Daily Archives: 2009/03/27

Na Galiza…

.
A Agrupaçom Cultural O Facho d’A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9

Palestra

O vindouro dia 2 de Abril, quinta-feira (joves), o Professor e investigador, Carlos Taibo, falará dentro do ciclo: Economia, História, e Realidade Social. A sua palestra versará sobre: O nacionalismo espanhol.

Carlos Taibo é Professor de Ciência Política e da Administraçom na Universidade Autónoma de Madrid, onde também tem dirigido o programa de estudos russos do Instituto de Sociologia das Novas Tecnologias. É membro do Conselho Editorial da revista de pensamento critico “Sin Permiso” desde sua fundaçom. É um firme activista do movimento antiglobalizaçom.

A sua obra investigadora é recolhida em diversos livros tanto em galego como em castelám.
Em galego cabe sublinhar:
O castelo de fogos. Nove ensaios sobre ou porvir da Europa do Leste, Europa sen folgos, Un novo Terceiro Mundo, A desintegración de Jugoslávia, Império norte-americano e capitalismo global, Misérias da globalización capitalista, Fendas abertas: Seis ensaios sobre a cuestión nacional.
Entre a sua obra publicada em castelám salientamos:
La desintegración de Yugoslavia, Guerra en Kosova: Un estudio sobre la ingeniería del odio, El conflicto de Chechenia, Las fuerzas armadas en la crisis del sistema soviético, Crisis y cambio en la Europa del Este, Rapiña global, y Sobre política, mercado y convivencia; en colaboración con el economista e escritor José Luis Sampedro.

Dia: 2 de Abril do 2009 – Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande – A Corunha

Categories: Galiza | Deixe o seu comentário

Da polémica sobre o Provedor de Justiça

O provedor-matusalém em http://www.tvi24.iol.pt

O "provedor-matusalém" em http://www.tvi24.iol.pt

Não percebo bem os contornos desta polémica bizantina em torno do cargo de Provedor de Justiça. Provavelmente, porque me escapam a maior parte das subtilezas jurídicas do Direito (não confundir com Justiça, jamais), ou talvez porque não consiga conceber como os transitórios interesses tachistas de um dado Partido se podem sobrepor aos superiores interesses do Estado. Ou talvez me escapa a densidade bizantina desta trama porque não alcance verdadeira relevância num cargo que no essencial está esvaziado de relevância e que pouco mais serve do que para dar um tacho a um amigo do Bloco Central ou a umas dezenas (?) de acessores e secretárias deste dependentes. Talvez.

Bem sei que o cargo de Provedor de Justiça devia servir para garantir os direitos dos cidadãos contra abusos do Estado (e como os há, neste Estado fiscalmente insaciável) ou como “magistrado de influência” ou mediador entre o cidadão e o Estado. Ora não parece que o cargo cumpra uma ou a outra obrigação! Por um lado, são os rapazes neoliberais do Blasfémias (a descoberta é deles, não minha) que revelam que segundo dados na própria página da Provedoria na Internet das mais de dez mil reclamações de 2007 apenas 19 foram resolvidos através da sua intervenção! Bem sei que ele se diz “provedor-matusalém” justificando a sua fraca motivação e o ainda melhor empenho para uma melhor produtividade, baixíssima já que na mesma página se descobre que 60% dos processos foram arquivados porque os reclamantes não lhes deram os devidos fundamentos. Ou seja, além deste debate em torno de um cargo que parece não ser mais do que um tacho prestigioso para políticos reformados, estamos também perante uma manifesta falta de informação quanto à missão da Provedoria que ainda não se tentou colmatar.

Fonte:

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1371283&idCanal=12

Categories: Justiça, Política Nacional, Portugal | 2 Comentários

Quids S15: Quem desenhou esta ilustração?

aa5

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 19 Comentários

Sobre os escandalosos bónus pagos na AIG com dinheiros públicos

Os gestores de topo da AIG começaram a devolver os seus bónus em numerário. Dos vinte executivos de topo da seguradora, quinze já teriam devolvido esse valor, num total que ascende a… 50 milhões de dólares! Um valor espantoso e muito estranho numa empresa que está em tão grandes dificuldades e que só tem sobrevivido com injeções massivas de biliões de dólares de dinheiro dos contribuintes.

Esse é aliás o maior ponto de ironia e escândalo: a AIG não estaria ainda hoje em funcionamento se não tivesse sido salva pelas injeções de dinheiro publico e, assim, esses 50 milhões vieram deste dinheiro dos contribuintes. Mas na verdade, não foram somente os gestores da AIG a receber bónus… Muitos outros funcionários os receberam, mesmo apesar de alguns pertencerem às divisões de investimento da companhia que estiveram na direta razão do quase colapso da seguradora.

No total, a AIG terá pago mais de 165 milhões de dólares em bónus, ou seja, quase um terço para apenas para quinze gestores e dois terços para todos os demais funcionário, como se não fossem os primeiros os maiores responsáveis pela atual situação!

Ironicamente, a AIG declarou que “estamos muito contentes por uma ampla maioria da liderança de topo da divisão de Produtos Financeiros (que afundou a AIG) ter devolvido os seus bónus”. Isto foi o que se atreveu a dizer uma tal de Christina Pretto, vice presidente da multinacional que não explicou porque é que os gestores se auto-autorgaram bónus tão generosos numa empresa tão mal gerida. Por esquecimento, certamente… A VP também não esclareceu se o seu nome constava nessa lista de felizes abonados nem se devolveu esse prémio pela linda obra que fizeram.

Fonte:
www.cnn.com

Categories: Economia, Política Internacional | Tags: , | 5 Comentários

"Pátria ou Morte!"

Já não há filmes religiosos, leia-se, hagiográficos?

Olhe que não, olhe que não…

Se não se vê “a luz”, pelo menos ouve-se…

“Pátria ou Morte!”

Categories: Cinema | Deixe o seu comentário

Blog em WordPress.com. The Adventure Journal Theme.

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa.org

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

looking beyond borders

Looking at foreign policy differently

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

A Educação do meu Umbigo

Gaveta aberta de textos e memórias a pretexto da Educação que vamos tendo. Este blogue discorda ortograficamente. Contacto: guinote@gmail.com

Promocão e difusão da língua portuguesa

Blogvisão

"Qualidade de informação para qualidade de opinião!"

geoeconomia

Just another WordPress.com site

Egídio G. Vaz Raposo

Media Scholar | Communication Consultant | Trainer

Mudar as coisas...

vivemos no presente, e é nele que devemos mudar. mudarmo-nos é condição necessária para mudar as coisas…

Um Jardim no Deserto

Um minúsculo oásis no imenso deserto físico, mental e espiritual em que se está a transformar Portugal

Extraterrestres ARQUIVO

Seja bem vindo ao Site Extraterrestres Arquivo - Volte Sempre

Muralha Verde SCP

Em prol da defesa e do ataque do Sporting!

Pitacos De Um Torcedor Corinthiano

Louco por ti Corinthians!

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 4.839 outros seguidores