas electrónicas, jammers para os IED) creio que deve ter ficado por mais uns 400.000 euros por unidade”
    > Mais valia uma BMP2 ou uns Bradley… Suspeito que não teriam ficado muito longe dessa verba fabulástica e bem típica da má gestão lusa…

  7. Nito e Golani: Curiosamente não encontrei ainda nenhuma fonte que justificasse a compra deste jipe e não a de outro modelo qualquer… ou mesmo de um blindado ligeiro em sua substituição… Será parte das contrapartidas das Lajes (creio que não)… Estranho… e eu não descartaria a hipótese da existência de pressões, bem pelo contrário… Os EUA sabem aplicá-la quando entende e 20 jipes são significativos, especialmente para o nosso orçamento e certamente que a fábrica não lhe desagradou ter que os vender… especialmente com a má fama que o veículo tem ganho ultimamente.

  8. Porra pá, já pedimos jipes emprestados!!!! Será que os nossos soldados pedem desculpa quando gastam mais de 10 balas por dia? Epá é demais!

  9. Golani

    “… mas a atentar ao que aconteceu com os espanhóis no Líbano… É que os espanhóis seguiam num blindado, não num jipe, mas nem isso os livrou de sofrerem tão pesadas baixas…”

    iam num blindado dos anos 70 com blindagem ligeira de alumínio, nem sequer tinha jammers

    a explosão foi tão forte que o atirou para a berma da estrada

    “Estranho… e eu não descartaria a hipótese da existência de pressões, bem pelo contrário… Os EUA sabem aplicá-la quando entende e 20 jipes são significativos, especialmente para o nosso orçamento e certamente que a fábrica não lhe desagradou ter que os vender…”

    ó meu deus…vocês vêm conspirações em todos os lados…vender 20 jeeps para os americanos é insignificante, achas q justificava andarem a fazer pressões e com jogadas de bastidores !? (se ainda fossem 20 caças)

    na altura o hummer tava na moda e deve ter havido umas altas patentes portuguesas que acharam boa ideia comprar uns para andarem com bandeira nacional

    caramba, essa paranóia de culpar os americanos de tudo e mais alguma coisa por vezes é doentia

  10. Nito

    Hummer na moda ? só se for para músicos e estrelas de cinema…
    Não vi nenhum concurso igual ao dos Pandur a ser anunciado, se calhar 20 jeeps não são significativos mas existem alternativas tanto para equipamento como de preços.
    Mas como o dinheiro não sai directamente do bolso deles, não há problema….
    Imagino o valor das comissões pagas tanto na compra como na manutenção dos mesmos…

    Já agora Golani o meu discurso seria o mesmo independentemente da nacionalidade dos veiculos…

    http://www.4wdonline.com/Mil/Mil.html

    http://www.army-technology.com/contractors/vehicles/iveco/

  11. Golani

    Martes, 04 de Septiembre de 2007

    La muerte de seis soldados españoles en el Líbano el pasado 24 de junio descubrió algunas de las carencias de los medios españoles. Entre las posibilidades que se barajan para que estos sucesos no se repitan está la opción de adquirir vehículos resistentes a minas y explosivos -Mine Resistant Ambush Protected (MRAP)-, de “moda” en otras Fuerzas aliadas.

  12. E – como se não soubesse já – o quanto é criminoso (e devia responder em Tribunal) enviar forças para um terreno daqueles sem lhes dar o devido equipamento… E isto parece estar até a acontecer com as tropas que o RU mantêm no sul do Afeganistão, segundo consta… Com estes espanhóis e… certamente com as nossas forças nestes dois perigosos locais…
    Ficamos à espera de um processo judicial contra estes governantes. Mas sentados.

  13. B

    sei q venho atrasado mas n percebo pq os hmmwv sao assim tao frageis se eu vi um video de um hmmwv a pisar uma mina e n ficou muito danificado assim

  14. Pois. E os militares portugueses que no Afeganistão morreram por o seu hmmwv ter pisado uma mina? que pensarão eles da resistência do jipe?
    http://www.areamilitar.net/noticias/noticias.aspx?NrNot=451

  15. so_ visto

    ora, caros amigos o hummer pode nao ser o ideal mas….e falso ke tenha problemas em atravessar riachos ou mesmo pekenos cursos de agua, e falso ke nao seja adequado as exigencias do afeganistao ( embora seja verdade ke tem falta de blindagem inferior e nao deflete a onda explosiva de klker engenho na estrada)….mas, dadas as contingencias ( falta de verba e de tempo) para equipar quem opera no afeganistao diria que foi a escolha certa…..atençao que as viaturas espanholas antes operadas (uro) tinham um grave problema de suspençao, a blindagem era demasiado pesada para a suspençao da viatura, nao conseguindo esta atingir a performance dos hummers americanos.

  16. so_visto

    so mais um promenor……a viatura em que seguia o falecido 1sar Roma Pereira nao era um hummer mas sim uma viatura espanhola “uro”

  17. Audaces

    Dizem-se com cada barbaridade nestas salinhas de chuta para aqui e para ali. No fim ninguem marca golos… Falem do que sabem e principalmente do que viram ok!?
    Manelinhos

  18. Systemalgar

    Boa tarde
    Procuro alguem com alguns conhecimentos mecanicos que me possa esclarecer acerca da suspensão pneumática do Hummer H2. A suspensão traseira não levanta.
    Obrigada

  19. pedronunesnomundo

    eh pá…
    se calhar safas-te melhor se telefonares para o ACP

    aqui ninguém te resolve esse problema XD

    *dava um bom Q perguntar quem foi o 1º civil a ter um hummer
    …pelo menos eu sabia :D *

  20. jose pedro

    portugal já teve o seu “hummer”,de produção totalmente nacional,um dos melhores jipes que alguma vez já apareceram no mercado,estou-me a referir ao UMM,lembram-se dele ?
    chegamos a exportar estes excelentes jipes para exercitos etrangeiros, tais como: argentina,chile,brasil,angola,frança
    Entramos em 1986 para a união europeia e toda a nossa industria morreu,a industria automovel,a industria naval,a industria militar etc etc…
    UMM,tenho um,tem mais de vinte anos e ainda anda e nunca me deixa ficar mal.
    Uma grande maquina lusitana,deixaram-se de produzir,foi uma grande perda para a industria portuguesa e uma perda para o prestigio nacional.
    UMM UMA VERDADIRA MAQUINA.

  21. pois lembro!
    mas dizem que aquilo era verdadeiro comilão em combustíveis!
    era muito robusto e poderia ter sido o embrião de uma indústria automóvel verdadeiramente nacional… mas faltou visão política e dos gestores nacionais, que preferiram (e preferem) investir em Bancos, Supermercados e outras atividades não-produtivas…
    que fazer?

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Blog em WordPress.com. The Adventure Journal Theme.

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa.org

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa - Listas Participativas às freguesias da Estrela (Lapa, Prazeres e Santos-o-Velho) e MaisPenha (Penha de França e São João)

DIRECT e-DEMOCRACY NOMOCRACY & EQUALITY LAWS..! THE RULE OF LAW

Are we going to allow chinese dictators to own the whole planet?

looking beyond borders

Looking at foreign policy differently

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

A Educação do meu Umbigo

Gaveta aberta de textos e memórias a pretexto da Educação que vamos tendo. Este blogue discorda ortograficamente. Contacto: guinote@gmail.com

Promocão e difusão da língua portuguesa

Blogvisão

"Qualidade de informação para qualidade de opinião!"

geoeconomia

Just another WordPress.com site

Egídio G. Vaz Raposo

Media Scholar | Communication Consultant

Mudar as coisas...

vivemos no presente, e é nele que devemos mudar. mudarmo-nos é condição necessária para mudar as coisas…

Um Jardim no Deserto

Um minúsculo oásis no imenso deserto físico, mental e espiritual em que se está a transformar Portugal

Extraterrestres ARQUIVO

Seja bem vindo ao Site Extraterrestres Arquivo - Volte Sempre

Muralha Verde SCP

Em prol da defesa e do ataque do Sporting!

Pitacos De Um Torcedor Corinthiano

Louco por ti Corinthians!

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 4.644 outros seguidores

%d bloggers like this: