Sobre o “governo económico europeu”

Steffen Kampeter (http://www.merkur-online.de)

Steffen Kampeter (http://www.merkur-online.de)

Um dos temas que mais tem estado sobre a mesa das chancelarias europeias é a instauração (por meios não democráticos) do chamado “governo económico europeu”. Nem todos contudo – nos mais altos escalões – estão de acordo com uma medida que tem sido muito impulsionada pela ultraliberal Comissão Barroso. Mas nem todos concordam. Por exemplo, Steffen Kampeter, nada mais nada menos que o vice-ministro das Finanças alemão, declinou essa ideia defendendo em seu lugar uma consolidação financeira em todo o continente.

A Europa continua contudo na expectativa de que a bancarrota de um país da União poderia destruir a moeda única. Perante tal situação, muitos (sobretudo na Alemanha) acreditam que em tal circunstância esse país devia ser expulso do euro. É claro que tal saída teria consequências políticas tremendas para o edifício europeu e destruiria grande parte do trabalho de integração das últimas décadas. Sobretudo, demonstraria que a construção comum europeia nas suas várias vertentes, cultural, social, científica e política era afinal bem menos importante que a económica. Em suma: será o princípio do fim da União Europeia.

Embora seja altamente questionável (e alguns já o fizeram, como o prémio Nobel da economia) que a aplicação de tanta contenção orçamental num momento em que apenas se estavam a dar os primeiros sinais de recuperação da atividade económica, é certo que a Europa tem vivido acima das suas possibilidades. Embriagados por décadas de crédito barato e pelo “escudo do euro” quase todos os países europeus (e não apenas os PIIGS) viveram muito acima das suas possibilidades e agora há que inverter curso e repor o sempre saudável equilibrio entre Rendimentos e Despesas que deve presidir a qualquer governação. Para tal será inevitável reduzir alguns dos apoios sociais mais dispensáveis e desviar recursos para áreas como a promoção da inovação, a investigação científica e a Educação. Só pela via da inovação poderá a Europa inverter este rumo descendente que agora a carateriza e que já tornou economias como as do Brasil, China e Índia nas locomotivas da economia mundial? funcionando hoje já a um ritmo superior aos da recessão de 2008, enquanto os EUA ainda estão 10% abaixo desse valor e a Europa a 20%.

Fonte:
http://aeiou.expresso.pt/sair-do-euro-nao-e-uma-opcao-politica=f586650

About these ads
Categories: Economia, Política Nacional, Portugal | 1 Comentário

Post navigation

One thought on “Sobre o “governo económico europeu”

  1. Otus scops

    Sobre o Governo Económico Mundial.
    estes assuntos desligados do exterior não funcionam, é como ver um elefanta à lupa, o problema da UE são os BRIC porque não cumprem uma série de obrigações fiscais, sociais, ambientais, educacionais, rede de saúde publica, etc, de soberania que onera e de que maneira os estados da Europa. o problema da UE é mundial e o problema do mundo é da UE – está tudo intimamente ligado.

    em baixo o link para um artigo perturbador, a simplicidade das soluções e a perversidade de alguns que as bloqueiam, com prejuízo para a maioria e lucros astronómicos para poucos:

    Ajuda ao desenvolvimento em cinco passos fáceis

    Cada país, rico ou pobre, deve garantir o acesso universal aos cuidados primários de saúde, o que inclui condições seguras de nascimento, nutrição, vacinas, controlo da malária e serviços clínicos. Cada ano, quase nove milhões de crianças morrem em condições que podiam ter sido evitadas ou tratadas e quase 400 mil mulheres morrem devido a complicações durante a gravidez.

    http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=435639

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Blog em WordPress.com. The Adventure Journal Theme.

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa.org

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

DIRECT e-DEMOCRACY NOMOCRACY & EQUALITY LAWS..! THE RULE OF LAW

Are we going to allow chinese dictators to own the whole planet?

looking beyond borders

Looking at foreign policy differently

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

A Educação do meu Umbigo

Gaveta aberta de textos e memórias a pretexto da Educação que vamos tendo. Este blogue discorda ortograficamente. Contacto: guinote@gmail.com

Promocão e difusão da língua portuguesa

Blogvisão

"Qualidade de informação para qualidade de opinião!"

geoeconomia

Just another WordPress.com site

Egídio G. Vaz Raposo

Media Scholar | Communication Consultant | Trainer

Mudar as coisas...

vivemos no presente, e é nele que devemos mudar. mudarmo-nos é condição necessária para mudar as coisas…

Um Jardim no Deserto

Um minúsculo oásis no imenso deserto físico, mental e espiritual em que se está a transformar Portugal

Extraterrestres ARQUIVO

Seja bem vindo ao Site Extraterrestres Arquivo - Volte Sempre

Muralha Verde SCP

Em prol da defesa e do ataque do Sporting!

Pitacos De Um Torcedor Corinthiano

Louco por ti Corinthians!

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 4.708 outros seguidores

%d bloggers like this: