Daily Archives: 2012/01/18

Sobre a prática de Dumping nas grandes superfícies (Continente e Pingo Doce) e sobre o Boicote ao Pingo Doce

http://2.bp.blogspot.com/-immfYVq2RhI/TwIfOAWpRiI/AAAAAAAAClg/8h98rRGrAFM/s1600/pingo+doce+na+holanda.jpg

As ditas “grandes superfícies” são responsáveis pela destruição de centenas de milhar de postos de trabalho na pequena e média distribuição nas ultimas décadas, responsáveis em grande medida pela compressão assassina da agricultura e pescas portuguesas e pelo ermamento comercial (e humano) de muitas cidades portuguesas. Conseguiram-no ocupando colonialmente uma posição dominante no mercado, impondo preços à produção, preferindo frequentemente produtos estrangeiros a nacionais e exercendo um sempre descarado dumping de preços (venda abaixo do preço de custo) sempre que tal estratégia lhes pareceu adequada. Contra quem protestasse contra o seu império, ameaçavam com boicotes de compras. Mas desta vez podem (podem!) ter pisado o risco.

Com efeito, as duas associações representativas da indústria do leite, a ANIL e FENALAC juntaram-se para acusar o Sonae Continente de levar ao colapso a produção leiteira portuguesa, tendo entregado à ASAE uma queixa da prática de “dumping”.

O protesto dos produtores de leite refere-se a uma promoção do Continente em que embalagens com 1,5 litros de leite são vendidas a 0.78 euros, mas com um desconto de 75%, ou seja, 1.5 litros de leite acabam a ser vendidos a 0.13 euros por litro… Segundo os produtores, este leite é espanhol (o que contrasta vivamente com as campanhas de marketing do Continente), e custa de ambas as bandas da fronteira 0.33 euros por litro. Ou seja, está a ser vendido a um terço do custo de produção! Com esta atitude (reiterada, de resto) a “grande distribuição” acomete um violento e intencionalmente fatal contra a produção nacional. Como se espera que se consiga concorrer com preços de um terço do preço de custo a menos que se seja uma empresa da escala do Continente e se tenha Capital ou extensão de vendas que colmate num lado o que se perde no outro? Foi com tácticas destas que o Continente destruiu centenas de milhares de postos de trabalho no pequeno comercio nos últimos anos e que agora ameaça os cem mil postos de trabalho do setor do leite português.

Sejamos claros: favoreço sempre a pequena superfície, o pequeno comercio, o comercio local e a produção nacional contra as grandes superfícies (como o Continente) ou as redes de grande escala (Como a do Pingo Doce). Negociadores agressivos, ferozmente anti-nacionais e altamente prejudiciais para a economia nacional estas empresas da distribuição, predatórias e agressivas destruíram uma quantidade e qualidade de postos de trabalho que é hoje difícil de medir mas que alguns avaliam ser superior aos 200 mil empregos. Atitudes como este “dumping” do leite não são novas, sendo ate comuns assim como outras praticas comerciais agressivas ou ate ilegais. As autoridades (e os Media) sempre fecharam os olhos… Ou por medo (financiamentos partidários ou receitas de publicidade). Apenas os produtores e os tribunais (boa sorte!) podem aqui repor alguma normalidade… Esperemos que este processo prossiga e surta efeitos!

Entretanto, recordemo-nos que o Continente também tem a sua SGPS na Holanda, fugindo ao pagamento de impostos em Portugal, exatamente como fez agora o Pingo Doce. A nos, cidadãos ativos e conscientes resta apenas uma arma: Protestar recusando ser clientes destas empresas anti-patrióticas e Imorais. O que podemos fazer

Aderindo ao Boicote ao Pingo Doce !
Fonte:
http://www.agenciafinanceira.iol.pt/economia/leite-continente-asae-agencia-financeira/1314444-1730.html

Categories: Economia, Política Nacional | Deixe o seu comentário

“Portugal não precisa de intervenção estrangeira para sanear as suas finanças, e todos os portugueses repulsam o pedido em questão, que corresponderia a uma declaração de incapacidade e impotência e que afetaria a honra nacional.”

“Portugal não precisa de intervenção estrangeira para sanear as suas finanças, e todos os portugueses repulsam o pedido em questão, que corresponderia a uma declaração de incapacidade e impotência e que afetaria a honra nacional.”
Parte de Manifesto da Liga de Paris, 1927

Estranha coincidência… esta frase de um manifesto dos republicanos exilados em França sobre uma tentativa de pedido de empréstimo externo por parte da Ditadura Militar junto da Sociedade das Nações apresenta muitas similitudes com a intervenção atual da Troika FMI/BCE/CE:
1. Então, como hoje, os desmandos governativos haviam criado défices orçamentais insustentáveis que levaram o país até à exaustão financeira e à Bancarrota. No caso da Ditadura foram os excessivos gastos militares, a pesada herança da Grande Guerra e a inabilidade administrativa. Na atualidade, o excesso de gastos públicos, o desnorte governativo, o desinvestimento nos setor produtivos da economia e a moeda forte, cumpriram o mesmo papel.

2. “declaração de incapacidade e impotência e que afetaria a honra nacional”: os efeitos na Moral coletiva de toda a sociedade não foram ainda aferidos. Mas, mesmo se o houvessem já sido, o pleno das suas consequências ainda não seria possível de ser conhecido, já que os efeitos morais, depressivos e desmoralizados que o efetivo regime de protetorado económico e político em que vivemos desde abril de 2011 só a partir de meados de 2012 é terao o pico do seu impacto e que – com toda a probabilidade – só a partir de 2020 poderá Portugal demonstrar algum tipo de crescimento e talvez dispensar esse protetorado sob o qual agora vive. Assim, depois de dez anos de estagnação, seguir-se-ao dez anos de recessão, sendo que neste último período Portugal viverá como se fosse uma efetiva colónia do norte da Europa. Os efeitos na dinâmica económica e moral da sociedade serão tremendos, assim como os danos na nossa capacidade regenerativa para inverter este rumo descendente. A vários títulos, a simples declaração de Bancarrota teria um efeito mais rápido e brutal sob Portugal, mas teria mais condições para uma recuperação mais rápida e assertiva… Mas para tal seria preciso coragem politica e uma firme vontade de independência e autonomia frente à Europa que não existe hoje nas elites políticas nacionais.

Categories: História, Política Nacional, Portugal | 4 Comentários

Create a free website or blog at WordPress.com. The Adventure Journal Theme.

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa.org

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

DIRECT e-DEMOCRACY NOMOCRACY & EQUALITY LAWS..! THE RULE OF LAW

Are we going to allow chinese dictators to own the whole planet?

looking beyond borders

Looking at foreign policy differently

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

A Educação do meu Umbigo

Gaveta aberta de textos e memórias a pretexto da Educação que vamos tendo. Este blogue discorda ortograficamente. Contacto: guinote@gmail.com

Promocão e difusão da língua portuguesa

Blogvisão

"Qualidade de informação para qualidade de opinião!"

geoeconomia

Just another WordPress.com site

Egídio G. Vaz Raposo

Media Scholar | Communication Consultant | Trainer

Mudar as coisas...

vivemos no presente, e é nele que devemos mudar. mudarmo-nos é condição necessária para mudar as coisas…

Um Jardim no Deserto

Um minúsculo oásis no imenso deserto físico, mental e espiritual em que se está a transformar Portugal

Extraterrestres ARQUIVO

Seja bem vindo ao Site Extraterrestres Arquivo - Volte Sempre

Muralha Verde SCP

Em prol da defesa e do ataque do Sporting!

Pitacos De Um Torcedor Corinthiano

Louco por ti Corinthians!

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 4.712 outros seguidores