Porque é que os alemães não estão incomodados com as agências de rating?

“Apesar de em 2011 as criticas às três agências de rating norte-americanas, que partilham mais de 90% do setor, se terem multiplicado, os alemães não se manifestaram incomodados com as intervenções da Moody’s, SP e Fitch. Bem pelo contrario, o ministro das Finanças alemão, saudou a ameaça da SP de baixar o rating de 15 países da Zona Euro e o do FEE, decisão que classificou como o “melhor encorajamento para chegar a uma solução”. Ao reprovarem o comportamento dos europeus desleixados, as empresas de notação financeira ajudam a estratégia alemã que condiciona o apoio de Berlim à adopção de medidas de ajustamento severas.”

Os alemães não se preocuparam com estes absurdos, injustos e profundamente perturbadores para as economias dos países afetados porque são – juntamente com a Holanda e a Suíça – os grandes beneficiário do Capital que, em pânico, foge dos países afetados pelas agências de raters. Se fossem eles o alvo (como serão) então não viriam defender publicamente estas agências e as politicas que estas, com uma imensa e escandalosa desfaçatez se atrevem a sugerir a países livres, independentes e soberanos.

“Ao longo de 2011 as comissões que avaliaram a acção das raters produziram conclusões devastadoras, acusando-as, entre muitas coisas, de atribuírem boas avaliações a ativos tóxicos a troco de dinheiro. O Financial Times noticiou que a Moody’s alterou o comportamento quando pediu a admissão à cotação, passando a emitir analises mais regulares e menos exigentes e a partir daí os seus lucros não pararam de subir. Em junho de 2009, horas antes de a SEC, o regulador dos mercados dos EUA, anunciar que tinha dado inicio a um processo de investigação à actuação da Moody’s, o seu maior acionista durante toda a década, Warren Buffett, vendeu 30 milhões de acções da empresa, o que gerou suspeitas.”

Ao contrário do que sonham lunáticamente alguns federalistas europeus, estes desmandos, abusos e ilegalidades das agências de rating americanas não irão desaparecer com a erupção de uma agência europeia publica de rating. Pelo contrario. No contexto em que esta vai surgir, não merecerá credibilidade alguma e não vai resolver nada a ninguém além daqueles empregos para boys que acabará por “criar”.

Chegou a altura da Comissão Europeia avançar com as mesmas garras com que multou a Microsoft e a Oracle em processos legais no passado recente e aplicar a estas três agências (que operam e têm escritórios na Europa) multas tao pesadas que as obriguem a abandonar a operação na Europa. Mas é claro que para isso os alemães teriam de beneficiar com as suas avaliações… E isso não vai acontecer nunca.

Fonte:
Publico, 30 dezembro de 2011

Categories: Economia, união europeia | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

Moradores do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Moradores do Areeiro

AMAA

Associação de Moradores e Amigos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

RULE OF LAW NOMOCRACY THE GOVERNING SYSTEM

A new world with common laws to own and to govern everything with a common language, a common civilsation and DDD Digital Direct Democracy.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

A Educação do meu Umbigo

Gaveta aberta de textos e memórias a pretexto da Educação que vamos tendo. Este blogue discorda ortograficamente. Contacto: guinote@gmail.com

iilp.wordpress.com/

Promocão e difusão da língua portuguesa

Blogvisão

"Qualidade de informação para qualidade de opinião!"

geoeconomia

Just another WordPress.com site

E.VAZ. STRATEGIES, LDA

Strategic Communication and Information Consultants

%d bloggers like this: