Sobre a iminente guerra Irão-Israel

Nao restam hoje muitas dúvidas de que quer Israel, quer o Irão estao hoje profundamente empenhados em planear golpes e contra-golpes… O Irão parece mesmo convencido da iminencia de um ataque israelita e deslocou unidades militares para os alvos que considera serem mais prováveis…

Um confronto militar entre Israel e o Irao é inevitável. Restam apenas dúvidas sobre a sua escala, duração e momento. Israel sabe que tem nao somente que reduzir as possibilidades de o Irao desenvolver uma arma nuclear, como tem que reduzir o papel cada vez mais importante que o Irao tem assumido no Médio Oriente devido à satelização do Iraque e do Líbano. Esse papel está a preocupar os países arabes (sunitas) a um tal ponto que estes estão prontos a deixar passar nos seus ceus os avioes israelitas sem mais que um protesto formal, mas inofensivo. Os paises arabes sabem que qualquer ataque israelita será precedido de ataques de saturacao que destruirao o poder defensivo da República Islâmica e, logo, o seu prestígio e influencia regionais.

O problema é que pode ser já tarde demais para travar o programa nuclear iraniano… E mesmo se esse objetivo for alcançado, os custos materiais e humanos para Israel serao muito provavelmente consideráveis, tamanho é o grau de dispersão, a distancia, a força das defesas aereas e a qualidade das fortificações iranianas. Além dessas perdas, Israel tem que contar também com retaliações por parte do Hezbollah libanes… E com uma possivel deriva fundamentalista shiita do regime no poder no Iraque.

Perante um ataque israelite o apoio norte-americano é certo, quer logistico, quer diplomático e até, provavelmente, militar, com bombardeamentos aereos e por misseis de cruzeiro que destruam a força aérea e os mísseis anti-aéreos iranianos, abrindo caminho aos caças-bombardeiros israelitas. Aqui, de novo, a recompensa para os Estados do Golfo (como o Bahrein) que têm maiorias shiitas e para a Arábia Saudita serão notáveis: o seu grande rival regional perderá completamente todas as garras.

About these ads
Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Tags: , | 34 Comentários

Navegação de artigos

34 thoughts on “Sobre a iminente guerra Irão-Israel

  1. Otus scops

    após esta cacofonia de religiões, movimentos, partidos, orientações ideológicas, o que os une a todos (USA incluídos) é o radicalismo.

    • Ora bem… O extremismo ganha terreno em todo o lado… Mas atencao: Obama foi uma lufada de ar fresco, nos eua, apesar do seu discurso religioso, que nao lhe é natural, mas imposto pelas estrategias eleitorais.

  2. Enoque

    http://www.agendaglobal.page.tl/As-3-Guerras-Mundiais.htm

    Religiosos estúpidos e tolos. :evil:
    Os EUA simbolizam o Cristianismo Protestante em especial, Israel simboliza o Judaísmo e o Irão simboliza o Islão. Se eles realmente levarem o mundo à Terceira Guerra Mundial… exagerei, mas se eles provocarem uma grande guerra regional/intercontinental, vão convencer as gerações futuras de que, a religião só serve para promover o preconceito, a discriminação, o machismo, a homofobia, a xenofobia, o ódio e a rejeição entre as pessoas e, os ateus, os agnósticos, e qualquer pessoa que queira ver o fim da existência das religiões, eles vão ter tudo o que precisam para convencer a opinião pública e os legisladores do futuro a proibir através de leis a Bíblia (a judaica e a cristã) e o Alcorão como livros que atentam contra a dignidade humana. Assim, igrejas, sinagogas e mesquitas no futuro serão proibidas por leis, no máximo serão monumentos históricos, e quem for pego portanto uma Bíblia ou um Alcorão, vai ser preso. O judeu que tiver o Talmude em casa vai ser tratado no futuro como alguém que tem grande quantidade de cocaína em casa nos dias de hoje. Os líderes religiosos cristãos, islâmicos e judeus de hoje estão cavando a cova de suas religiões e não conseguem perceber o que fazem. Por trás dos líderes políticos norte-americanos, israelitas e iranianos estão líderes religiosos. Como são cegos!!! :(

    • se o resultado final de uma hipotética guerra fosses esse (proibir os livros sagrados) vou rever a minha posição sobre o assunto: agora acho o caso mais simpático…

      Enoque, não confundir as religiões e as suas igrejas, e não confundir a árvore com a floresta.

      • Enoque

        Otus scops
        “Enoque, não confundir as religiões e as suas igrejas, e não confundir a árvore com a floresta.”
        Acho que você não percebe o que se passa. Eu sei que são basicamente os extremistas, são os fanáticos, os radicais que criam os problemas. Mas, a oposição usa isso como propaganda. Por exemplo, alguns judeus ricos ajudaram a Inglaterra contra a Alemanha na Primeira Guerra Mundial, e eu mesmo nem sei se é verdade, mas se ajudaram, foram alguns. Mas o Hitler e seus lacaios manipularam a opinião pública alemã contra todos os judeus sem exceção. O problema é que, quem é contra a religião, vai generalizar com a finalidade de destruí-la. A sua resposta mostra que você não é religioso, e por isso você acha que a punição é leve. A questão é que a minoria fundamentalista vai resistir e os conflitos em torno da religião se agravarão nos diversos países da Terra. Os religiosos mais moderados vão pagar pelos erros dos mais radicais. E proibir livros é censura, é opressão do mesmo jeito.

      • Enoque

        “Acho que você não percebe o que se passa. ”
        esta-me sempre a acontecer!!! :)

        “Mas o Hitler e seus lacaios manipularam a opinião pública alemã…”
        fê-lo de forma magistral, fez escola. mas isso SEMPRE aconteceu em todo o lado e em todos os tempos, a política é a arte de persuadir onde tudo vale, ou melhor é uma guerra de persuasão.
        e continua…

        “A sua resposta mostra que você não é religioso, …”
        segundo a sua opinião e percepção como define “um Ser religioso”???

        “…a minoria fundamentalista vai resistir e os conflitos em torno da religião se agravarão nos diversos países da Terra.”
        a História tem demonstrado que as minorias que estão do lado errado tem sido TODAS destruídas. até algumas que estão do lado correcto tem desaparecido (exº Cátaros).

        “Os religiosos mais moderados vão pagar pelos erros dos mais radicais.”
        é bem feito, pagam pelos seus silêncios e omissões, por não se demarcarem e até por vezes fazerem alianças espúrias com essa gente…

        “E proibir livros é censura, é opressão do mesmo jeito.”
        por príncipio sou adepto do “é proibido proibir” (em si uma contradição), mas estes livros tem feito tanto mal à Humanidade que dá que pensar…

        • Enoque (que antes era Odin)

          Otus scops,

          “…mas isso SEMPRE aconteceu em todo o lado e em todos os tempos, a política é a arte de persuadir onde tudo vale, ou melhor é uma guerra de persuasão.
          e continua…”
          -É verdade, mas o problema é que a História se repete e as pessoas não aprendem.

          “…segundo a sua opinião e percepção como define “um Ser religioso”???”
          – Ser religioso não é bem a mesma coisa que ser espiritualizado. Há pessoas que são ambos (ex: Madre Teresa de Calcutá), há pessoas que são apenas religiosas e não-espiritualizadas (ex: os terroristas), e há pessoas espiritualizadas e não-religiosas (no momento, não tenho exemplos). O “só religioso” tem aparência exterior (frequenta templos, se veste de uma forma específica, normalmente tem manias de moralismo e de julgar as outras pessoas). O espiritualizado é altruísta, não é arrogante, não demonstra ódio contra as pessoas, tem facilidade para perdoar, quer o bem de todos… e tem aqueles que não são nenhum dos dois.

          “…a História tem demonstrado que as minorias que estão do lado errado tem sido TODAS destruídas. até algumas que estão do lado correcto tem desaparecido (exº Cátaros).”
          – Sim. E muitas vezes a maioria também tem estado do lado errado.

          “é bem feito, pagam pelos seus silêncios e omissões, por não se demarcarem e até por vezes fazerem alianças espúrias com essa gente…”
          – Infelizmente, os religiosos moderados são negligentes e ficam calados por questão de conveniência.

          “…mas estes livros tem feito tanto mal à Humanidade que dá que pensar…”
          – Você vê? É o que as gerações futuras vão alegar para ilegalizar essas três religiões monoteístas. Até você mesmo questiona.

          • Odin (que agora é Enoque)

            Otus scops,
            há um detalhe quanto a Síria e quanto ao Irão que me deixa feliz. Finalmente a ditadura de Assad e o regime dos ayatolás finalmente vão cair.

            • Assad pode aguentar-se indefinidamente enquanto a Russia e a China o apoiarem… Neste momento, nao acho provavel que o regime caia, apenas que a Siria se mantenha em estado de guerra civil durante mais alguns meses e que depois, o regime retome o controlo sobre todo o territorio.
              O regime so caira com bombardeamentos aereos internacionais e isso nao vai acontecer nunca…

              • Enoque

                “Assad pode aguentar-se indefinidamente enquanto a Russia e a China o apoiarem…”
                – Quero lembrá-lo de que Saddam Hussein foi diplomaticamente defendido pela Rússia, pela China, pela França e pela Alemanha quando Bush decidiu invadir o Iraque em 2003. E os americanos e britânicos invadiram o Iraque do mesmo jeito. E a Sérvia de Milosevic também foi bombardeada em 1999 e a Rússia nada fez para impedir.
                “O regime so caira com bombardeamentos aereos internacionais e isso nao vai acontecer nunca…”
                – Eu não diria “nunca”. Eu considero grave em termos de geopolítica o que se passa na Síria.

                • Nunca enquanto a maioria do exercito permanecer do lado de Assad e nao existirem bombardeamentos aereos que reduzam a sua prontidao operacional… Neste momento nao ha sinais de que aconteca uma ou outra coisa ou outra.

    • Bem, acho que é cada vez mais certo que se passe algo no Irao… Mas nao sera certamente uma “guerra”: sera (creio eu) serao bombardeamentos seletivos contra alvos nucleares e da marinha e força aerea iraniana por misseis dos eua, seguidos de uma vaga de ataques a instalacoes nucleares iranianas feitas pelos avioes de Israel.
      E de muita presenca naval para impedir a execucao das ameacas iranianas de fechar o Estreito…

      • Enoque

        Eu faço a seguinte comparação: O Irão tem um governo equivalente ao do Afeganistão antes do ataque dos EUA e seus aliados. Governado por fundamentalistas religiosos. Mas o Irão é mais forte do que era o Afeganistão sob o governo dos talibãs, e creio eu que mais forte do que o Iraque de Saddam Hussein e a Líbia de Kadhafi. Já a Síria é mais fraca do que o Irão, e tem o governo de Assad que é comparável ao de Saddam Hussein e de Kadhafi. Mas provavelmente como foi na Líbia, a OTAN (NATO) vai atacar Assad e se Israel fizer algo, vai no máximo “atirar a primeira pedra” no Irão, mas quem vai mesmo “bater com força para machucar” vão ser os EUA e a Inglaterra. E a guerra contra o regime islâmico shiita dos persas vai devolver as agressões também com força. Os EUA vão fazer operações militares contra Assad e contra os ayatolás iranianos, para derrubá-los. Os iranianos não vão simplesmente ficar quietos quando suas usinas nucleares forem destruídas, vão ficar furiosos, vão querer vinganças, porque são motivados pelo fanatismo religioso, não são governados por meros ditadores como eram o Iraque, a Líbia e ainda é a Síria.

        • O Irao tem construido uma força de defesa credivel e bem armada ao longo das ultimas decadas… Estao moralizados e apos o primeiro ataque todos os (numerosos) criticos do regime terao que desaparecer de cena para nao serem acusados de traidores.
          Mas atencao: os iranianos nao sao todos fanaticos religiosos. A sua sociedade é das mais cultas e avancadas do Medio Oriente e nao vai embarcar numa onda suicida de massas. Mas que vai reagir contra esses ataques é certo. Como é a grande questao… Mas aposto em lancamentos de misseis convencionais contra as bases dos EUA na regiao, contra Israel e ataques de submarinos e pequenas embarcacoes contra a esquadra dos EUA no Golfo.

          • Enoque

            “Mas atencao: os iranianos nao sao todos fanaticos religiosos. A sua sociedade é das mais cultas e avancadas do Medio Oriente e nao vai embarcar numa onda suicida de massas.”
            – Nenhuma sociedade do mundo é 100% formada de pessoas com as mesmas opiniões. Se existe oposição interna ao regime, se existe conflito entre radicais e moderados, é porque muitos iranianos não são extremistas. A evidência da erudição e principalmente do conhecimento científico iranianos são o uso da energia nuclear e o programa espacial.
            “Mas que vai reagir contra esses ataques é certo. Como é a grande questao…”
            – Nem que seja através de atentados terroristas, mas o Irão não vai dar sossego ao Ocidente e nem à Israel, se for atacado. Podem muito bem fazer atentados terroristas contra o Papa ou contra um membro da família real britânica, contra diplomatas norte-americanos, britânicos e israelitas pelo mundo, contra navios petroleiros ocidentais, sequestrar aviões…

            • A separacao no Irao faz-se entre as elites urbanas, cultas e bem informadas e o mundo rural, muito fanatizado e inculto… é aqui que reside a clivagem (como nos EUA, curiosamente)
              Os atentados terroristas sao possiveis… A Guarda da Revolucao em particular tem treino nesse campo.

  3. Cardoso

    Meu caro, um ataque israelita bem sucedido contra as instalações nucleares iranianas não só é evitável, como de todo impossível. As instalações iranianas estão demasiado dispersas, distantes e bem defendidas para Israel, que não tem a capacidade de projecção a grande distância nem o poder de fogo necessários. Algumas instalações são subterrâneas e imunes às munições israelitas.
    Se analisar os contornos da operação “Opera” de 1981, verá que contra um alvo isolado, muito mais próximo e mal defendido como era o reactor iraquiano de Osirak, a força aérea israelita actuou no limite da sua capacidade. Os pilotos admitiram mais tarde que esperavam que vários deles não sobrevivessem e que se fossem confrontados pela aviação iraquiana simplesmente não tinham combustível para se defenderem. Quando regressaram vinham com os tanques quase secos, isto apesar de terem descolado com uma carga muito superior ao limite especificado para os seus aviões, inclusivé, voaram com uma configuração nunca usada antes e não sabiam se o descartar dos tanques auxiliares seria bem sucedido dada a proximidade com as munições.
    Hoje em dia o raio operacional da força aérea israelita e ligeiramente maior, mas não muito. Já o objectivo, esse é incomparávelmente mais difícil. O ataque israelita não acontecerá. A missão seria suicida, com perdas intoleráveis e com pouco efeito prático. Poderiam atrasar o programa alguns meses na melhor das hipóteses.
    O ataque, a acontecer, será por parte dos EUA, mas não por causa da questão nuclear, que isso é apenas a máquina de propaganda do governo americano em acção para capturar o apoio da opinião pública. O que está por trás das motivações americanas é a ameaça que o Irão representa para o dólar, ao comercializar o petróleo em outros câmbios e em ouro. O mesmo aconteceu com o Saddam Hussein, que foi invadido e deposto não na sequência da invasão do Kwait, mas na sequência do anúncio que deu conta que o Iraque iria começar a comercializar petróleo em outras moedas que não o dólar. E o mesmo aconteceu com o coronel Gaddafi que foi deposto não na sequência dos ataques terroristas dos anos 80, mas na sequência do anúncio que iria criar uma nova moeda indexada ao ouro para comercializar o petróleo.
    A maior ameaça para os EUA é que o dólar deixe de ser a moeda de reserva mundial e a moeda por excelência das trocas comerciais. Os americanos não precisam de ter o controlo directo do petróleo, basta-lhes que o petróleo seja comercializado em dólares para obterem quanto querem a troco de nada porque são eles que têm a fábrica dos dólares. O objectivo não é acabar com o programa nuclear iraniano e sim acabar com o actual regime para dar lugar a um regime controlado pelo ocidente.

    • Por isso é que acho que Israel ainda nao avancou… As instalacoes nucleares estao demasiado distantes, longinquas e dispersas, como dizes. E por isso mesmo contam com os misseis de cruzeiro dos eua e com bombas anti-bunker como so os eua têm. O ataque sera dos eua e de israel, provavelmente tb com meios britanicos.
      Se Israel pudesse avancar sozinho, ja o teria feito…

  4. Cardoso

    Mais um detalhe, a presença naval americana em grandes números e em grande proximidade com a marinha iraniana no golfo não tem por objectivo defender o estreito de Ormuz contra um bloqueio iraniano. O objectivo é que a proximidade das forças rivais resulte(quase inevitavelmente) num incidente que lhes sirva como gatilho para avançarem com o apoio da opinião pública. Se não houver um incidente que ocorra naturalmente, os EUA fabricam um incidente. A mesma receita foi usada no Vietname. Nada é novo, as receitas e as motivações são as mesmas de sempre.

    • Ah! Bem pensado… Nao é improvavel que se esteja aqui perante uma preparacao de um ataque simulado.
      De qq forma, é certo que algo se prepara nos bastidores da diplomacia internacional.

  5. A ver vamos se o Irão não irá vender a sua derrota a um preço muito elevado , um preço tão elevado que serão necessárias décadas para que seja paga e por varias gerações, Fome , desespero , morte e falências para muitas nações , poderá esta ser a conta final . O Irão hoje consegue lançar com meios próprios satélites para o espaço e isso significa que possui tecnologia de ponta , e as nações que dominam este tipo de tecnologias têm poder de infringir muita dor e sofrimento em qualquer parte do mundo , sem necessidade de utilizar armas nucleares , utilizando apenas meios simples e eficazes poderão matar milhares , ou talvez , milhões de pessoas . Espero que haja sabedoria , sensatez e principalmente respeito pelos meus filhos , pelos filhos de todos os pais e mães deste mundo , as nossas crianças têm o direito de herdar um mundo sem o cheiro da morte e de injustiças que qualquer guerra traz . Como pai é a exigência que faço aos governantes de todas as nações envolvidas nesta autentica Birra de crianças mal comportadas . Este conflito , a acontecer , pode pôr um mundo inteiro de joelhos a chorar , a lamentar , só que ai poderá ser tarde demais . Este conflito é diferente de todos os outros , o Irão não é um pais qualquer , têm bons físicos , bons matemáticos , excelentes engº químicos , mecânicos entre outros , temo que aqueles fanáticos possam ter algo escondido , algo que possam lançar em desespero , e assim criar mártires , aos milhares , ou talvez , aos milhões , eles têm gente doida para o fazer , é simplesmente assustador !!

    • Enoque

      “…aos governantes de todas as nações envolvidas nesta autentica Birra de crianças mal comportadas…”
      – E o pior de tudo é que tais “crianças” mal comportadas fazendo a birra têm “brinquedos” perigosíssimos em suas mãos.

      “o Irão não é um pais qualquer , têm bons físicos , bons matemáticos , excelentes engº químicos , mecânicos entre outros , temo que aqueles fanáticos possam ter algo escondido , algo que possam lançar em desespero , e assim criar mártires , aos milhares , ou talvez , aos milhões , eles têm gente doida para o fazer , é simplesmente assustador !!”
      – Daí o perigo da ação militar “israelita” (na verdade norte-americana) ter como POSSÍVEL consequencia no futuro a Terceira Guerra Mundial, o Irão não é o Afeganistão dos talibãs e nem o Iraque de Saddam Husseim, e nem a Líbia de Kadhafi. Certamente é um inimigo mais difícil para os EUA.

      • Muito mais dificil… O Iraque foi “amolecido” por decadas de bombardeamentos contra a sua força aerea e defesas aereas. Nada de semelhante aconteceu no Irao, cujas defesas estao totalmente intactas… E que alias, tem um territorio muito mais extenso e profundo.

        • Enoque

          Sim, o Irão tem um território maior, tem um aparato militar melhor, e pode ser mais difícil até que o Vietname, onde os americanos foram derrotados. O Irão talvez esteja mais forte do que a Coréia do Norte se desconsiderarmos as armas nucleares.

          • Em relacao ao Vietname tem contudo uma importante e enorme desvantagem (como o Iraque): o seu territorio nao tem selva… O deserto é por tradicao um mau meio para uma guerrilha.
            Mas estao bem preparados… Melhor do que alguma vez esteve o Vietname e, sobretudo, os EUA de hoje ja nao têm os meios terrestres que tinham na decada de 60… E sao moralmente incapazes de travar uma guerra longa, terrestre e de grande intensidade, excepto, talvez na defesa do seu proprio territorio.

    • O Irao nao consegue ainda (felizmente) lancar cargas uteis tao pesadas como as exigidas pelas pesadas bombas nucleares que está prestes a conseguir fabricar… Ainda está a uns bons dez anos dessa fase. Mas concordo, quando estiver capaz de construir armas nucleares de dez ou vinte megatoneladas e as puder colocar em orbita, pode envia-las para qualquer ponto do globo. E ai sim, será um adversario temivel. Mas atualmente nao é capaz nem de uma coisa, nem de outra.

  6. Cardoso

    Aqui estão os efeitos visíveis da máquina de propaganda ocidental(sobretudo anglo-saxónica). Induzir o medo na população é a maneira mais fácil de a ter sob controlo. Passoas assustadas aceitam as maiores barbaridades se acreditarem que avançam em nome da sua segurança. É uma técnica antiga de controlo de massas que continua a funcionar muito bem nos dias de hoje apesar do acesso à (des)informação. Os governos fundamentalistas judaico-cristãos ocidentais conseguiram induzir nas pessoas o medo de uma civilização milenar com uma história de mais de 150 anos sem nunca terem agredido primeiro outra nação. Bastaria comparar esse registo com os últimos 150 anos de história dos governos fundamentalistas judaico-cristãos anglo-saxónicos, mas a natureza humana é mesmo assim. O medo é irracional e domina as pessoas, e pessoas dominadas por forças irracionais perdem a lógica e o sentido crítico.

  7. Um decomentario excelente que descobri sobre a verdadeira razão de uma possível Guerra Irão/EUA , razões que muitos estão a tentar esconder

    • Muito interessante, de facto. Mas nesta questão acredito que o petróleo se joga um papel é de “moderador”… Que é pelo medo da sua alta que ainda não houve um ataque. Por outro lado, o petróleo iraniano é “velho” isto é, é explorado à muito tempo (desde a década de 40!) e os seus poços estão nos limites e as suas reservas (como as iraquianas e sauditas) muito, mas muito mesmo, exagerada…

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Blog em WordPress.com. The Adventure Journal Theme.

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa.org

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

DIGITAL DEMOCRACY AND NOMOCRACY (THE RULE OF LAW)

Peaceful digital democratic evolution! Practical philosophical thoughts in light English! Is digital democratic communism possible?

looking beyond borders

Looking at foreign policy differently

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

A Educação do meu Umbigo

Gaveta aberta de textos e memórias a pretexto da Educação que vamos tendo. Este blogue discorda ortograficamente. Contacto: guinote@gmail.com

Promocão e difusão da língua portuguesa

Blogvisão

"Qualidade de informação para qualidade de opinião!"

geoeconomia

Just another WordPress.com site

Egídio G. Vaz Raposo

Media Scholar | Communication Consultant | Trainer

Mudar as coisas...

vivemos no presente, e é nele que devemos mudar. mudarmo-nos é condição necessária para mudar as coisas…

Um Jardim no Deserto

Um minúsculo oásis no imenso deserto físico, mental e espiritual em que se está a transformar Portugal

Extraterrestres ARQUIVO

Seja bem vindo ao Site Extraterrestres Arquivo - Volte Sempre

Muralha Verde SCP

Em prol da defesa e do ataque do Sporting!

Pitacos De Um Torcedor Corinthiano

Louco por ti Corinthians!

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 4.864 outros seguidores

%d bloggers like this: