Daily Archives: 2012/01/29

Como o Pingo Doce, também a Google fugiu com os seus impostos para a Holanda

Boicote ao Pingo Doce

Boicote ao Pingo Doce

A Holanda – pais que enriqueceu saqueando Portugal e o império português – continua sendo especializada em pirataria. Desta feita, em pirataria financeira e fiscal. Porque é de pirataria que se trata quando temos um pais europeu, membro da União Europeia e da Zona Euro que utiliza dumping fiscal para atrair capitais dos países mais pobres da União (como Portugal) para a sua economia e banca predatórias.

A Holanda não tem contudo saqueado apenas os impostos dos Estados Português e Grego a seu favor. Tem também atacado outros países do mundo, como os EUA, também eles a braços com grandes défices orçamentais e que viram multinacionais como a Google ou até bandas como os U2 para a Holanda.

A fuga para a Holanda permitiu à Google reduzir drasticamente os impostos que esta grande e muito lucrativa multinacional paga ao Estado. O golpe fiscal da Google foi feito usando um truque chamado “sanduíche holandesa”. Com este golpe, a Google usando as suas subsidiárias holandesa, irlandesa e nas Caimão, pagou entre 2007 e 2010 menos 2400 milhões de euros. É este o esquema usado agora pela Jerónimo Martins (Pingo Doce) contra o qual já nos manifestámos através do “Boicote ao Pingo Doce!”.

O golpe fiscal (legal) conhecido como “sanduíche holandesa” consiste na deslocação de capitais de uns países para outros, atrás daqueles que ofereçam regimes fiscais mais atraentes. O esquema da Google passou atribuir todos os lucros recolhidos fora dos EUA à sua filial irlandesa, esta, por sua vez (daí o termo “sanduíche”) transfere esses lucros na forma de dividendos para a… Filial na Holanda (que não emprega ninguém), este “paraíso fiscal” europeu. Na operação, não ocorre pagamento de impostos, uma vez que ambos os países pertencem à UE. Depois, o capital marcha alegremente para as Bermudas, outro paraíso fiscal… Recordemo-nos que o lema da Google é “don’t be evil”. E porque passa a Google entre dois países da UE? Porque na Holanda não se cobram impostos sobre transferências para as Bermudas, ao contrario do que se passa na Irlanda.

A Google não é a única multinacional norte-americana à usar a “sanduíche fiscal”, sendo imitada (em diferentes graus) pela Microsoft, Apple e até pelo Facebook.

O golpe fiscal da Google permite-lhe pagar 2.4% de impostos. Se pagasse os seus impostos nos EUA pagaria 35%… Esta é a escala do esbulho sobre os rendimentos do Estados que está aqui sobre a mesa e que está hoje em investigação nos EUA. Obviamente, ao fugir para a Holanda (deixando as lojas para trás) não foi portanto inovadora… Alias já tinha sido antecedida pela Sonae Continente, anos antes. Mas esta fuga, assim como a Google, demonstra aquilo que já se sabe: a desigualdade de rendimentos e no pagamento de impostos é crescente: cada vez os mais ricos pagam menos impostos e os mais pobres (e os que apenas têm rendimentos do trabalho) pagam menos. Com as receitas de impostos em queda, os Estados são forçados a aumentarem a extensão da fiscalidade, reduzirem custos e despesas sociais e… A aumentarem a carga fiscal sobre o Trabalho. É disto que falamos quando assistimos à “sanduíche fiscal” da Google ou a esta fuga do Pingo Doce para a Holanda.

O que podemos fazer – enquanto cidadãos – para travar estes golpes fiscais! Exigir legislação nacional que aumente a cobertura fiscal sobre os rendimentos dos mais ricos, legislação europeia e no âmbito do G20 que combata estes dumpings fiscais irlandeses e holandeses e, enquanto consumidores, punir as empresas que fogem aos impostos e nos levam a pagar mais dos nossos para compensarem estas fugas. Aderindo, por exemplo, ao

Boicote ao Pingo Doce.

Fonte:
http://sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=38153

Categories: Uncategorized | Deixe o seu comentário

Crowding Out

O Crowding Out é uma redução no investimento e de outras componentes da despesa agregada sensíveis às taxas de juro e ocorre sempre que o Estado aumenta a despesa pública. O efeito ocorre porque existe um mecanismo de transmissão entre o mercado monetário e o mercado de bens e serviços.

Quando o Estado aumenta a sua despesa ou reduz os impostos, rapidamente, regista-se um aumento da despesa agregada que é amplificado pelo efeito do multiplicador da despesa. Este aumento leva a um aumento da procura de moeda por motivo de transacções, que, depois, leva também a um aumento das taxas de juro. As taxas podem também aumentar pela emissão de nova divida publica para financiar o aumento da despesa pública, mas este aumento faz cair o investimento e de outras despesas agregadas mais sensíveis às taxas de juro.

Categories: Economia, Economia Politica | Deixe o seu comentário

Create a free website or blog at WordPress.com. The Adventure Journal Theme.

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa.org

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

A BETTER WORLD

Are we going to allow chinese dictators to own the whole planet?

looking beyond borders

Looking at foreign policy differently

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

A Educação do meu Umbigo

Gaveta aberta de textos e memórias a pretexto da Educação que vamos tendo. Este blogue discorda ortograficamente. Contacto: guinote@gmail.com

Promocão e difusão da língua portuguesa

Blogvisão

"Qualidade de informação para qualidade de opinião!"

geoeconomia

Just another WordPress.com site

Egídio G. Vaz Raposo

Media Scholar | Communication Consultant | Trainer

Mudar as coisas...

vivemos no presente, e é nele que devemos mudar. mudarmo-nos é condição necessária para mudar as coisas…

Um Jardim no Deserto

Um minúsculo oásis no imenso deserto físico, mental e espiritual em que se está a transformar Portugal

Extraterrestres ARQUIVO

Seja bem vindo ao Site Extraterrestres Arquivo - Volte Sempre

Muralha Verde SCP

Em prol da defesa e do ataque do Sporting!

Pitacos De Um Torcedor Corinthiano

Louco por ti Corinthians!

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 4.755 outros seguidores